Posts Tagged "parques e praças em SP"

A Fantástica Fábrica de Mudas: Viveiro Manequinho Lopes

A Fantástica Fábrica de Mudas: Viveiro Manequinho Lopes

A Fantástica Fábrica de Mudas: conheça os bastidores do Viveiro Manequinho Lopes nessa visita onde conversei com a bióloga Yone Hein.

Viveiro Manequinho Lopes

Viveiro Manequinho Lopes

O Viveiro Manequinho Lopes fica dentro do Parque Ibirapuera e é lá que são produzidas mudas de plantas herbáceas, arbustivas e arbóreas para áreas públicas municipais, como praças, parques, escolas, canteiros centrais e demais Áreas Verdes Municipais.. Lá também são realizadas pesquisas e experimentações para aprimorar a produção de plantas.

 

Quem foi Manequinho Lopes?

Manoel Lopes de Oliveira Filho era um apaixonado por plantas e foi diretor da Divisão de Matas, Parques e Jardins da cidade de São Paulo. Ele teve a ideia de implantar o viveiro no terreno onde depois foi criado o Parque Ibirapuera. O terreno era pantanoso e, para resolver este problema, Manoel, que tinha o apelido de Manequinho, plantou muitos eucaliptos australianos para a eliminação do excesso de umidade do solo.

Depois, deu início ao plantio de espécies destinadas ao embelezamento das ruas, parques e jardins de toda a cidade: árvores nativas e árvores exóticas como pau-ferro, ipê, pau-brasil, pau-jacaré, tipuana, flamboyant, sibipiruna, bem como o cultivo de arbustos, trepadeiras e flores.

Em 1938, Manequinho ficou doente e faleceu. Para homenageá-lo, o prefeito deu o nome de Viveiro Manequinho Lopes para o viveiro municipal. Em 1993, o Viveiro Manequinho Lopes foi restaurado e Burle Marx fez um novo projeto para o viveiro, valorizando o verde. Depois de revitalizado, foi reentregue à população no dia 24 de março de 1994.

 

Sabia que você pode retirar mudas no Viveiro Manequinho Lopes?

A cidade de São Paulo desejando ampliar a cobertura vegetal arbórea e a biodiversidade para a melhoria da qualidade ambiental, criou a Campanha Permanente de Incentivo à Arborização da Cidade de São Paulo.

Os munícipes interessados em arborizar a sua calçada ou local de sua propriedade, dentro do município de São Paulo, poderão retirar mudas de árvores cedidas gratuitamente pelo Poder Público Municipal, através dos Viveiros Manequinho Lopes – Setor de Arborização e Viveiro Harry Blossfeld.

 

Até 5 mudas!

Poderão ser doadas até 5 mudas por endereço, sendo que o munícipe deverá comprovar a disponibilidade de área para o plantio, possibilitando dessa forma a análise por parte dos técnicos de DEPAVE 2, que definirão a quantidade e as espécies adequadas.

 

Análises e critérios

A análise da área de plantio leva em conta, além da metragem, presença de árvores ou outra vegetação, postes e outros equipamentos, etc. A critério técnico, poderão ser consultadas imagens de satélite disponíveis em sites como Google Earth, ou ainda fotos e plantas do local.

 

Quais mudas?

Para definição das mudas arbóreas, será considerado a disponibilidade do estoque de mudas dos viveiros municipais.

Veja o Manual Técnico de Arborização Urbana.

 

Documentos necessários:

Documento de identificação com foto e IPTU do imóvel.

 

Na retirada

No ato da retirada será fornecido folheto explicativo, contendo informações sobre plantio, manutenção e proteção das mudas. No caso de retirada de mudas de árvores, o munícipe deverá dispor de carro aberto (carroceria/caminhonete), uma vez que a maioria das mudas tem altura superior a três metros e pessoas para carregar as mudas.

Saiba mais.

 

 

Visite o Viveiro Manequinho Lopes

Acesso: Av. República do Líbano Portão 7A – Parque Ibirapuera
Quando:  segunda a sexta-feira, das 7h às 17h
Telefone: 11 3887–6761

 

Você sabia que dentro do Parque Ibirapuera tem um Jardim Japonês? Veja mais aqui.

 

Conheça outros parques e praças.

 

E aí? Você já visitou o Viveiro Manequinho Lopes? Já tinha ouvido falar desse lugar? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

Faça parte da minha Lista VIP

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra vasos auto-irrigáveis na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Parque Trianon na Av. Paulista: venha passear comigo!

Parque Trianon na Av. Paulista: venha passear comigo!

Parque Trianon: Conheça agora essa jóia da Mata Atlântica escondida no coração da Avenida Paulista em São Paulo!

Parque Trianon na Av. Paulista: venha passear comigo!

Você já parou para reparar num pequeno parque que existe em frente ao Masp, no coração da Avenida Paulista?

É o Parque Tenente Siqueira Campos, popularmente conhecido como Parque Trianon!

História da Avenida Paulista

A avenida Paulista fica no topo de uma série de morros conhecidos como espigão central. À esquerda, a visão chegava até o rio Pinheiros, à direita abrangia todo o centro histórico e além até a Cantareira. No final, as colinas do Pacaembu.

 

O que sobrou da Mata Atlântica Original

Essa área era tomada por plantas e árvores. A Mata Atlântica vinha até aqui. Então em 8 de dezembro de 1891 a avenida Paulista foi inaugurada. A mata Atlântica que aqui existia foi praticamente toda derrubada para dar lugar a terrenos grandes e uniformes ladeados de magnólias e plátanos. Árvores lindas, mas que não são nativas do Brasil.

Da mata original, chamada de Caaguaçú, “mata grande” em tupi, sobrou só esse trecho que foi preservado pelo paisagista francês Paul Villon, chamado para organizar o Parque da Avenida, inaugurado em 3 de abril de 1892.

 

Belvedere Trianon

Na frente do parque, com vista para o Vale do rio Saracura, hoje avenida 9 de julho, foi criado um Belvedere pelo arquiteto Ramos de Azevedo, inaugurado em 1916.

Esse belvedere, ficava onde hoje está o MASP, era composto por terraços, salões para festas e convenções com serviços de restaurante e confeitaria:

Terraços do Belvedere Trianon. Serviços de restaurante e confeiteria estavam à disposição dos frequentadores, que podiam desfrutar de um chá da tarde e admirar a vista - Acervo/ Estadão

Terraços do Belvedere Trianon. Serviços de restaurante e confeitaria estavam à disposição dos frequentadores, que podiam desfrutar de um chá da tarde e admirar a vista – Acervo/ Estadão

Imagem do Belvedere Trianon na década de 1920 - Acervo/ Estadão

Imagem do Belvedere Trianon na década de 1920 – Acervo/ Estadão

O Belvedere Trianon pode ser visto ao alto. Abaixo ficava o terreno que mais tarde deu lugar à Avenida Nove de Julho - Acervo/ Estadão

O Belvedere Trianon pode ser visto ao alto. Abaixo ficava o terreno que mais tarde deu lugar à Avenida Nove de Julho – Acervo/ Estadão

 

O Masp

Nos anos 60, o belvedere foi substituído pelo Masp, o Museu de Arte de São Paulo, projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi, que é um símbolo da nossa cidade e da arquitetura moderna.

Vista Masp com Parque Trianon lado direito e Av. 9 de julho lado esquerdo - Web Luxo

Vista Aérea da Avenida Paulista com o Masp no centro, o Parque Trianon do lado direito e Av. 9 de julho do lado esquerdo – Web Luxo

A Paulista foi planejada para ser a avenida mais larga e imponente da cidade.

 

O Parque Trianon

Bom, chega de história e vamos direto ao que interessa. O parque Trianon, por incrível que pareça, ainda conserva boa parte de vegetação original, divididas em duas quadras de verde e sombras: num total de mais de 48 mil m².

E claro que não é mais a luxuriante mata que um dia cobriu essa área, onde habitavam antas, onças, macacos, cervos, e majestosos jequitibás, perobas e cambucis.

 

Relação de Interdependência

Como toda floresta que se preze, aqui havia um ecossistema em equilíbrio, interdependente, onde por exemplo, o jatobá contava que a anta comesse seus frutos para quebrar no seu estômago a dormência das sementes e germinar uma nova árvore. As árvores e os animais tinham uma saudável relação de interdependência.

Agora os ventos canalizados pelos enormes arranha-céus vira e mexe acabam por derrubar as árvores mais alta e antigas. Eucaliptos australianos tiram o sol das plantas nativas, enquanto as ornamentais exóticas, o espaço. O ar fica cada vez mais seco.

 

Benefícios da Mata

Mas ainda assim, uma parte da antiga floresta resiste e aqui dentro o som do intenso trânsito da avenida é abafado pela massa verde. Há um intenso e delicioso cheiro de mato no ar. É impressionante sentir como a temperatura diminui sensivelmente aqui dentro. Aqui é um verdadeiro oásis nos dias quentes!

 

Atrações do Parque Trianon

As árvores remanescentes são identificadas pelos nomes científicos e procurando bem podemos encontrar grandes exemplares de araribá-rosa, canela-poca, cedro, jequitibá, pau-ferro, sapopemba, sapucaia e tamboril, além de abiurana, andá-açu, camboatás, guaraiúva e tapiá-guaçu e até espécies ameaçadas como a cabreúva, o chichá e o palmito-jussara. A fauna do parque atual é composta principalmente por animais como aves, borboletas e até morcegos, além de aracnídeos e pequenas rãs.

Placa de identificação de árvore no Trianon: Angico Branco

 

Esculturas

A mitologia grega aparece retratada em duas esculturas:

Escultura O Fauno de Victor Brecheret no Parque Trianon

Escultura O Fauno de Victor Brecheret no Parque Trianon

Aretusa, uma ninfa do cortejo de Ártemis e que representa a virtude, de Francisco Leopoldo Silva.

Escultura Aretusa, uma ninfa do cortejo de Ártemis e que representa a virtude, de Francisco Leopoldo Silva.

 

Trilhas, playgrounds, aparelhos de ginástica, bicas de água em pedra, ponte de madeira, e até uma ponte que liga um lado ao outro do parque, onde podemos ver a Alameda Santos por cima, que corta o parque ao meio.

Polêmica

Atualmente existe uma polêmica em torno desse parque. Muitos botânicos defendem a retirada das palmeiras australianas, as seafórtia, além de outras medidas para preservar esse legado botânico para as próximas gerações. Enquanto outras pessoas acham que não devemos mexer no parque. Eu acho que é sempre bom a gente querer preservar o verde na cidade. São Paulo precisa de mais verde para contrabalançar todo o cimento e concreto! O que você acha?

 

Você já conhecia o Trianon? Gostou de saber sua história? Acha que as áreas verdes devem ser preservadas? Melhoradas? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Veja outros parques e praças.

Gostou da minha blusa?

É da Loja Castilho – Rua Augusta 2490, loja 2, Jardins, São Paulo – Tel: (11) 3085-8035

http://www.lojacastilho.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/lojascastilho/

Facebook: https://www.facebook.com/lojascastilho/

 

Referência das imagens:

Acervo Estadão

Web Luxo

 

E aí? Gostou de passear comigo pelo Parque Trianon? Quando você estiver pela região da Paulista aproveita e vá conhecê-lo ao vivo e a cores. É ainda mais bonito do que no vídeo!

Curta, comente e compartilhe!

Então se você gosta do meu trabalho, se você quer que eu continue fazendo os vídeos, me ajude a continuar produzindo. Curta os vídeos e escreva algum comentário. Pode ficar tranquilo que eu respondo sempre. Confesso que não é no mesmo dia, nem sempre eu consigo, mas eu respondo todas as dúvidas.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Parque Mário Covas: venha passear comigo!

Parque Mário Covas: venha passear comigo!

Conheça agora o pequeno e aconchegante Parque Mário Covas, que fica na avenida Paulista.

Parque Mário Covas: venha passear comigo!

Sabia que existe um novo parque na Avenida Paulista?

Pois é! É o Parque Mário Covas. Pequenininho e aconchegante.

Ele foi inaugurado no dia 24 de janeiro de 2010.

Parque Mário Covas

Parque Mário Covas

 

Localização

O Parque Mário Covas está localizado na esquina da Avenida Paulista com Alameda Ministro Rocha de Azevedo. E ocupa uma área de mais de 5 mil m², onde antes era o jardim da residência Vila Fortunato, de propriedade da família Thiollier.

Parque Mário Covas

Parque Mário Covas

 

 

Trepadeira Sapatinho de Judia

Lembra o post/vídeo que eu fiz sobre as tumbérgias? Existe uma outra tumbérgia que eu não citei lá, aThunbergia mysorensis, que é popularmente conhecida por sapatinho de judia.

Sua flores caem em cachos e os beija-flores adoram!

Trepadeira sapatinho de judia

Trepadeira sapatinho de judia

 

Trepadeiras com flores pendentes ficam lindas quando cultivadas em perolados altos para que a gente possa admirar os cachos por baixo!

Pergolado Parque Mário Covas

Pergolado Parque Mário Covas

 

Só acho que poderiam ter mais bancos embaixo do pergolado…

 

Oásis no Verão

Esse parque é um verdadeiro oásis no verão. Você sai daquele calor da Paulista, aquele solão e vem para cá, temperatura cai…

Mesmo com o trânsito ao redor, só de estar em contato com a natureza, você já sente a uma paz, uma calma. Muito gostoso!

 

Veja outros parques e praças.

 

Gostou da minha blusa?

É da Loja Castilho – Rua Augusta 2490, loja 2, Jardins, São Paulo – Tel: (11) 3085-8035

http://www.lojacastilho.com.br/

Instagram: https://www.instagram.com/lojascastilho/

Facebook: https://www.facebook.com/lojascastilho/

 

 

E aí? Gostou de passear comigo pelo Parque Mário Covas? Quando você estiver pela região da Paulista aproveita e vá conhecê-lo ao vivo e a cores. É ainda mais bonito do que no vídeo!

 

 

Curta, comente e compartilhe!

Então se você gosta do meu trabalho, se você quer que eu continue fazendo os vídeos, me ajude a continuar produzindo. Curta os vídeos e escreva algum comentário. Pode ficar tranquilo que eu respondo sempre. Confesso que não é no mesmo dia, nem sempre eu consigo, mas eu respondo todas as dúvidas.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Praça Victor Civita: Área Verde Abandonada em SP

Praça Victor Civita: Área Verde Abandonada em SP

Praça Victor Civita: um projeto super bacana de sustentabilidade em SP que infelizmente está abandonado e mal cuidado. E todos saem perdendo…

Praça Victor Civita

A Decepção

Sabe quando você sai para gravar super empolgada de mostrar um lugar bacana, com um projeto super inteligente e inovador, chega lá e percebe que o local está abandonado e jogado “às traças”? Pois é, foi essa sensação que tive quando cheguei lá na Praça Victor Civita essa 5af para gravar o vídeo acima.

 

A Praça Victor Civita

Essa praça foi um marco na história de São Paulo. Ela está localizada no bairro de Pinheiros, perto do Largo da Batata e da Marginal, a apenas alguns passos do metrô Pinheiros, na Rua Sumidouro, 580.

No local onde hoje está a praça funcionou um incinerador de lixo (de 1949 e 1989), que acabou sendo desativado pelo desenvolvimento do bairro. Após a desativação cooperativas de reciclagem passaram a dar novo uso para o local. Mas o incinerador já tinha deixado a sua marca: um solo profundamente contaminado e impróprio para a vida humana. Então no começo dos anos 2000, a Prefeitura fez um então acordo com o Grupo Abril para revitalizar o espaço.

 

Cronologia

2001 – Parceria entre Prefeitura e Grupo Abril;

2002 – Análise do solo e do prédio feita pela Cetesb e confirmação da presença de resíduos tóxicos;

2006 – Início dos trabalhos de recuperação da área sob coordenação da Emurb e da Subprefeitura de Pinheiros;

2007 – Grupo Abril e Prefeitura assinam documento que cria a Praça Victor Civita;

2008 – Inauguração da Praça em novembro;

2010 – Ganha o VII Grande Prêmio de Arquitetura Corporativa na categoria Obras Públicas Green;

2011 – Gestão assumida pela Associação Amigos;

2015 – Termina a parceira do Grupo Abril;

2016 – Administração pela gestão municipal, por meio da Subprefeitura de Pinheiros.

 

O projeto

A praça é o resultado de um inteligente processo arquitetônico que acabou ganhando grandes prêmios de sustentabilidade. Para evitar o contato com o solo contaminado, a praça é em sua maioria construída em cima de deck elevado de madeira — assim é possível caminhar por lá sem tocar no chão. Para deixar a praça mais atraente e verde, um projeto de paisagismo feito pelo Benedito Abud que incluiu a implantação de árvores, horta circular e jardim suspenso, além de novas terras e tecnologia. Além disso, a água da chuva também é reaproveitada para as plantas e, após tratamento, para limpeza e sanitários. E se não bastasse, a iluminação da área feita com LED e há um ponto de coleta de reciclagem.

O projeto teve início em 2006, quando a Prefeitura de São Paulo e o Instituto Abril, assessorados por Levisky Arquitetos, firmaram parceria para viabilizar a recuperação do antigo incinerador, cujo terreno encontrava-se em profundo estado de degradação. Com base nessa questão, Adriana Levisky e Anna Dietzsch criaram um projeto com soluções que se apropriam da temática de modo positivo, focando o problema e ao mesmo tempo mostrando como superá-lo. As arquitetas buscaram utilizar, tanto quanto possível, alternativas ecológicas e sustentáveis para a Praça Victor Civita.

O Deck

Um grande deck de madeira certificada pousa sobre o terreno, sustentado por estrutura metálica, de modo a impedir o contato com o solo contaminado. O deck se estende na diagonal do terreno, propondo um percurso que enfatiza a perspectiva natural do espaço e convida o usuário a percorrer os caminhos da Praça. Como o casco de um grande barco, o deck se desdobra do plano horizontal ao vertical com formas curvilíneas, criando ambientes que se delimitam pela tridimensionalidade da forma, grandes “salas urbanas” que diversificam e incentivam o uso público do espaço.

Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade, perspectiva axonométrica detalhe deck de madeira, São Paulo. Levisky Arquitetos Associados, 2008 Desenho escritório

 

Este deck, suspenso a aproximadamente 1,00 m do nível do piso existente, leva o usuário a um passeio pelo conhecimento de processos ligados à sustentabilidade, como a certificação da madeira, laboratório de plantas com espécies em pesquisa para produção de biocombustíveis, hidroponia, renovação de solos, fitoterapia e engenharia genética. Também conduz ao conhecimento de sistemas orgânicos para o reuso de águas pluviais e servidas, adotados no funcionamento da praça, além do racionamento energético alcançado com a utilização de placas solares.

Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade, corte deck de madeira, São Paulo. Levisky Arquitetos Associados, 2008 Desenho escritório

 

Educação Ambiental

Junto a essas experiências, o usuário tem também acesso a outros programas, como à arena coberta, ao Museu da Reabilitação instalado no edifício do Incinerador, ao Centro da Terceira Idade, à Oficina de Educação Ambiental, ao Núcleo de Investigação de Águas e Solos subterrâneos e à Praça de Paralelepípedos.

 

Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade, perspectiva axonométrica jardineira (“planter”) com sistema de auto-irrigação tec-garden, São Paulo. Levisky Arquitetos Associados, 2008 Desenho escritório

Sustentabilidade

Sustentabilidade econômica

Através de parceria público-privada, a gestão privada viabiliza a transformação e reabilitação do espaço para uso público. Usos públicos, como espetáculos, exposições e cursos, tornam o empreendimento auto-sustentável. A gestão da praça ocorrerá com a participação de parceiros “Amigos da Praça”.

 

Sustentabilidade cultural

O projeto busca usar o espaço como catalisador de desenvolvimento comunitário, cultural e educacional, oferecendo acesso a programas como a Arena Coberta, os Museus da Reabilitação, o Centro da Terceira Idade, a Oficina de Educação Ambiental, o Núcleo de Investigação de Solos e Águas subterrâneas, a Praça de Paralelepípedos e o Museu Aberto da Sustentabilidade. Para isso conta com a parceria de instituições como Verdescola, CETESB, GTZ e MASP.

 

Sustentabilidade Ecológica

Através da parceria com instituições como o IPT, CETESB e GTZ, a Praça Victor Civita apresenta uma oportunidade de investimento na pesquisa de temas ligados à sustentabilidade, como a certificação da madeira, laboratório de plantas, uso de sistemas orgânicos para a reciclagem de água e racionamento energético.

 

Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade, especificação de plantas, São Paulo. Levisky Arquitetos Associados, 2008 Imagem escritório

 

Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade, ciclo da água – “planter”, São Paulo. Levisky Arquitetos Associados, 2008 Esquema escritório

Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade, ciclo de água filtro, São Paulo. Levisky Arquitetos Associados, 2008 Esquema escritório

Praça Victor Civita – Museu Aberto da Sustentabilidade, ciclo de água deck, São Paulo. Levisky Arquitetos Associados, 200 Esquema escritório

 

Lazer, Convívio e Cultura

Essa revitalização permitiu dar uma nova vida a uma área perdida na cidade, além de criar um espaço público de convívio e de cultura. Assim há também uma arquibancada no local que pode abrigar até 400 pessoas. Lá já foi palco de shows e festivais, como o da Agricultura Urbana e às 5afs às 19h costumava acontecer o Cine na Praça, um cinema gratuito ao ar livre com direito a pipoca.

O prédio do incinerador, também renovado, abrigava o museu da sustentabilidade, que estava vazio e fechado nessa visita.

A Praça Victor Civita também era um local de prática de exercícios, disponibilizando equipamentos de ginástica para terceira idade, e recebendo professores de yoga e pilates diariamente.

Que essa praça e todas as outras áreas verdes abandonadas na nossa cidade, estado e país sejam recuperadas e bem tratadas! Precisamos de mais verde no mundo!

 

Esse projeto foi inspirado no High Line Park de NY.

Veja outras áreas verdes escondidas em São Paulo.

 

Fontes:

Vitruvius

São Paulo Saudável 

Sustentarqui

 

 

E aí? O que você achou da praça Victor Civita? Já conhecia essa praça? Qual foi sua experiência com ela? Conhece outras áreas bacanas que também estão abandonadas? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Conheça a Praça dos Enfartados e seus arredores!

Conheça a Praça dos Enfartados e seus arredores!

A paisagista Nô Figueiredo mostra o que tem na Praça dos Enfartados e nos seus arredores, nas calçadas das casas que ficam próximas à praça.

Conheça a Praça dos Enfartados e seus arredores!

A Praça dos Enfartados na verdade chama-se Praça Conde de Barcelos e fica no Alto de Pinheiros em São Paulo. É uma pracinha bem sossegada, sombreada e plana que tem perto de casa. Gosto muito de passear ali.

Olha o que achei nas árvores:

Praça dos Enfartados - samamabaia epífita Microgramma squamulosa - foto: Nô Figueiredo

Samambaia epífita (Microgramma squamulosa) hospedada no tronco de uma Tipuana – foto: Nô Figueiredo

 

Acho essa plantinha muito interessante. Ela se hospeda nos troncos, mas ela não é uma parasita. E suas folhas são lindas! Tanto que até já fiz um post só sobre ela.

Praça dos Enfartados - samamabaia epífita Microgramma squamulosa - foto: Nô Figueiredo

Detalhe da Samambaia epífita (Microgramma squamulosa) hospedada no tronco de uma Tipuana – foto: Nô Figueiredo

 

Olha o detalhes das folhas, parece que está escrito alguma coisa ali:

Praça dos Enfartados - samamabaia epífita Microgramma squamulosa - foto: Nô Figueiredo

Detalhe da Samambaia epífita (Microgramma squamulosa) hospedada no tronco de uma Tipuana – foto: Nô Figueiredo

 

Numa outra Tipuana tinha trapoeraba hospedada:

Praça dos Enfartados - Trapoeraba (Tradescantia zebrina) - foto: Nô Figueiredo

Trapoeraba (Tradescantia zebrina) – foto: Nô Figueiredo

Praça dos Enfartados - Trapoeraba (Tradescantia zebrina) - foto: Nô Figueiredo

Detalhe da Trapoeraba (Tradescantia zebrina) – foto: Nô Figueiredo

 

E nas calçadas das casas do entorno da Praça dos Enfartados, tem várias esculturas interessantes:

Praça dos Enfartados - Moça de guarda-chuva

Escultura Moça de guarda-chuva – foto: Nô Figueiredo

Praça dos Enfartados - rappel

Escultura Rappel – foto: Nô Figueiredo

Escultura Mãe lendo para crianças - foto: Nô Figueiredo

Escultura Mãe lendo para crianças – foto: Nô Figueiredo

Praça dos Enfartados - Monstro na grama

Escultura Monstro na grama – foto: Nô Figueiredo

 

Veja mais áreas verdes escondidas em SP.

 

Eu acho um charme essa pracinha. E você, o que achou? Tem alguma pracinha charmosa perto da sua casa? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais