Eu adoro as columéias. Tenho várias na minha casa, com variadas formas de folhas e flores. Essa semana a mais linda delas começou a florir novamente e resolvi fazer um post com dicas e resoluções de problemas no cultivo de columéias:

Columéia da flor “espetacular” – foto: Nô Figueiredo

O que elas gostam?

Boa luminosidade, mas não sol direto

Boa umidade atmosférica

O solo deve ficar úmido, mas não encharcado. Regue de 2 a 3 vezes por semana.

Adubação a cada 3 meses. Veja como fazer a adubação para estimular a floração e adubação pós floração.

Quando acabar a floração, faça uma poda eliminando os ramos laterais e cortando todos os outros ramos pela metade de seu comprimento.

A cada 2 anos, transplante-a para um vaso maior. Use o substrato básico.

Quando bem cuidada, a columéia pode durar de 5 a 6 anos.

 

O que pode acontecer:

As folhas secam, a planta parece cansada

A umidade atmosférica do local não é suficiente para a planta. Mude sua planta para um local mais úmido, ou borrife a folhagem regularmente com um pulverizador. A água deve estar na temperatura ambiente.

 

A planta está com ramos finos, enfraquecidos demais

O substrato do vaso já não tem mais nenhum nutriente. A planta está precisando ser adubada. Pode estar na hora de substituir o vaso por um maior.

 

Se os ramos começarem a apodrecer e as folhas a cair

É sinal de muita umidade. Pode ser que você esteja regando demais, então suspenda a rega por uns dias até o substrato secar para então regar. Ou então pode ser que o ambiente pode estar muito úmido. Se for esse o caso, mude a planta par um local mais seco e mais quente até que ela se recupere.

 

Se a planta está com ramos alongados, poucas folhas e sem flores

Sua columéia deve estar recebendo pouca luz e a isso ela não resiste. Mude o vaso para mais perto da janela e deixe as cortinas abertas durante todo o dia. Lembre-se que o ar do ambiente também precisa ser renovado, então abra também as janelas para ventilar o ambiente, para evitar que as folhas comecem a secar.

 

As folhas estão amareladas com pequenas teias no verso

Provavelmente são ácaros atacando a sua planta. Pulverize com ÓLEO DE NEEM ou NIM. APLIQUE SEMPRE À NOITE para que as folhas não sejam queimadas com a luz do sol + o óleo de neem. Dilua o óleo em água (seguindo a orientação do fabricante) e borrife na parte da frente e de trás das folhas. Faça 1 aplicação semanal por 3 semanas.

 

As folhas secam nas pontas

Provavelmente a mistura do substrato está muito seca. Mergulhe o vaso num balde com água até que pare de borbulhar (veja como fazer no vídeo). Retire e deixe escorrer bem. Nos dias seguintes, regue com mais frequência e pulverize as folhas com água em temperatura ambiente.

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!


Beijos floridos de gratidão,
Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza

Banner Plantei