Plantas para dentro de casa

Procurando por plantas para colocar dentro de casa? Para enfeitar seu apartamento ou escritório? Aqui tem muitas sugestões com dicas de cultivo de plantas que gostam de meia sombra

Conheça a Lumina: a Planta Fluorescente!

Conheça a Lumina: a Planta Fluorescente!

Conheça agora a Lumina, a planta fluorescente, e aprenda todas as dicas de cultivo no vídeo da Semana.

Conheça a Lumina: a Planta Fluorescente!

LUZ LARANJA

Olha que folhagem maravilhosa! Parece que o centro da planta está irradiando uma luz laranja!

Lumina (Chlorophytum orchidastrum) - foto: Nô Figueiredo

Lumina (Chlorophytum orchidastrum) – foto: Nô Figueiredo

 

Eu tenho essa planta há alguns anos. A primeira vez que a vi, apaixonei na hora! Achei super diferente esse efeito das folhas. Na base ela é laranja, olha só!

Lumina (Chlorophytum orchidastrum) - foto: Nô Figueiredo

Lumina (Chlorophytum orchidastrum) – foto: Nô Figueiredo

 

Bem laranja mesmo, né? E depois o resto da folha é verde.

 

ORIGEM E CARACTERÍSTICAS

As folhas nascem em roseta e crescem de um rizoma carnoso. Ela produz uma inflorescência que apresenta uma haste avermelhada, com cerca de 50 cm, e pequenas flores brancas, mas não é muito vistosa. O charme dessa planta é a cor laranja nas folhas, rara na natureza.

Ela é uma planta herbácea originária da África. A lumina é parente do clorofito.

 

CULTIVO

A lumina em vaso pode virar uma atração dentro de casa, desde que fique em local bem iluminado, próximo à uma janela. Nunca no sol direto, que queima suas lindas folhas. Ela também pode ser cultivada no jardim, isolada ou em pequenos grupos, em locais com luz filtrada, protegida pela sombra das árvores

Substrato: drenável, enriquecido com matéria orgânica e mantido úmido.

Clima: adora o calor e a umidade mas se você morar num local frio, cultive-a em estufas.

É uma planta rústica, que não necessita de cuidados especiais.

Não necessita podas, apenas remova as folhas mortas para que ela fique sempre bonita.

 

ADUBAÇÃO

Faça adubações orgânicas leves, com húmus de minhoca ou usando a receita de adubação para folhagens. Costumo aplicar a adubação 3x ao ano. No começo da primavera, do verão e do outono.

 

Quando fui pesquisar sobre ela, li que é recomendável fazer um replantio bienal na primavera para que a folhagem fique vibrante. Confesso que nunca replantei essa planta. Já faz alguns anos que ela está nesse vaso. Era uma muda pequena, mas como o vaso é grande, com o tempo ela foi se espalhando.

 

MULTIPLICAÇÃO

Para multiplica-la, divida a touceira e rizomas, de preferencia na primavera.

 

 

É incrível como a mãe natureza é maravilhosa, né? Criar uma folhagem laranja assim! Demais, né? Sinto muita gratidão por toda essa beleza e cor que a mãe natureza nos presenteia!

 

 

E ai? Você já cultivou a lumina? Ou alguma outra folhagem? Qual foi a sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Você encontra VASOS AUTOIRRIGÁVEIS na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Como cultivar Prímulas. Aprenda agora!

Como cultivar Prímulas. Aprenda agora!

No vídeo dessa semana eu ensino como cultivar prímulas!

como cultivar prímulas

CARACTERÍSTICAS DA PLANTA

As prímulas são plantas herbáceas, que não possuem caules, por isso são chamadas de acules, originárias da China e atingem de 15 a 20cm de altura.

 

AS FOLHAS

Suas folhas lembram o formato de corações ou são arredondadas e possuem pelos irritantes na frente e no verso.

 

AS FLORES

As inflorescências são grandes, compostas por flores sustentadas por uma longa haste floral que fica acima da folhagem, formando um buquê. As flores surgem no final do inverno e na primavera, são numerosas, simples ou dobradas, e delicadamente perfumadas, em uma grande variedade de tonalidades de rosa, lilás, roxo, laranja, salmão e branco. Geralmente suas flores têm cores mais suaves, se comparadas com as da espécie Primula x polyantha.

Estas prímulas de flores grandes e vistosas, emolduradas pela folhagem verde aveludada, formam lindos buquês, perfeitos para decorar a casa.

Prímulas

Prímula (Primula obconica) – foto: Leonardo Ronqui

 

COMO CULTIVAR

LOCAL DE CULTIVO

São cultivadas em vasos e jardineiras, em locais protegidos ou em grupos, formando conjuntos em canteiros à meia sombra. Criam um clima romântico com suas flores em tons pastéis.

 

DURAM POUCO, QUE PENA

Apesar de originalmente perenes, elas deve ser tratadas como anuais, pois perdem a beleza após o florescimento e suas próximas florações dificilmente serão tão exuberantes como a primeira. Veja outras flores que duram pouco.

 

TÓXICA

Esta espécie de prímula é considerada tóxica, e sua manipulação pode provocar irritação na pele e mucosas em pessoas sensíveis. Por isso evite deixar a planta ao alcance de crianças e animais domésticos. Conheça outras plantas tóxicas.

 

LUMINOSIDADE

Deve ser cultivada a meia-sombra. Conheça outras plantas que também gostam de meia sombra.

 

SOLO/REGA

Elas gostam de solo fértil, drenável, enriquecido com matéria orgânica e mantido úmido.

 

CLIMA

A prímula é uma planta de clima temperado e subtropical, mas pode ser conduzida em regiões tropicais em ambientes frescos e protegidos do sol forte.

 

MULTIPLICAÇÃO

Multiplica-se por sementes postas a germinar no final do verão, início do outono, para florescer no inverno e primavera.

 

PARA PROLONGAR SUA FLORAÇÃO

Para prolongar a floração e a saúde da planta é recomendável remover as flores murchas e adubar regularmente. Veja aqui como adubar após a floração.

As prímulas são plantas sensíveis. Elas não gostam de falta de água nem de excesso. Também não gostam de ar-condicionado nem de geadas.

 

CONECTE-SE

Quando você olhar para essa planta, imagine que está saindo do seu coração um raio de luz cor de rosa de muito amor e gratidão por tanta beleza que ela irradia. Feche os olhos e imagine que ela está enviando de volta para você mais amor ainda e sinta uma felicidade enorme invadir o seu coração por toda a beleza que a natureza cria e que temos o privilégio de poder apreciar!

 

E você? Gostou da prímula? Já tentou cultivar essa planta? Qual foi a sua experiência com ela? Conta para mim aqui nos comentários.

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Cuidados com Plantas Venenosas – TV Gazeta

Cuidados com Plantas Venenosas – TV Gazeta

Aprenda sobre os cuidados com as plantas venenosas com as dicas que dei no programa Revista da Cidade da TV Gazeta dia 27 de junho de 2017.

Aprenda quais são as plantas mais perigosas e o que fazer para evitar acidentes.

PLANTAS VENENOSAS

O que fazer se tiver alguma planta venenosa em casa:

  • Coloque a planta num local mais alto, dificultando o acesso de crianças e animais de estimação.

 

  • Ensine às crianças que não se deve colocar plantas na boca, nem brincar com a seiva delas.

 

  • Ensine às crianças a não comerem plantas desconhecidas.

 

  • Quando estiver podando ou cuidando de plantas venenosas, use luvas ou lave bem as mãos depois.

 

  • Não faça remédios ou chás caseiros com plantas sem orientação médica.

 

No caso de acidentes com plantas venenosas:

  • Retire da boca cuidadosamente o que resta da planta e leve para identificação

 

  • Lave bem a boca com água corrente

 

  • Ligue para o centro de controle de intoxicação 0800 722 6001 ou procure no site do Sinitox, Sistema Nacional de Informações Tóxico-farmacológicas, mais informações sobre plantas venenosas e outros produtos tóxicos e mais telefones para contato.

 

Veja algumas fotos dos bastidores da gravação:

 

 

Saiba mais sobre plantas venenosas.

 

Nada melhor do que o conhecimento para previnir acidentes, não é mesmo?

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Como Cultivar Marantas. Aprenda agora comigo!

Como Cultivar Marantas. Aprenda agora comigo!

No vídeo dessa semana eu ensino como cultivar as marantas: calatéia medálion, maranta pavão e maranta cascavel. Lindas folhagens nativas do Brasil.

COMO CULTIVAR MARANTAS

Eu adoro essas folhagens! Parece que elas foram pintadas à mão!

A maioria das marantas são plantas nativas das matas Brasileiras. Acho que a mãe natureza estava realmente inspirada quando criou essas plantas. Eu adoro as flores, mas essas plantas são tão lindas que nem precisam de flores para enfeitar qualquer ambiente!

 

CALATÉIA MEDALION

Acho difícil definir qual eu acho mais linda, mas talvez essa conhecida por calatéia medálion (Calathea roseopicta “Medalion”), seja a minha preferida. Ela é uma planta herbácea, perene e muito entouceirada. Nativa da região da Amazônica brasileira, ela atinge de 40 a 60cm de altura.

 

Na parte de cima da folha ela apresenta esse lindo desenho e no verso ela é vermelho-arroxeada.

calatéia medálion (Calathea roseopicta “Medalion”)

Calatéia medálion (Calathea roseopicta “Medalion”)

 

COMO CULTIVÁ-LA:

Local: é cultivada em vasos e jardineiras como planta de interior e fica linda também no jardim

Iluminação: áreas sombreadas, embaixo de árvores com bastante espaço para que ela possa se expandir e espalhar sua beleza.

Solo: gosta de terra vegetal e bem drenado. Veja aqui como fazer um bom substrato.

Temperatura: não gosta de frio nem de geadas.

Rega: mantenha o solo úmido, mas não encharcado. Saiba mais sobre rega.

Multiplicação: A melhor forma de multiplicá-la é por divisão de touceira.

 

MARANTA PAVÃO

A maranta pavão, ou pena de pavão (Calathea makoyana) também é uma folhagem maravilhosa! Ela atinge de 30 a 40cm de altura e também é nativa do Brasil, na Floresta Amazônica e na Mata Atlântica.

Ela recebeu esse nome popular por que suas folhas ficam dispostas como se fossem penas. Na parte de baixo o desenho é igual ao de cima, mas as linhas são arroxeadas.

maranta pavão, ou pena de pavão (Calathea makoyana)

Maranta pavão, ou pena de pavão (Calathea makoyana)

 

COMO CULTIVÁ-LA:

Local: é cultivada em vasos e jardineiras como planta de interior e fica linda também no jardim

Iluminação: Vai bem na meia sombra e até na sombra.

Solo: gosta de solo com bastante matéria orgânica e bem drenado. Veja aqui como fazer um bom substrato.

Temperatura: não gosta de frio nem de geadas.

Rega: mantenha o solo úmido com irrigações constantes. Saiba mais sobre rega.

Multiplicação: A melhor forma de multiplicá-la é por divisão de touceira no inverno.

 

MARANTA CASCAVEL

Essa outra aqui é a maranta cascavel (Calathea lancifolia). Ela também é nativa do Brasil e atinge de 30 a 60cm de altura.

Suas folhas também parecem que foram pintadas à mão e elas apresentam um efeito plissado e meio recortado muito lindo!

maranta cascavel (Calathea lancifolia)

Maranta cascavel (Calathea lancifolia)

 

COMO CULTIVÁ-LA:

Local: é cultivada em vasos e jardineiras como planta de interior e fica linda também no jardim

Iluminação: Vai bem na meia sombra

Solo: gosta de solo com bastante matéria orgânica e bem drenado. Veja aqui como fazer um bom substrato.

Temperatura: não gosta de frio nem de geadas.

Rega: mantenha o solo úmido com irrigações constantes. Saiba mais sobre rega.

Multiplicação: A melhor forma de multiplicá-la é por divisão de touceira em qualquer época do ano.

Apresenta crescimento lento.

 

Todas essas marantas produzem inflorescências que não se destacam frente à beleza de suas folhas.

 

E aí? Qual você gostou mais? Qual é a sua preferida?

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Como Cultivar Dinheiro em Penca!

Como Cultivar Dinheiro em Penca!

Como cultivar dinheiro em penca, aprenda no vídeo da semana:

COMO CULTIVAR DINHEIRO EM PENCA

2 PLANTAS CONHECIDAS POR DINHEIRO EM PENCA

Existem 2 plantas popularmente chamadas de dinheiro em penca. Uma tem folhinhas pequenas e bem ramificada. Seu nome científico é Callisia repens e a outra tem as folhas um pouco maiores, meio enrugadas. É a Pilea nummulariifolia.

 

Callisia repens

A Callisia, a que tem as folhas menores, é uma herbácea suculenta, originária da América tropical e atinge de 5 a 10cm de altura. Sua ramagem é muito ornamental e ela é muito fácil de ser cultivada. Suas folhas são cerosas e pequenas quando jovens e um pouco maiores quando mais adultas. Ela produz pequeninas flores brancas que só são notadas quando olhamos com atenção.

Ela forma um lindo e denso tapete no solo ou no vaso.

 

COMO REPLANTAR

Com o passar do tempo a planta vai ficando feia, os caules ficam compridos, com folhas só na extremidade, então chegou a hora de replantar.

  • Retire toda a planta do vaso, sem se preocupar com raízes

 

  • Depois faça uma seleção eliminando os ramos secos, isso é mais para diminuir volume, pois se ficarem alguns ou todos, não terá importância, vc agora tem material para fazer vários vasinhos

 

  • Afofe bem o substrato e retire uma parte dele, acrescentando um pouco de substrato novo com bastante matéria orgânica

 

  • Coloque no vaso os ramos selecionados no vaso ou em vários vasinhos, caso queria fazer várias mudas.

 

  • Coloque mais um pouco de substrato novo por e regue bem. Ela é bem rústica, pegará logo.

 

Logo logo nascerão ramos com folhas novas e seu vaso ficará novamente bonito ou você terá novos vasinhos com mudas lindas!

 

Pilea nummulariifolia

A outra planta conhecida por dinheiro em penca, a Pilea, também é nativa da América tropical, inclusive do Brasil. Atinge de 10 a 15cm de altura e sua ramagem é delicada e ornamental. Suas flores são pequenas e verdes e só são notadas quando olhamos a planta com atenção.

 

COMO CULTIVÁ-LAS:

Local: São cultivadas em vasos e jardineiras suspensas como planta pendente ou como forração em canteiros

Iluminação: Meia sombra.

Solo: Gostam de solo rico em matéria orgânica e bem drenados. Veja aqui como fazer um bom substrato.

Temperatura: Não gostam de baixas temperaturas nem de geadas.

Rega: A de folhas pequenas, a Callisia repens, gosta de solo irrigado periodicamente e de folhas maiores, a Pilea nummulariifolia, gosta de solo mantido úmido. Saiba mais sobre rega.

Multiplicação: Ambas se multiplicam facilmente pela ramagem já enraizada e por estacas preparadas em qualquer época do ano, podendo ser plantadas diretamente no local definitivo.

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Como Cultivar Begônia. Aprenda agora comigo!

Como Cultivar Begônia. Aprenda agora comigo!

Como cultivar begônia, aprenda no vídeo da semana:

COMO CULTIVAR BEGÔNIA

O CHARME ESTÁ NAS FOLHAS!

Essas lindas folhagens são herbáceas, rizomatosas e resultantes de híbridos nativos em Assam, um estado do leste da Índia.

As begônias atingem de 20 a 40cm de altura e podem ser muito variadas tanto no colorido como no desenho das suas folhas.

Begônias - fotos: Leonardo Ronki

Begônias – fotos: Leonardo Ronki

 

AS FLORES

Essas begônias produzem umas florzinhas pequenas, cor de rosa, que não são muito vistosas. Bem diferente daquelas outras begônias que costumamos encontrar floridas com cores vivas por aí. Aquelas são cultivadas em estufas e infelizmente, geralmente morrem depois que acaba a floração.

 

COMO CULTIVÁ-LAS?

Iluminação: Elas podem ser cultivadas em vasos ou jardineiras mantidos sob proteção ou em terraços bem iluminados, mas nunca no sol direto.

Onde: Podem também ser cultivadas em jardins ou canteiros formando lindos desenhos.

Solo: Elas gostam de solo fértil, rico em matéria orgânica e bem umedecido, mas não encharcado.

Temperatura: Elas são plantas bem tropicais, que não gostam de baixas temperaturas.

Multiplicação: Elas podem ser multiplicadas por divisão da planta e por enraizamento da própria folha.

Poda: Pode as folhas secas para manter a planta sempre bonita e saudável.

 

ATENÇÃO: AS BEGÔNIAS SÃO TÓXICAS PARA ANIMAIS!

 

Begônias - fotos: Leonardo Ronki

Begônias – fotos: Leonardo Ronki

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais