Posts Tagged "parque ibirapuera"

A Fantástica Fábrica de Mudas: Viveiro Manequinho Lopes

A Fantástica Fábrica de Mudas: Viveiro Manequinho Lopes

A Fantástica Fábrica de Mudas: conheça os bastidores do Viveiro Manequinho Lopes nessa visita onde conversei com a bióloga Yone Hein.

Viveiro Manequinho Lopes

Viveiro Manequinho Lopes

O Viveiro Manequinho Lopes fica dentro do Parque Ibirapuera e é lá que são produzidas mudas de plantas herbáceas, arbustivas e arbóreas para áreas públicas municipais, como praças, parques, escolas, canteiros centrais e demais Áreas Verdes Municipais.. Lá também são realizadas pesquisas e experimentações para aprimorar a produção de plantas.

 

Quem foi Manequinho Lopes?

Manoel Lopes de Oliveira Filho era um apaixonado por plantas e foi diretor da Divisão de Matas, Parques e Jardins da cidade de São Paulo. Ele teve a ideia de implantar o viveiro no terreno onde depois foi criado o Parque Ibirapuera. O terreno era pantanoso e, para resolver este problema, Manoel, que tinha o apelido de Manequinho, plantou muitos eucaliptos australianos para a eliminação do excesso de umidade do solo.

Depois, deu início ao plantio de espécies destinadas ao embelezamento das ruas, parques e jardins de toda a cidade: árvores nativas e árvores exóticas como pau-ferro, ipê, pau-brasil, pau-jacaré, tipuana, flamboyant, sibipiruna, bem como o cultivo de arbustos, trepadeiras e flores.

Em 1938, Manequinho ficou doente e faleceu. Para homenageá-lo, o prefeito deu o nome de Viveiro Manequinho Lopes para o viveiro municipal. Em 1993, o Viveiro Manequinho Lopes foi restaurado e Burle Marx fez um novo projeto para o viveiro, valorizando o verde. Depois de revitalizado, foi reentregue à população no dia 24 de março de 1994.

 

Sabia que você pode retirar mudas no Viveiro Manequinho Lopes?

A cidade de São Paulo desejando ampliar a cobertura vegetal arbórea e a biodiversidade para a melhoria da qualidade ambiental, criou a Campanha Permanente de Incentivo à Arborização da Cidade de São Paulo.

Os munícipes interessados em arborizar a sua calçada ou local de sua propriedade, dentro do município de São Paulo, poderão retirar mudas de árvores cedidas gratuitamente pelo Poder Público Municipal, através dos Viveiros Manequinho Lopes – Setor de Arborização e Viveiro Harry Blossfeld.

 

Até 5 mudas!

Poderão ser doadas até 5 mudas por endereço, sendo que o munícipe deverá comprovar a disponibilidade de área para o plantio, possibilitando dessa forma a análise por parte dos técnicos de DEPAVE 2, que definirão a quantidade e as espécies adequadas.

 

Análises e critérios

A análise da área de plantio leva em conta, além da metragem, presença de árvores ou outra vegetação, postes e outros equipamentos, etc. A critério técnico, poderão ser consultadas imagens de satélite disponíveis em sites como Google Earth, ou ainda fotos e plantas do local.

 

Quais mudas?

Para definição das mudas arbóreas, será considerado a disponibilidade do estoque de mudas dos viveiros municipais.

Veja o Manual Técnico de Arborização Urbana.

 

Documentos necessários:

Documento de identificação com foto e IPTU do imóvel.

 

Na retirada

No ato da retirada será fornecido folheto explicativo, contendo informações sobre plantio, manutenção e proteção das mudas. No caso de retirada de mudas de árvores, o munícipe deverá dispor de carro aberto (carroceria/caminhonete), uma vez que a maioria das mudas tem altura superior a três metros e pessoas para carregar as mudas.

Saiba mais.

 

 

Visite o Viveiro Manequinho Lopes

Acesso: Av. República do Líbano Portão 7A – Parque Ibirapuera
Quando:  segunda a sexta-feira, das 7h às 17h
Telefone: 11 3887–6761

 

Você sabia que dentro do Parque Ibirapuera tem um Jardim Japonês? Veja mais aqui.

 

Conheça outros parques e praças.

 

E aí? Você já visitou o Viveiro Manequinho Lopes? Já tinha ouvido falar desse lugar? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

Faça parte da minha Lista VIP

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra vasos auto-irrigáveis na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Conheça agora Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

Conheça agora Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

Conheça agora o Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera. Um cantinho escondido do Japão tradicional dentro do maior e mais querido parque de São Paulo.

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

Pavilhão Japonês, símbolo da amizade entre Brasil e Japão

Entrada do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

Entrada do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

 

Numa das margens do lago do Parque do Ibirapuera, escondido pelas árvores, encontra-se o Pavilhão Japonês, composto por um jardim ao estilo japonês, um edifício principal suspenso, que se articula em um salão nobre e diversas salas anexas, salão de exposição, além de um belíssimo lago de carpas.

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera - Lago de Carpas

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera – Lago de Carpas

 

O Pavilhão Japonês foi construído conjuntamente pelo governo japonês e pela comunidade nipo-brasileira e doado à cidade de São Paulo, em 1954, na comemoração do IV Centenário de sua fundação, época em que foi construído o Parque Ibirapuera.

 

O Projeto

O projeto, executado pelo professor Sutemi Horiguchi (da Universidade de Meiji), tem como principal característica o emprego dos materiais e técnicas tradicionais japonesas. E, teve como referência o Palácio Katsura, antiga residência de verão do Imperador, em Kyoto, construído entre 1620 e 1624, na era Edo que foi marcada pelo domínio do clã Tokugawa.

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera - vista jardim seco e construção

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera – vista jardim seco e construção

 

Pinheiro Negro: o mais importante vegetal do jardim do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

Pinheiro Negro: o mais importante vegetal do jardim do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

 

O Estilo Shoin

Sua estrutura baseia-se na tradicional arquitetura japonesa no estilo Shoin, adotado nas residências das casas dos samurais e da aristocracia – mais tarde adotado por outras classes. Ela baseia-se ainda em composições modulares de madeira (com divisórias deslizantes, externas e internas), organicamente articuladas, e marcadas pela presença do tokonoma (área destinada à exposição de pinturas, arranjos florais, cerâmica, etc), bem como de outros nichos embutidos, com prateleiras e pequenos gabinetes, decorativamente dispostos.

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera - integração interno e externo

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera – integração interno e externo

Espaço Interno do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

Espaço Interno do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

O estilo Shoin atende aos anseios de contemplação estética (dos próprios ambientes, de objetos, peças de arte e da paisagem), por introspecção e pela criação de um microcosmo apartado dos trâmites mundanos. Portanto, para este tipo de arquitetura, a relação entre a paisagem e o interior dos ambientes é de vital importância. A visita das áreas externas e o paisagismo lírico dos jardins tornam-se prolongamento dos ambientes interiores.

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera - integração interno e externo

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera – integração interno e externo

Símbolo da Amizade

Projetado como um monumento símbolo de amizade entre japoneses e brasileiros, o Pavilhão reúne materiais trazidos especialmente do Japão, tais como as madeiras, pedras vulcânicas do jardim, lama de Kyoto que dá textura às paredes, entre outros.

A construção do Pavilhão Japonês no Parque do Ibirapuera, em 1954, que foi transportado desmontado, em navio, contou com numerosos imigrantes japoneses que atuaram como voluntários para auxiliar o corpo técnico vindo do Japão. Essas atividades foram coordenadas pela Comissão Colaboradora da Colônia Japonesa Pró-IV Centenário de São Paulo.

O Pavilhão Japonês foi doado para a Prefeitura Municipal de São Paulo. Desde 1955, a Sociedade Paulista de Cultura Japonesa (atual Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), foi, graças ao convênio estabelecido com a Prefeitura da cidade de São Paulo, a entidade tem sido responsável pela administração, manutenção e promoção de eventos nesse local.

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera - Ipê e Sakura (Cerejeira) lado a lado

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera – Ipê e Sakura (Cerejeira) lado a lado

Pau Brasil no jardim do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

Pau Brasil no jardim do Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera

 

Pavilhão Japonês

Endereço: Parque do Ibirapuera – portão 10 (próximo ao Planetário e ao Museu Afro Brasil)
Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – São Paulo – SP (a cerca de 5 quilômetros do Metrô Santa Cruz)

Funcionamento: quarta-feira, sábado, domingo e feriados
Horário: das 10h às 12h e das 13h às 17h

Contribuição adulto: R$ 10,00
Estudante com carteirinha: R$ 5,00
Idosos a partir de 60 anos: R$ 5,00 (Lei 10.741/2003 – Estatuto do Idoso)
Crianças de 5 a 12 anos: R$ 5,00
Crianças até 4 anos: isento

Informações: Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera
(11) 5081-7296 ou pavilhao@bunkyo.org.br
(11) 3208-1755

 

Ninféia no Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera - foto: Nô Figueiredo

Ninféia no Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera – foto: Nô Figueiredo

 

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera: Que a Paz Prevalesça no Mundo

Pavilhão Japonês do Parque Ibirapuera: Que a Paz Prevalesça no Mundo – Linda Mensagem!

 

Agradeço ao Sr. Eduardo Goo Nakaskima que nos recebeu com todo carinho e atenção e nos contou tantas coisas interessantes sobre esse lindo Pavilhão!

 

E aí? Você sabia que existia um Pavilhão Japonês dentro do Parque Ibirapuera? Já tinha visitado esse lugar? Ao vivo e à cores é ainda mais bonito! Recomendo a visita!!!

 

Veja outros parques e praças escondidos em São Paulo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais