Você reparou como o nosso inverno é florido? Já parou para olhar esses arbustos que enfeitam as nossas ruas?

Tibouchina mutabilis “Nana” (manacá da serra anão) – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

As flores são solitárias ou agrupadas na extremidade da ramagem e são mutáveis, de início brancas, depois rosa-claras e finalmente rosa-escuras e são formadas no inverno. A forma arbórea normal, ao contrário, floresce no verão.

Tibouchina mutabilis “Nana” (manacá da serra anão) – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Tibouchina mutabilis “Nana” (manacá da serra anão) – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Tibouchina mutabilis “Nana” (manacá da serra anão) – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

 

Segundo o “mestre” Lorenzi o manacá-da-serra-anão é uma árvore de porte variável, muito ramificada, de florescimento vistoso de 2 a 4m de altura e nativa do Brasil (aqui estamos considerando apenas a forma arbustiva adquirida após a multiplicação vegetativa, que não ultrapassa os 3m de altura e floresce com menos de 50cm).

Tibouchina mutabilis “Nana” (manacá da serra anão) – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

 

Pode ser cultivado isoladamente ou em grupos, formando conjuntos e renques.

A forma anã é multiplicada por alporques e também por multiplicação das estacas-ponteiro.

Tibouchina mutabilis “Nana” (manacá da serra anão) – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Nos países frios, durante esse período de repouso vegetativo (o inverno) a maioria das árvores perde suas folhas e a paisagem fica muito triste. Parece que as árvores morreram… Ficam só os troncos pelados e os pinheiros cobertos de neve…

Aqui no Brasil somos muito abençoados. A maioria das árvores mantem suas folhas no inverno e algumas ainda nos presenteiam com maravilhosas floradas!

 

Admire os manacás do seu caminho… São presentes divinos e maravilhosos da Mãe Natureza!

 

Referências bibliográficas:

LORENZI, Harri. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 3a edição. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2001.

 


Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

 

Banner Plantei