Posts Tagged "parques do mundo"

Só podia ser em NY: 1o Parque Subterrâneo do mundo!

Só podia ser em NY: 1o Parque Subterrâneo do mundo!

Pois é, estão querendo aproveitar uma estação de metrô abandonada para fazer um parque subterrâneo. É o que conta a repórter Thais Bilenky de Nova York para a Folha de São Paulo hoje:

A Delancey Essex é uma das estações de metrô que fazem jus à fama do transporte público de Nova York: é caótica e suja, mas eficiente.

Parte das 4,3 milhões de pessoas que usam diariamente o metrô nova-iorquino passa por essa estação, que tem quatro linhas diferentes.

Mas nem todos sabem que ali, atrás de um tapume pichado, há cerca de 4.000 metros quadrados abandonados que podem vir a ser o primeiro parque subterrâneo do mundo:

Estação abandonada – Proyecto Lowline/Efe

Um grupo de moradores da cidade negocia com a prefeitura a construção de uma área verde aberta à população.

O projeto foi batizado de Lowline, uma brincadeira com o nome da passarela suspensa arborizada de Nova York, o Highline:

Proyecto Lowline/Efe

ORIGENS

Em 2009, o arquiteto James Ramsey imaginou maneiras de tornar a cidade mais verde e acolhedora.

Descobriu a existência do espaço que, entre 1908 e 1948, serviu como estação de trólebus e estava sem uso. Pensou que daria um parque e tanto.

O desafio seria fazer qualquer planta sobreviver sem exposição a raios de sol.

Ex-funcionário da Nasa, a agência espacial americana, Ramsey criou uma tecnologia para resolver o problema.

A luz solar deverá ser captada e transmitida para o subsolo por meio de fibra ótica. Uma cúpula distribuirá a luz para o ambiente, possibilitando a fotossíntese das plantas.

Ramsey então contou a ideia a um amigo, Dan Barasch, que estava criando projetos para expor obras de arte no metrô de Nova York. Nascia o Lowline.

 

“REPUGNANTE”

Se conseguirem aprovação da prefeitura, os sócios ainda terão outro desafio. Convencer a população.

“A estação tem ratos, é suja e repugnante”, reage Richard Jenasku, 44, que trabalha na construção civil.

“O último lugar em que eu poria um parque seria aqui em baixo. Tem tantos lugares melhores lá fora.”

O estudante Kevin Moreira, 26, discorda. Para ele, as pessoas vão a Nova York para descobrir novidades.

As negociações com a prefeitura vão bem, diz Robyn Shapiro, uma das diretoras do projeto.

Mas a cidade ainda não autorizou o uso do terreno. E esbarra na burocracia para enquadrar um espaço subterrâneo como um parque, o que exigiria, pela definição oficial, que estivesse a céu aberto.

A equipe quer inaugurar o Lowline até 2020. Até lá, passarão por outra prova de fogo. Em setembro, abrirão uma exposição em ambiente fechado para testar a tecnologia e a sobrevivência das plantas.

A mostra custará US$ 200 mil, que foram arrecadados na internet.

O Lowline, se sair do papel, custará US$ 60 milhões, a serem captados em campanhas on-line e junto ao governo.

Uma coisa já está provada, diz Shapiro. “O Lowline mostra o poder de novas tecnologias para melhorar a vida urbana. Se estamos conseguindo construir um parque subterrâneo, imagine o que mais seremos capazes de fazer.”

 

Confesso que acho a ideia bem maluca, mas muito legal! Parece filme de ficção científica. E se tem algum lugar no mundo para testar essa ideia, esse lugar é Nova York! E você, o que acha?

 

Matéria na Folha de SP dia 26 de julho de 2015: NY planeja fazer em estação do metrô o 1º parque subterrâneo do mundo

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,
Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza

Butchart Gardens – Canadá

Butchart Gardens – Canadá

Queria compartilhar com vocês uma história linda de amor à Terra.

 

No começo do século passado um ex-comerciante americano resolveu mudar-se para o Canadá para produzir cimento. Ele mudou-se para a Ilha de Vancouver, na costa Oeste do Canadá, onde haviam muitos depósitos de calcário, matéria-prima vital para a fabricação do cimento. Depois de um tempo e muito calcário extraído, sobrou apenas um grande buraco no local. Sua esposa, Jennie, concebeu então um plano genial para a renovação desse buraco negro. Ela requisitou terra dos arredores e ao pouco essa pedreira abandonada floresceu num jardim espetacular!

 

Ela criou, no estilo das grandes propriedades da época, vários jardins distintos para evocar uma série de experiências estéticas que se modificam de acordo com a estação do ano.

 

A fama dos jardins da Sra. Jennie Butchart se espalhou rapidamente. Por volta de 1920 mais de cinqüenta mil pessoas foram conhecer a sua criação. Com o tempo seus jardins foram transformados em parque, abertos à visitação pública durante o ano todo. O Butchart Gardens é um parque lindo, uma Disney das flores!!! Um deleite aos sentidos! Dá uma conferida nesse tour virtual, dá para ver como o jardim se transforma conforme mudam as estações do ano…

 

Viagem virtualmente pelos jardins de BURTCHAT GARDENS

 

E pensar que ela fez isso numa época em que não se falava em cuidar dos recursos naturais, em recuperação de solos degradados, nada disso. Ela deve ter sido inspirada pelos anjos!

 

Quando morei no Canadá, fui lá conferir:

 

Meu marido e eu, na época ainda namorados…
Posando na frente das flores!
Uma vista do parque

 

Se algum dia você for ao Canadá, não deixe de ir lá conferir. Vale a viagem!!!

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza