Veja aqui as dicas de cultivo das plantas que vivem bem em ambientes com pouca luminosidade e que foram apresentadas na TV:

Dorstenia bahiensis (Dorstênia)

Dorstenia bahiensis (Dorstênia)
A dorstênia é nativa das regiões tropicais da América do Sul, sendo a espécie Dorstenia brasiliensis de origem brasileira, como o próprio nome diz. Trata-se de uma pequena planta, medindo cerca de 20 cm de altura, que produz flores em formato de copo de coloração vermelho amarronzado.
Dorstenia bahiensis (Dorstênia) – detalhe da flor
Dorstenia bahiensis (Dorstênia) – detalhe da folha
Planta muito fácil de cultivar. Precisa de água 2 vezes por semana e 1 vez por mês de adubo. Não gosta de luminosidade direta, sendo excelente para ambientes internos com pouca luz.
Medinilla magnifica (Medinila)
Medinilla magnifica (Medinila)
 

Este arbusto semi-lenhoso, originário das Filipinas e Java, é considerado raro e exótico. Seu porte varia de 80cm a 2m de altura, sendo seu crescimento lento.
Medinilla magnifica (Medinila)
Suas flores são pendentes e longas, podendo atingir até 30cm de comprimento, aparecendo na primavera e no verão.
Medinilla magnifica (Medinila) – detalhe da flor em formação
Medinilla magnifica (Medinila) – detalhe da flor magnífica
Graças à sua flor exuberante, é também conhecida por uva-rosa. Gosta de solo com bastante matéria orgânica e mantido sempre úmido. Precisa de no mínimo 4 horas de luminosidade indireta por dia. Sendo ideal para varandas e salas bem próximas da janela que receba sol. Não gosta de sol direto, frio intenso nem de solo encharcado.


Dracaena godseffiana
(dracena confeti)

Dracaena godseffiana “Florida beauty”
Esse arbusto semi-lenhoso é originário da África e pode atingir entre 1m a 1,5m de altura e 1m de diâmetro. Sua ramagem é verde-brilhante, fina e dispersa.
Suas inflorescência são curtas, com flores pequenas, verde-amareladas, sem muito efeito ornamental, seguidas de frutos arredondados vermelhos e muito vistosos. Pode ser cultivada em vaso ou formando grupos em canteiros. Sem à meia-sombra., com terra fertilizada e irrigada periodicamente. Não gosta de frio.
Existem 3 tipos de dracenas confeti, a “Florida beauty” tem suas folhas cobertas por várias bolinhas amarelo-creme e brancas com se tivessem sido estouradas.

Dracaena godseffiana “Florida beauty”
Dracaena godseffiana “Florida beauty”
A Dracaena godseffiana “gold-dust”, que tem pontinhos amarelos que depois ficam brancos.
racaena godseffiana “Florida beauty”
Dracaena godseffiana “gold-dust”
E a Dracaena Godseffiana “milky-way”

 

Dracaena Sanderiana (Bambo da sorte ou Lucky bamboo)

Dracaena Sanderiana (Bambo da sorte ou Lucky bamboo)
Dracaena Sanderiana (Bambo da sorte ou Lucky bamboo)
 

Arbusto de textura semi-herbácea, de folhagem ornamental, originário da África, de 1 a 1,5m de altura.
Cultivado em vasos, jardineiras, bordaduras, como planta isolada ou formando conjuntos. Tanto a pleno sol como a meia-sombra, com folhagem permanente, proporcionando efeito de massa.
Pode também ser cultivado em vaso com água, em interiores com pouca luminosidade. Trocar a água 1x por semana.

Para assistir ao programa que foi ao ar: Mineiras Chilenas na TV

Para assistir minhas outras participações na TV: TV Gazeta

As plantas são do Mercado Verde.

Referências bibliográficas:

LORENZI, Harri et SOUZA, Hermes Moreia de. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 3ª edição. Nova Odessa, SP. Instituto Plantarum, 2001.

GRAF, Alfred Byrd. Tropica: Color Cyclopedia of Exotic Plants and trees. Roehrs Company. 1st Edition, 1978.

 

Gostou do post? Do site?
Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza.