Plantas para dentro de casa

Procurando por plantas para colocar dentro de casa? Para enfeitar seu apartamento ou escritório? Aqui tem muitas sugestões com dicas de cultivo de plantas que gostam de meia sombra

Como Cultivar Lírio da Paz

Como Cultivar Lírio da Paz

Feliz Ano Novo! E como hoje é dia Primeiro de Janeiro, dia Mundial da Paz, nada melhor do que conhecer melhor o Lírio da Paz:

 

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Como cultivar Árvore da Felicidade

Como cultivar Árvore da Felicidade

Aprenda os cuidados básicos e saiba por que ela é conhecida por árvore da felicidade:

 

 

 

Veja mais info sobre a ÁRVORE DA FELICIDADE!

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Como Cultivar Lírio do Amazonas

Como Cultivar Lírio do Amazonas

Linda e vistosa planta, que floresce várias vezes ao ano.

 

Lírio do Amazonas – Eucharis grandiflora – foto: Nô Figueiredo

Herbácea e bulbosa, essa planta originária da Amazonas Colombiana, atinge entre 30 a 40cm de altura e tem folhas grandes, brilhantes e cerosas.

Costuma ser cultivada em vasos, mas pode ser também plantada em canteiros, que devem ser reformados após alguns anos.

Gosta de  meia sombra e de solo úmido mas não encharcado.

Usei o substrato básico no meu vaso.

Multiplica-se facilmente separando-se os bulbos que se aglomeram ao redor da planta mãe, de preferência após a floração.

Obs: As folhas podem sofrer ataque de lagartas. Fique de olho! Se isso acontecer, use dimypel para afastá-las.

Confira o vídeo com as fotos que fiz do desabrochar as flores do Lírio do Amazonas:

 

Referência bibliográfica:

LORENZI, Harri et SOUZA, Hermes Moreia de. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 3ª edição. Nova Odessa, SP. Instituto Plantarum, 2001.

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Como Cultivar Columéia da flor espetacular

Como Cultivar Columéia da flor espetacular

Preciso confessar. Eu tenho um fraco para plantas. Tem gente que não pode ver um par de sapatos ou uma bolsa diferente que precisa comprar… Eu fico alucinada com plantas. Não posso ver uma planta nova, diferente que eu preciso comprar. Eu preciso ter a planta na minha casa, para aprender a cuidar, para ver como ela se desenvolve, para poder ensinar e deixar outras pessoas apaixonadas por ela!

Pois é, em junho eu estava no Ceasa comprando plantas para um cliente quando eu me deparei com essa belezura!

Aeschynanthus specious (columéia maravilhosa) – foto: Nô Figueiredo

Comprei na hora!

Pelo formato da flor deduzi que era um tipo de columéia. Pesquisei nos livros nacionais e não achei nada sobre ela. Achei na Tropica. É da família Gesneriaceae, originária de Java. Suas folhas são verde escuras e cerosas e os galhos podem atingi até 60cm de comprimento. O destaque fica para suas flores. Parecem que são iluminadas por dentro! Na base elas são laranjas amareladas, muito vibrantes e na ponta avermelhadas. São tubulares.

Aeschynanthus specious (columéia maravilhosa) – foto: Nô Figueiredo

Aeschynanthus specious (columéia maravilhosa) – foto: Nô Figueiredo

 

Ela gosta de solo úmido, mas não encharcado. Se as folhas começarem a ficar marrons e cairem ou as flores ficarem pretas, é sinal de que a planta não está recebendo água suficiente. Agora no inverno tenho regado 2x por semana e ela está ficando feliz.

Como boa columéia que é, gosta de luminosidade, mas não de sol direto, então eu a coloquei embaixo da pérgola, no jardim que é a minha vista da sala de refeições. Adoro comer olhando para ela!

Aeschynanthus specious (columéia maravilhosa) – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Referências bibliográficas:

LORENZI, Harri et SOUZA, Hermes Moreia de. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 3ª edição. Nova Odessa, SP. Instituto Plantarum, 2001.

GRAF, Alfred Byrd. Tropica: Color Cyclopedia of Exotic Plants and trees. Roehrs Company. 1st Edition, 1978.

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Como Cultivar Narciso

Como Cultivar Narciso

O profeta Maomé considerava que a beleza dessa flor era um presente para o espírito. Dizia: “Quem possui dois pães deve vender um e comprar narcisos, pois o pão é alimento para o corpo, enquanto o narciso é alimento para a alma”!

Narciso (Narcissus cyclamineus DC)

Mas não se deixe enganar pela beleza do narciso, ele é narcótico e venenoso!

Existem mais de 60 espécies dessa planta, que brota de um bulbo e tem florada abundante. Suas flores podem ser simples ou dobradas, muito perfumadas, nas cores branca, amarela e laranja e podem atingir de 30 a 40cm de altura. O narciso é originário da Europa, especialmente das regiões mediterrâneas e do Norte da África. Em Grasse, na França, são cultivados para a fabricação de perfumes, e na Holanda para a exportação de flores e das essências.

Narciso vem do grego narkê, que significa entorpecer. O significado da palavra está associado à lenda da mitologia grega que relata a história do jovem Narciso, filho do deus-rio Cephisus e da ninfa Liriope, transformado em flor. Para saber mais sobre o mito de Narciso acesse: http://www.palavraescuta.com.br/textos/o-mito-de-narciso

Plantio:

Prepare o vaso, plante o bulbo com a ponta para cima e cubra-o com uns 3cm de terra. Se for plantar num canteiro, deixe 10cm de distância entre os bulbos, pois algumas variedades formam pequenas touceiras.

Luminosidade:

O narciso gosta de luminosidade indireta abundante

Rega:

O solo deve estar sempre úmido então verifique diariamente a terra e regue sempre que necessário.

Floração:

Floresce no inverno/começo da primavera e após 30 dias entra na fase de dormência.

Bulbo:

Deve ser manipulado na época de dormência. Retire-o do solo, limpe-o delicadamente com uma escova macia e guarde-o em um local seco, fresco e arejado. Aguarde o período de brotação para plantá-lo num vaso ou no jardim.

Atenção: O bulbo poderá ficar no solo durante o período de dormência, mas cuidado com as lagartas. Elas adoram bulbos de narcisos!

 

Referências bibliográficas:

LORENZI, Harri. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 3a edição. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2001.

Enciclopédia Plantas e Flores vol.1. São Paulo, SP: Editora Abril Cultural, anos 70.

SOARES, Cecília Beatriz L. da Veiga. O livro de ouro das flores. Rio de Janeiro: Ediouro, 2002.

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Tulipas: dicas e curiosidades

Tulipas: dicas e curiosidades

Essas lindas plantas perenes e bulbíferas atingem entre 60 a 90cm de altura e podem ser amarelas, vermelhas, rosas, brancas, roxas… São cultivadas em maciços densos ou em bordaduras, sempre à pleno sol. Também são comercializadas em vasos.

Nô Figueiredo e as tulipas de Ottawa, Canadá*

Como são plantas originárias de regiões frias, que necessitam de um longo e rigoroso inverno para se renovar, aqui no Brasil são plantados apenas bulbos importados e já climatizados, pois no nosso clima elas não produzem novos bulbos.

 

DICAS:

Quando for comprar um tulipa, procure uma que esteja com os botões ainda fechados.

Coloque o vaso num  local bem fresco, longe da luz solar direta e regue-o com um pouco de água todos os dias. Pode colocar um cubo de gelo sobre a terra diariamente, tomando cuidado para o gelo não tocar a planta e queimá-la.

Eu gosto mesmo é de colocar o vaso dentro da geladeira à noite e retirá-lo pela manhã. As flores duram muito mais tempo! Mas precisa ter espaço na geladeira ou ser apaixonada por elas como eu, né? ;)

 

CURIOSIDADES:

Conta a lenda que um viajante holandês estava viajando pela Turquia quando viu tulipas crescendo no mato. Apontando para a planta, perguntou para um fazendeiro de turbante o nome da flor. Achando que o visitante estivesse admirando seu acessório de cabeça, o fazendeiro respondeu “tulipand” – turbante. O viajante anotou o nome e só mais tarde descobriu que a flor na verdade era chamada de laâle. Mas aí já era tarde… O nome tulipa já tinha caído na boca do povo!

 

As tulipas são originárias das montanhas Tien-Shan e Pamir-Alai na Ásia Central e depois se espalharam para a China e Mongólia. Mil anos antes dos holandeses descobrirem e se apaixonarem pelas tulipas, elas já enfeitavam os jardins turcos.

 

Hoje é considerada a flor da Holanda, tanto que elas ocupam mais de 10 mil hectares, representando um ramo que exporta 60% das flores de corte do mundo e cerca de 10 bilhões de bulbos por ano!

 

Os holandeses são tão alucinados com essas flores, que por volta de 1.637, período que foi chamado de A Febre das Tulipas, um bulbo era comercializado por 6.700 florins, o equivalente a uma casa com jardim num bom canal de Amsterdam, 50 vezes a renda anual média de um cidadão holandês!

 

Impossível ficar indiferente à beleza dessas jóias da natureza!

 

Veja mais sobre TULIPAS.

 

 

Referências bibliográficas:LORENZI, Harri et SOUZA, Hermes Moreira de. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 3ª edição. Nova Odessa, SP. Instituto Plantarum, 2001.

LAWS, Bill. 50 Plantas que Mudaram o Ruma da História. (tradução Ivo Korytowski). Rio de Janeiro: Sextante, 2013.

 

* Essa foto foi tirada na época que morei no Canadá e fui visitar a capital, Ottawa, que possui lindos campos de tulipas de bulbos que foram presenteados pela família real holandesa como sinal de gratidão por ter sido bem recebida durante a 2a Guerra Mundial. E todos os anos ela envia outros 20 mil bulbos aos canadenses.

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza