Vídeos da Nô

Assista todos os meus vídeos

Gloxínia: 4 jeitos diferentes de multiplicar!

Gloxínia: 4 jeitos diferentes de multiplicar!

Gloxínia: aprenda agora 4 jeitos diferentes de multiplicar essa linda planta nativa brasilieira. Nossa “tulipa” tropical!

Gloxínia: 4 Jeitos Diferentes de Multiplicar

PLANTA QUE REVIVE COMO FÊNIX?

Você também fica triste quando uma planta sua morre? Eu fico arrasada! Mas nem sempre quando uma planta perde as folhas é sinal de que ela morreu. Vou falar agora sobre uma planta brasileira, que tem uma floração maravilhosa e que revive como uma fênix! Essa planta é a gloxínia, também conhecida como cachimbo ou siningia (Sinningia speciosa)!

 

Descrição

A gloxínia é uma planta brasileira, parente das violetas. Ela é uma planta herbácea e possui raiz tuberosa, como a beterraba e a cenoura. Na raiz tuberosa os nutrientes se acumulam dentro da raiz, embaixo da terra, e o caule fica acima da superfície. Só que diferente da beterraba e da cenoura, a gloxínia não tem caule. Ela é acule. Ela pode atingir de 15 a 25cm de altura.

 

Folhas

Suas folhas são carnosas e aveludadas. Atualmente os cultivares cultivados tem as folhas e flores grandes e são resultado de cruzamentos de espécies nativas.

 

Flores

As flores são eretas e podem ser simples ou dobradas e aparecem em diversas cores, como rosas, pink, roxas, violetas, e podem ser mescladas e até pontilhadas. São muito lindas e vistosas! Costumam aparecer no verão.

 

Manipulação dos produtores

E se ela floresce no verão, como é que agora, no inverno ela está florida?

Ah! Boa pergunta! Sabia que os produtores de plantas conseguem manipular as condições ambientais nas estufas? Eles podem aumentar ou diminuir a quantidade de luz diária, a umidade e a temperatura e assim fazer com que a planta ache que está no verão e floresça.

 

BICO-DE-PAPAGAIO

É a mesma coisa que acontece com o bico-de-papagaio, ou poinsétia. Essa planta, de origem mexicana, costuma florescer no inverno. Aqui no hemisfério sul, o inverno acontece no meio do ano. Se você procurar perto da sua casa, deve encontrar arvoretas de poinsétia floridas agora. Tenho visto várias perto de casa. Mas como ela floresce no inverno no hemisfério norte, ela ficou conhecida como flor do natal. Os produtores aqui no Brasil também manipulam as condições de luz, umidade e temperatura, para que elas floresçam no Natal quando é nosso verão.

 

Como cultivar

Elas gostam de terra vegetal com bastante matéria orgânica, bem drenável e com regas regulares.

 

Dormência – Fênix

As gloxínias entram em dormência no inverno. Elas perdem todas as folhas e flores e parece que a planta morreu. Por isso, não jogue fora o seu vaso!

  • Coloque-o num local onde ele não receba água e não regue a sua planta nesse período.
  • No começo da primavera leve o vaso para um local iluminado, o ideal é um local que receba o solzinho da manhã, e volte a regar.
  • Como uma fênix, ela irá acordar do soninho do inverno, brotar e te presentear com folhas e flores!
  • Tem gente que retira o bulbo da terra, lava, seca e guarda-o num local seco e fresco para o replantio no final do inverno, começo da primavera.

Atenção: é importante anotar na agenda para lembrar de replantar!

 

Onde cultivar

As gloxínias podem ser cultivadas em vasos e jardineiras.

Elas gostam de meia sombra, mas com bastante claridade. É uma planta que tolera o frio.

Em casa eu cultivo a gloxínia numa bancada que fica em frente à uma janela que recebe bastante luz solar.

 

Rega

Lembra que no começo do vídeo eu falei que a gloxínia é parente das violetas? Pois é, como as violetas, elas também não gostam de água nas suas folhas e flores. Então eu costumo levantar as folhas para regar apenas o substrato ou então coloco água no cachepot, espero uns 15min para a planta absorver a água necessária e então jogo a água restante em outra planta.

 

Multiplicação

A gloxínia pode ser multiplicada pelos bulbos, folhas postas a enraizar na água ou no substrato ou por sementes postas a germinar no outono. Veja no vídeo acima 4 várias técnicas para multiplicar gloxínia.

 

Onde comprar?

É engraçado, não é em qualquer Garden que encontro gloxínia à venda. Geralmente só encontro em supermercados.

 

E aí? O que você já conhecia a gloxínia? Como você cultiva ela? Como você faz a multiplicação dela? Conta para mim nos comentários abaixo.

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!
Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Dia das Crianças: Como fazer quadro de folhas/flores secas

Dia das Crianças: Como fazer quadro de folhas/flores secas

Aproveitando que o dia das crianças está chegando, olha que ideia legal para fazer com elas e ainda decorar a casa com muito charme:

Quadro de folhas/flores secas para fazer com as crianças

Forma divertida de se conectar com a natureza

Outro dia vi que a Gabi Pastro (bióloga, já fiz vários vídeos com ela) tinha postado um quadro de folhas secas, uma recordação de uma viagem que ela tinha feito à França. Achei a ideia genial para fazer com crianças, uma forma divertida de se conectar com a natureza. Então resolvi convidá-la para vir gravar um vídeo para o meu canal ensinando como fazer o quadro e convidei também o Martim, meu sobrinho, para fazer o quadro.

 

passo-a-passo:

Colete flores e folhas. De preferências as que estejam no chão. Se for coletar alguma que está na planta, lembre-se de pedir permissão para podar antes.

Coloque as folhas e flores entre as páginas de um livro grande e pesado.

Deixe secar por uns 15 dias

Pegue um porta-retrato do tamanho que quiser. Limpe bem o vidro e vá montando as folhas e flores secas de forma a criar uma composição harmoniosa.

Coloque o vidro por cima e vire.

Então vire e coloque tudo dentro da moldura e aperte bem.

Pronto!

Agora é só escolher um lugar bem lindo para colocar seu quadro de folhas/flores secas!

 

Gabi Pastro, Nô Figueiredo, Martim Masini Moraes e Léo Ronqui

 

Conheça o trabalho da Gabi Pastro

A Gabriela Pastro é bióloga, especialista em ervas. Ela trabalha na Sabor de Fazenda e dá vários cursos de cultivo de ervas. Já fiz vários vídeos com ela:

Instagram – Hortas e Saberes e Escola de Ervas

 

E siga o Martim

Canal: Martolaw

Instagram: Martolaw_Oficial

 

E aí? O que você achou? Espero que tenha gostado e que faça com seus filhos/netos ou até mesmo sozinho(a). Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Desejo um Feliz Dia das Crianças!

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!
Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Dionéia Planta Carnívora: como cultivar?

Dionéia Planta Carnívora: como cultivar?

Dionéia Planta Carnívora: Como Cultivar? Aprenda agora sobre as plantas carnívoras, o que elas comem, por que são carnívoras e como cultivá-las.

Dionéia Planta Carnívora: como cultivar?

Sabia que existem plantas que complementam sua nutrição com a digestão de outros seres vivos?

Pois é, e agora vou falar um pouco sobre as plantas carnívoras e te ensinar como cuidar da dionéia, a primeira planta que vem à mente quando pensamos em plantas carnívoras.

 

O que é uma planta carnívora?

Consideramos uma planta carnívora todo vegetal que tem a capacidade de atrair, capturar, matar, digerir outro ser vivo através enzimas digestivas próprias e absorver nutriente dessa digestão.

 

Então essas plantas não realizam fotossíntese?

Essas plantas realizam sim fotossíntese, elas apenas complementam sua alimentação com substâncias derivadas da digestão de outros seres vivos.

 

E por que isso acontece?

Essas plantas criaram esses mecanismos de adaptação por viverem em locais com solos pobres em nutrientes fundamentais como nitratos e fosfatos, onde não conseguem desenvolver suas pequenas e delicadas raízes. Além de serem pobres em nutrientes, geralmente os solos são ácidos, onde não há a existência e atuação de bactérias que fixam o nitrogênio no solo e que vivem em simbiose com as plantas, disponibilizando o nitrogênio para elas.

 

E como elas fazem para atrair as presas?

Na maioria das vezes, as plantas desenvolveram folhas em forma de armadilhas capazes de atrair, capturar, digerir e absorver os sais minerais das vítimas através de enzimas digestivas.

 

700 espécies!

Existem aproximadamente 700 espécies de plantas carnívoras no mundo, distribuídas em 10 famílias e 19 gêneros. A maior ocorrência de plantas é em regiões tropicais e subtropicais. E elas podem ter cor e formas variadas.

 

Dionéia

Bom, voltando à dionéia… A dionéia é uma planta herbácea, carnívora e nativa das planícies costeiras da Carolina do Norte e do Sul do Estados Unidos. Ela também é conhecida por papa-mosca e papa-mosca-de-venus (Dionaea muscipula).

 

Descrição da planta

É uma planta bem pequena, que atinge no máximo 10 cm de altura e possui de 4 a 8 folhas dispostas em roseta e um pequeno bulbo, semelhante a uma cebola.

Dionéia

Folhagem

Suas folhas são muito interessantes! São compostas por uma armadilha, divida em duas partes, como se fosse uma boca, com o interior vermelho e com 15 a 20 “dentes” compridos e afiados nas bordas. A região periférica superior das folhas são verdes e fazem fotossíntese. A região central, vermelha, possui numerosas glândulas produtoras de enzimas.

 

E como a armadilha funciona?

Os insetos são atraídos por um cheiro liberado das margens das folhas modificadas e pela coloração vermelha da parte interna da armadilha.

 

Pelos sensitivos ou cerdas sensoriais

Nessa parte interna vermelha existem pelos sensitivos, chamados de cerdas sensoriais, que se fecham rapidamente quando percebem a presença de um inseto. Mas olha só como a natureza é esperta! Os “dentes” das bordas não se intercruzam, provando que a planta pode ter uma atitude de controle alimentar, ou seja, se o inseto não for de um tamanho satisfatório à necessidade energética da planta, e ela calcule que gastará mais energia para a digestão do que para a reposição dos nutrientes, a vítima poderá fugir.

 

E a digestão? Como funciona?

Depois que a armadilha se fecha, umas glândulas do centro da armadilha produzem as enzimas digestivas. A digestão dura aproximadamente 1 semana.

 

Não escova os dentes?

Lentamente a armadilha se abre e se tiver sobrado algum resto de carapaça do inseto, a chuva e o vento fazem uma espécie de faxina, levando os restos embora.

 

Abre-te sésamo 3X

Cada armadilha costuma fazer umas 3 vezes esse processo antes de ser substituída por folhas novas.

 

Onde cultivá-la

Ela gosta de ficar no sol pleno ou meia-sombra, em substrato preparado a base de musgo esfagno, turfa e perlita, levemente ácido e mantido constantemente úmido.

 

Rega

Quando for regar, o ideal é deixar a água da torneira descansando de um dia para outro para evaporar o cloro ou usar água destilada, livre de sais minerais, ou até de chuva. Lembre-se, o substrato deve ficar sempre úmido!

 

Seco não!

Elas até toleram ficar encharcadas, mas não suportam ficar com os substratos secos. Na região de origem, durante o período de chuvas, suportam variações no nível da água, podendo até a ficar submersas e capturar presas aquáticas!

 

Atenção:

As dionéias não devem ser plantadas diretamente na terra e nem devem ser adubadas nem alimentadas. Elas sabem se virar! Se quiser ajudá-las coloque perto delas uma fruta que atraia insetos. Mas lembre-se que os insetos são só aperitivo, elas não precisam deles para viver. Elas fazem fotossíntese!

 

Planta não é brinquedo!

Não se deve brincar com as armadilhas, fazendo-as fechar para seu bel prazer. A planta gasta muita energia cada vez que precisa abrir as armadilhas.

 

Inverno

No inverno as dionéias entram em dormência e devem ser colocadas em local bem fresco (entre 4 a 12ºC) ou até mesmo em geladeira, desde que o substrato seja mantido úmido.

Ela até podem sobreviver sem esse cuidado, mas poderão ter um tempo de vida menor.

 

Floração

No início da primavera, volte sua planta para o local original de cultivo, seja ele direto no sol ou meia sombra e fique atento. É nesse período que ela solta as flores!

As flores são brancas, pequenas e compostas por 5 ou 6 pétalas. Depois elas geram sementes pretas e brilhantes, em forma de gota.

 

Atenção novamente!

Se a sua planta for pequena ou muito jovem é melhor evitar a floração, podando a haste floral antes que ela atinja 8 cm.

A planta precisa de tanta energia para florir, que esse esforço pode acabar por matá-la.

 

Multiplicação

As dionáceas se multiplicam por sementes ou divisão da planta, com uma parte do rizoma.

 

Raridade

Sabia que existem poucas plantas capazes de realizar movimentos como essa? Interessante demais essa planta, né?

 

E aí? O que você já multiplicou a dionéia? Qual foi sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!
Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Como Atrair Abelhas sem Ferrão para o Jardim

Como Atrair Abelhas sem Ferrão para o Jardim

Como Atrair Abelhas sem Ferrão para o Jardim: aprenda a fazer uma isca usando garrafa PET para atrair essas lindas e importantes abelhinhas!

Como Atrair Abelhas sem Ferrão para o Jardim

TRISTE REALIDADE

Você já deve ter ouvido falar que as abelhas estão morrendo por causa do aquecimento global, do desmatamento, do avanço das monoculturas e uso indiscriminado de agrotóxicos e pesticidas, né? Uma triste realidade para um inseto tão importante para a polinização das plantas!

 

VAMOS VALORIZAR ESSAS GUERREIRAS!

Por isso é importante a gente valorizar as abelhas nativas brasileiras, que ajudam principalmente as plantas nativas a se reproduzirem e produzirem frutos e sementes.

 

MAIS DE 300 ESPÉCIES

Sabia que no Brasil existem mais de 300 espécies de abelhas nativas? Pois é, as nossas abelhinhas lindas não picam! Elas não tem ferrão! E elas são bem tranquilas de lidar, tem gente que tem colmeia até dentro de apartamento!

 

ELAS NÃO PICAM E NEM TEM FERRÃO

Nada a ver com aquela abelha que a gente visualiza quando pensa em abelha, com o corpinho listrado de amarelo e preto e com uma picada dolorida. Essa da picada dolorida não é nativa do Brasil. É nativa da África! E para manejá-la é preciso roupas especiais, né? As nossas abelhas não precisam de nada disso! Elas não tem ferrão, por isso não picam! Veja mais sobre elas aqui.

 

TRABALHO SUPER IMPORTANTE

As abelhas fazem um importante trabalho! Elas polinizam 73% das plantas que comemos! E muitas plantas nativas brasileiras só são polinizadas por essas abelhas sem ferrão!

 

ONDE ELAS COSTUMAM MORAR?

As abelhas sem ferrão geralmente fazem suas casas em locais como cupinzeiros ou formigueiros abandonados, fendas em rochas e no oco de árvores. Algumas aproveitam o tronco e galhos das árvores como apoio para fazerem suas casas.

 

NA PRIMAVERA!

E é agora, no começo da primavera, que as princesas saem para começar novos ninhos, o momento perfeito para fazermos as iscas para atrair abelhas sem ferrão!

 

QUANTO MAIOR A GARRAFA

Vou ensinar como fazer uma isca usando garrafas PET. Podemos usar diferentes tamanhos de garrafas PET como iscas. O volume da garrafa vai influenciar muito na espécie que será capturada. Quanto maior a garrafa, maior a chance de atrair espécies maiores ou mais populosas. E quanto menor a garrafa, maior a chance de atrair espécies menores ou menos populosas. Para nós que estamos começando, vamos usar de 2l até no máximo 5l.

 

ATENÇÃO: Use garrafas de água ou refrigerantes limpas. Nunca use de produtos de limpeza ou químicos.

 

LOÇÃO ATRATIVA

Primeiro fazemos a loção atrativa, que é feita com própolis ou geoprópolis e cerume das abelhas sem ferrão diluído em álcool de cereais ou daquele comprado em farmácias.

A proporção é 300ml de álcool para 100gr de material.

Mas se você não tiver ou não quiser comprar essa loção pronta, pode usar extrato de própolis das abelhas africanas como loção atrativa.

 

Como fazer a isca:

  1. Lave bem as garrafas deixando-as limpas e sem cheiros
  2. Coloque a loção atrativa dentro das garrafas e espalhe bem
  3. Deixe as garrafas deitadas em repouso para evaporar bem o álcool
  4. Envolva as laterais das garrafas com 3 ou 4 folhas de jornal para aumentar o conforto térmico da isca
  5. Pegue um saco de lixo preto e envolva toda a garrafa e vede bem para que o jornal não molhe com a chuva e não entre luz na garrafa.
  6. Faça um furo de 12mm na tampinha da garrafa ou substitua-a por um pedacinho de mangueira ou um cotovelo de PVC. As abelhas gostam de ficar no escuro, por isso é bom que a entrada do ninho seja meio curva para não ter perigo de entrar muita luz.
  7. Baixe as etiquetas de identificação do SOS Abelha sem Ferrão aqui e coloque nas iscas.

 

LEMBRE-SE: quanto mais iscas você fizer, maiores as chances de capturar abelhas!

 

CAPTURA?

Não se preocupe com o termo captura. Você não está fazendo nada de errado nem ilegal. A obtenção de abelhas sem ferrão por meio de iscas é uma forma divertida, sustentável e permitida pela resolução do CONAMA 346/2004.

 

Onde colocar as iscas?

O ideal é em locais onde você já tenha visto abelhas sem ferrão. Eu vou colocar aqui em casa, por que já vi várias aqui polinizando as minhas plantas!

 

NA HORA DE INSTALAR AS ISCAS

Quando for instalar as iscas, coloque-as sempre na posição vertical, com a tampinha virada para baixo. Escolha um local mais sombreado e que não receba muita chuva, de preferência onde tenha muitas árvores.

 

60 A 90 DIAS DEPOIS

Após verificar que tem abelhas entrando e saindo da sua isca, marque na agenda uns 60 a 90 dias para retirar a isca do lugar e colocar naquelas caixas de madeira próprias para a criação delas.

 

VOCÊ PODE AJUDAR!

Ah, e você pode ajudar a atrair abelhas cultivando plantas e árvores nativas que florescem para as abelhas polinizarem. Aqui em casa elas adoram o meu manacá da serra anão, o manjericão, as lavandas…

 

A gente fornece comida para elas e elas polinizam as plantas e depois ainda podemos comer o mel que elas produzem. Super puro e medicinal!

 

E aí? O que você achou? Já tinha ouvido falar da importância das abelhas? Já criou abelhas? Ficou com vontade de fazer uma isca dessas? Conta para mim nos comentários abaixo

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!
Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Minhas orquídeas 1 ano depois

Minhas orquídeas 1 ano depois

Minhas orquídeas 1 ano depois do transplante para o vaso da Xaxim de Palmeira. Veja também como estão o antúrio, a avenca, a bromélia e a samambaia!

Minhas orquídeas 1 ano depois

LIXO NÃO!

Em setembro do ano passado eu achei 3 orquídeas que estavam bem sofridas jogadas no lixo e resolvi tentar salvá-las. 

 

EXPERIMENTO

A primeira orquídea plantei no vaso de xaxim de palmeira com o substrato para orquídeas da Xaxim de Palmeira. 

 A segunda plantei no vaso de xaxim de palmeira usando casca de pinus e carvão vegetal. Um substrato pronto para orquídeas que achei numa loja de plantas. 

 terceira deixei no vaso de plástico e usei o substrato de Xaxim de Palmeira. 

 Veja aqui como plantar no vaso Xaxim de Palmeira.

 

FIBRA DE COCO X XAXIM DE PALMEIRA

Qual é o diferencial do vaso de xaxim de palmeira para aquele vaso de fibra de coco? 

Os vasos Xaxim de Palmeira são 100% naturais, pois são feitos com fibra de palmeiras e seiva de árvore. Eles funcionam como se fossem substratos estruturados. Uma espécie de casa para as plantas! Permitindo um perfeito enraizamento das plantas e aumentando a durabilidade da floração. 

 

TANINO?

Os vasos da Xaxim de Palmeira não tem tanino. Já os de fibra de coco, tem tanino e as orquídeas não gostam de tanino. 

 

PRECISA DEIXAR DE MOLHO?

Os vasos de fibra de coco são duros, rígidos, não respiram nem permitem que água se armazene nas paredes. Antes de usá-los temos que deixa-los de molho. Os vasos de xaxim de palmeira não precisam ficar de molho. Podemos plantar direto neles. 

 

QUANTO MAIOR O VASO, MAIOR A PAREDE 

Os vasos de xaxim de palmeira respiram e a parede aumenta conforme o tamanho do vaso. Quanto maior o vaso, maior será sua parede para que a capacidade de armazenamento da água seja também maior, permitindo maior disponibilidade de água para a planta e menor frequência de rega. 

 

XAXIM ORIGINAL

Antigamente a gente usava vasos de xaxim. O xaxim era extraído do tronco de uma planta da família das samambaias, chamada Dicksonia sellowianaou samambaia-açu, que é um arbusto semi-lenhoso, de tronco ereto, fibroso, espesso e nativo das matas do Brasil. Ele parece uma palmeira, mas é uma samambaia! Só que essa planta tem o crescimento muito lentoDemora quase 50 anos para ela atingir o tamanho ideal para virar vaso! Essa planta é nativa da nossa Mata Atlântica, mas foi tão explorada que entrou em extinção e agora tanto o seu corte como sua exploração estão proibidas pelo IBAMA. Veja mais aqui.

 

ESTOU MUITO FELIZ COM OS RESULTADOS!

Bom, fiz uma parceria com o pessoal da Xaxim de Palmeira para testar os vasos e estou muito feliz com o resultado! 

 

SAMAMBAIA NO XAXIM DE PALMEIRA 1 ANO DEPOIS

Em maio do ano passado eu fiz uma divisão da minha samambaia e plantei uma muda no vaso da xaxim de Palmeira. Olha só como ela está bonita! Veja mais aqui.

Samambaia no vaso de Xaxim de Palmeira

 

ANTÚRIO FLORIDO DESDE NOVEMBRO ANO PASSADO!

Em novembro do ano passado, eu plantei esse antúrio no vaso de xaxim de palmeira. Ele estava florido e não parou de florir até hoje! Aumenta mesmo a durabilidade da floração! 

Meu antúrio 1 ano depois no vaso de xaxim de palmeira

 

INFLORESCÊNCIA DA BROMÉLIA CONTINUA DESDE MARÇO DESTE ANO!

Em março desse ano eu plantei essa bromélia no vaso da Xaxim de Palmeira e por incrível que pareça, a floração ainda não secou! Está desbotada, mas não secou ainda e olha o tamanho do broto que nasce! Logo mais estará na hora de separá-lo da planta mãe. 

Bromélia no vaso de Xaxim de Palmeira

 

AVENCA ADORANDO O VASO!

No mês passado, agosto, eu plantei essa avenca no vaso da xaxim de palmeira e olha como ela já cresceu! Ela está adorando esse vaso! 

 

 

NÃO PRECISA FAZER DRENAGEM

Quando a gente usa os vasos de xaxim de palmeira não precisamos fazer drenagem nos vasos por que as paredes do vaso absorvem o excesso de água da rega. Isso faz com que a gente não precise regar tanto, já que a planta vai ter água e nutrientes disponíveis para ela nas paredes e no fundo do vaso.  

 

ISOLAÇÃO TÉRMICA

E isso também proporciona isolação térmica para as raízes das plantas, especialmente durante a primavera e o outono, quando temos uma grande diferença de temperatura durante o dia. De manhã e no final do dia faz frio e no meio do dia faz calor.  

 

NÃO PODEMOS DEIXAR A PLANTA MUITO TEMPO NO MESMO VASO. ELA PRECISA DE ESPAÇO PARA CRESCER!

Os vasos Xaxim de Palmeira duram de 2 a 3 anos, que é o tempo ideal para se manter uma planta num mesmo vaso. Depois desse tempo será necessário transplantar a planta para um outro vaso, com novo substrato. E o vaso antigo de Xaxim de Palmeira irá se biodegradar. Ele poderá ser usado como substrato do vaso novo. 

 

USE UM PRATO POR BAIXO

Os vasos Xaxim de Palmeira não devem ficar em contato direto com a terra pois podem apodrecer e iniciar o processo de decomposição muito rápido. É bom colocar um pratinho por baixo do vaso se ele estiver na terra.  

 

OBA! DESCONTO DE 30%!

Se quiser comprar vasos de Xaxim de Palmeira, é só clicar aqui. Até dia 29/9 está rolando um super desconto que eu consegui para você: 30% de desconto!!! 

 

DICAS DE CULTIVO DE ORQUÍDEA PHALAENOPSIS: 

Claridade 

As orquídeas phalaenopsis gostam de bastante claridade, mas não suportam o sol forte direto nelas. Elas podem receber só aquele solzinho fraquinho, do comecinho da manhã. 

Uma boa dica para saber se o local está adequado: experimente ficar no local no meio do dia por uma hora e veja se está agradável ou muito abafado. Se estiver abafado para você, provavelmente estará abafado para a sua planta também! Então procure outro local para colocá-la.

 

Rega

Quando for regar, regue bem as folhas e deixar cair um pouco de água no substrato para umedecer.  

O substrato deve ficar ligeiramente úmido, mas nunca encharcado. Regue umas 3 a 4x por semana quando estiver quente e/ou seco e 1 a 2x quando estiver frio e/ou úmido. 

Lembre-se que se estiver usando os vasos de Xaxim de Palmeira você provavelmente vai precisar regar menos por que ele armazena água nas paredes. Por isso, faça sempre o teste do dedo para saber se o substrato está seco ou úmido. 

 

Acabou a floração, e agora?

Quando acabar a floração, corte a haste floral que já não tem mais flores bem perto das folhas. Para que o corte não fique aberto e permita a entrada de bichinhos ou de água, passe canela em pó, pasta de dente ou até esmalte para selar o corte. E depois retire o arame que prendia a haste floral para evitar acidentes.  

Tem gente que gosta de deixar um pedaço grande de haste por que às vezes brota mais flores ali. Só que as flores que nascerem ali serão menores e não tão bem formadas como as que vierem na nova haste. 

 

Quer dividir sua planta?

Se for dividir a planta, cada muda nova deve ter 3 raízes, no mínimo. 

 

Folhas murchas e enrugadas, por que será?

Se as folhas da sua orquídea estão murchas e enrugadas, provavelmente a sua planta está em um local muito abafado e sem ventilação. A temperatura aumenta muito e as folhas acabam desidratando. Mude-a para um local mais fresco e ventilado. 

 

Tamanho da vaso faz diferença?

Para orquídeas, quanto menor o vaso, melhor. É o contrário das outras plantas. Podemos transplantar as orquídeas em qualquer época do ano, menos no inverno.  

 

E o lembre-se do ingrediente secreto de cultivo: 

AAC = atenção + amor + carinho!  

 

E aí? Você gosta de orquídeas? Já cultivou a phalaenopsis? Já usou os vasos da Xaxim de Palmeira? Qual foi sua experiência com eles? Conta para mim  nos comentários abaixo. 

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!
Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Tillandsias: fiz uma cortina de plantas aéreas!

Tillandsias: fiz uma cortina de plantas aéreas!

Tillandsias: aprenda agora a cultivar essas lindas plantas aéreas e a fazer uma cortina verde para enfeitar a sua casa ou apartamento!

Tillandsias: fiz uma cortina de plantas aéreas!

Planta que não precisa de substrato para sobreviver?

Pois é, existem plantas não precisam de substrato para sobreviver. Elas são conhecidas como air plants, ou plantas aéreas e também  por tillandsias, e são plantas da família das bromélias!

 

Família das Bromélias

As Air Plants, ou plantas aéreas, são um conjunto de espécies da família das bromélias, do gênero Tillandsia, que possui mais de 400 espécies e apresenta maior concentração nas Américas. Essas plantas aéreas parecem de outro mundo, já vi tilandsia crescendo até em fio de eletricidade!!!

 

Hóspedes que não fazem mal algum!

A grande maioria delas é epífita ou seja: cresce sobre as árvores sem “roubar” seus nutrientes. Não são parasitas. Se a árvore fosse um hotel, elas seriam hóspedes.

 

Na natureza

Quando estão na natureza, seu habitat natural é nos troncos e galhos das árvores, de onde absorvem a umidade e os nutrientes do ar. Elas se alimentam pelas folhas, pois suas raízes servem apenas para se fixar nos troncos e galhos das árvores. Algumas espécies podem crescer em rochas, telhados, fios, cabos de telefone, postes, grades e onde mais as sementes caírem e resolverem crescer.

 

Nada como voltar a ser criança!

Podemos brincar e deixar a imaginação correr solta na hora de decorar com essas plantas aéreas. Elas podem ser fixadas em troncos e pequenos galhos de árvores, placas de fibra de coco, de xaxim de palmeira, vasos de vidro, suportes de metal, vasos de cerâmica, entre outros recipientes. Podemos utilizar linhas, adesivos, barbantes e até cola quente para criar arranjos. No final do vídeo vou ensinar como montar uma cortina de tilandsia usando linha de pesca!

Lembre-se que o material escolhido deverá suportar o contato com água, pois a planta precisará ser regada.

 

Borboletinhas azuis

Uma tilandsia mais conhecida e que eu cultivo e adoro, é a tilandsia cyanea. Ela tem uma floração espetacular! Suas brácteas são cor-de-rosa e as florzinhas azuis arroxeadas, parecem borboletinhas que vão pousando da base até o topo da inflorescência. Veja mais sobre ela aqui.

 

AACA

Lembra do segredo de sucesso de cultivo que eu sempre falo? O tal do AAC? Pois é, as tilandsias precisam de um A a mais: atenção, amor e carinho e água! As Tillandsias vivem no ar, não de ar. Água é o seu alimento. Muitas espécies até são capazes de sobreviver a longos períodos de seca, mas esta não é uma regra geral. Elas são tão fáceis de cuidar, que podem acabar sendo fatalmente esquecidas.

 

rega

Elas devem ser regadas no mínimo 1 x por semana. Quando estiver quente e seco, aumente a rega e quando estiver frio e úmido, diminua. O ideal é sempre observar a sua planta para saber se ela precisa de mais ou menos água. Elas podem ser regadas de 2 formas: borrifando água ou dando um banho por imersão numa bacia ou tigela. Imagine que ela é uma criança que gosta de ficar brincando na banheira… quem nunca? E então deixe-a lá curtindo o banho por uns 20/30 min, depois agite-a suavemente para remover o excesso de água e coloque-a para secar num local iluminado e arejado.

Quando absorvem água, elas ganham um tom de verde mais vivo, suas folhas parecem mais rígidas.

 

hidrate já!

Se as folhas ficarem mais claras, enrugadas ou até enroladas, é sinal de que a planta está desidratando e precisando urgente de água.

 

LUMINOSIDADE

Essas plantas aéreas gostam de receber bastante luminosidade e algumas gostam até de sol direto. Se for cultivar dentro de casa, coloque-as perto de uma janela bem iluminada. Ou então deixe que elas recebam o solzinho do começo da manhã ou do fimzinho do dia. Lembre-se só algumas espécies gostam de sol direto.

 

VAIDOSA

Para que elas fiquem sempre bonitas, retire delicadamente ou pode as folhas secas da base e as inflorescências secas.

 

SÓ 1X NA VIDA!

Você sabia que as bromélias só florescem e frutificam uma vez na vida? Elas demoram um bom tempo para florir e é como se a floração fosse um último suspiro de vida. O auge da sua vida, e então ela sai de cena e deixa brotinhos ou sementinhas para que o ciclo da vida continue nos seus descendentes e ela possa descansar em paz. As flores das Tillandsias são impressionantes: algumas têm um colorido muito especial e podem durar meses, dependendo da espécie.

 

SEMENTES

Após a floração, surgem pequenas cápsulas onde ficam guardadas as sementes. Quando estão maduras, essas cápsulas se abrem soltando pequenas plumas. Daí o vento se encarrega de levar ssas plumas por aí, espalhando as sementes. Quando as sementes encontram uma casca de árvore, ou algum outro local propício, elas se fixam e começam um novo ciclo de vida.

 

REPRODUÇÃO

A reprodução das Tillandsias pode ser feita de duas formas: por sementes ou divisão de touceiras.

Na reprodução por sementes, é necessário criar um berçário com uma “cama” de musgo esfagno para acomodá-las com carinho. Espalhe as sementes nesse substrato e borrife com água logo em seguida. O esfagno é um ótimo substrato de enraizamento, pois consegue manter a umidade necessária sem encharcá-las.

Se quiser novas mudas por divisão de touceira, é só separar as mudinhas que aparecem ao lado da planta-mãe. Quando a nova mudinha atinge ⅓ (um terço) do tamanho da planta mãe, ela pode ser separada. Está pronta para o “desmame”.  É só puxá-la suavemente com as mãos e escolher um local para fixá-la.

 

Dicas úteis

Antes de fixar a nova mudinha, faça uma poda de limpeza para retirar suas folhas secas.

Para separar as mudas, use uma tesoura ou faca limpas e bem afiadas.

As Tillandsias verdes têm as folhas macias, gostam de umidade e precisam ficar mais protegidas do sol.

Já as Tillandsias prateadas, em tons de cinza, são espécies de áreas mais quentes e não necessitam de tanta umidade. Elas têm as folhas mais duras e precisam de maior exposição ao sol.

 

Se você prestar atenção vai encontrar tilandsias em árvores pelo seu caminho! Tenho certeza! Olha essa árvore que achei no caminho, quantas tilandsias!

 

E aí? O que você já tinha visto essas plantas? Já cultivou alguma delas? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Compre tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro