Horta e Temperos

Aqui tem as dicas de cultivo sobre hortas, temperos, ervas aromáticas e ervas de proteção

Conheça as Ervas do Mediterrâneo

Conheça as Ervas do Mediterrâneo

Conheça as ervas do mediterrâneo e aprenda sobre os benefícios, as dicas de cultivo e plantio com a querida herborista Silvia Jeha nessa visita que a Nô Figueiredo fez no Sabor de Fazenda.

Conheça as Ervas do Mediterrâneo – benefícios, dicas de cultivo e plantio

As ervas do mediterrâneo são:

ALECRIM (Rosmarinus officinalis)  ajuda muitos estados de cansaço, as fadigas, gripes. Planta muito estimulante. Atenção: mulheres grávidas ou que tenham hipertensão usar com muita parcimônia, tá? Saiba mais.

LAVANDA (Lavandula dentata) – calmante suave e digestiva. Combate cólicas, indigestão, fermentações e os gases intestinais. A denominação Lavandula deriva do latim lavare, que significa lavar. Era o aditivo para o banho preferido pelos gregos e romanos na Antiguidade e hoje seu óleo essencial é muito usado para perfumar e acalmar, além de ser largamente empregado na indústria de perfumes, sabonetes e na cosmética. Saiba mais.

SÁLVIA (Salvia officinalis)  possui ação anti-inflamatória, sendo usada para gengivite (bochechos) e dores de garganta (gargarejo). Fazer inalação para congestionamento nasal. Como erva aromática, apresenta sabor ligeiramente apimentado. Na culinária, a receita mais conhecida é a de molho de manteiga com sálvia para macarrão e carnes. Na cozinha Ocidental é usada para dar sabor a carnes gordas (especialmente em marinada), queijos, e algumas bebidas. Nos Estados Unidos, Reino Unido e Flandres, é usada com cebola, em recheios de porco ou aves e também em molhos. Na cozinha francesa é utilizada para cozinhar carne branca e em sopas de vegetais. Os alemães usam-na freqüentemente em pratos de salsichas. É também de uso comum na cozinha italiana. Nos Balcãs e no Médio Oriente, é usada em assados de borrego.

SEGURELHA (Satureja montana)  boa com os feijões, favas e carnes gordas. Bem digestiva. O sabor lembra orégano com tomilho e menta. seu aroma assemelha-se ao do tomilho, porém é mais amargo e penetrante. Os ramos são cortados para secagem antes da floração, quando diminui o aroma. É utilizada na indústria de salame e linguiça. É utilizada para anginas, banho, bronquite, diarreia, espasmo, estômago e ferida. É também uma planta afrodisíaca.

MANJERONA (Origanum majorana)  apresenta propriedade digestiva, estimulante menstrual, podendo auxiliar na cura do reumatismo e de toda a forma de artrite, tanto na forma de chá quanto na forma macerada com óleo quente para colocação em locais mais doloridos. Suas folhas aromáticas, verdes ou secas, possuem uso culinário. Para secá-las, as folhas devem ser cortadas enquanto a planta começa a florescer e secadas lentamente na sombra. É usada freqüentemente em combinações das ervas tais como Herbes de Provence e Zaatar. Pode aromatizar saladas, vegetais, legumes, doces, bebidas e óleos. Semelhante aos orégãos, a manjerona é ainda mais aromática. Também é usada em massas, lasanhas e pizzas. Combine com manjericão, alecrim, tomilhos e salva. O óleo essencial pode ser usado na perfumaria, para aromatizar os sabões e produtos para o cabelo.

ORÉGANO (Origanum vulgare)  medicinalmente, é usado para melhorar a digestão, resfriados e dores de garganta (gargarejos). Sua infusão alivia as cólicas. Uma ótima opção de condimento para peixes, carnes, verduras e vinhos. Muito utilizado em pratos da comida italiana, como pizzas, molhos de tomates, massas, berinjela à parmigiana, entre outros.

CURRY (Helichrysum italicum)  recebeu este nome por seu aroma ser muito parecido com o do curry em pó (que na verdade é uma mistura de várias especiarias). Pode ser usado para aromatizar sopas e assados. É uma erva digestiva.

TOMILHO (Thymus vulgaris)  ótimo para ser usado nas preparações com carnes, com molho de tomate ou para temperar. É um bactericida poderoso!

ALFAZEMA (Lavandula officinalis) – calmante suave e digestiva. Combate as cólicas, indigestão, fermentações e os gases intestinais. Muito utilizada como planta ornamental e aromática para decorar grandes jardins. Suas flores são utilizadas na culinária, como na elaboração de doces.

Características e cultivo:

  • Folhas pequenas que não gostam de muita água
  • Gostam de solo arenoso, calcariado
  • Gostam de solo drenado, seco
  • Não gostam tanto de adubo
  • Gostam de mais de 4 horas de sol por dia. O ideal é pleno sol!
  • Se for plantar em vaso, a profundidade deve ser no mínimo de 15cm

 

Saiba mais sobre o cultivo dessas e outras ervas no site do viveiro de ervas e temperos orgânicos Sabor de Fazenda:

Sabor de Fazenda:

http://www.sabordefazenda.com.br/

Loja: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo, SP

Tel: +55 (11) 2631-4915

Segunda: das 13h as 17h
Terça a sábado: das 8h as 17h

Instagram: @sabordefazenda

Facebook: SabordeFazendaErvaseTemperos

 

 

E aí? O que você achou das ervas do mediterrâneo? Já cultivou alguma delas? Qual você prefere? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Aprenda a fazer Sal de Hibisco e Conheça Tipos Raros

Aprenda a fazer Sal de Hibisco e Conheça Tipos Raros

Aprenda a fazer sal de hibisco e conheça tipos raros nessa conversa que a Nô Figueiredo teve com a Gabriela Pastro no viveiro de ervas e temperos orgânicos Sabor de Fazenda.

Sal de Hibisco e Tipos Raros

No vídeo falamos sobre 3 hibiscos:

 

HIBISCO COMUM

O hibisco que a Gabi chama de hibisco comum, é o hibisco popularmente conhecido por vinagreira, rosela, groselha, groselheira, caruru-azedo e quiabo-azedo.  Seu nome científico é Hibiscus sabdariffa L. O famoso chá de hibisco é feito com suas flores secas. Saiba mais aqui.

 

Hibisco comum (Hibiscus sabdariffa L.) - foto: Leonardo Ronqui

Hibisco comum (Hibiscus sabdariffa L.) – foto: Leonardo Ronqui

 

O hibisco comum é nativo da África e pode atingir de 80 – 1,4m e até 2,5m de altura. É um subarbusto, ereto e anual. Pouco ramificado.

Ele deve ser cultivado a pleno sol. Geralmente é cultivado para fins ornamentais, mas principalmente para produção de frutos, cujos cálices carnosos são consumidos na forma de geléias, sucos e refrescos.

As hastes, folhas jovens e até as sementes também podem ser consumidas. Geralmente cozidas antes.

 

HIBISCO DE FOLHAS ROXAS

O hibisco de folhas roxas é maravilhoso e enfeita qualquer jardim! Ele é popularmente conhecido por vinagreira-roxa, vinagreira, groselheira, rosela, quiabo-azedo e quiabo-roxo. Seu nome científico é Hibiscus acetosella.

Hibiscus acetosella - foto: Leonardo Ronqui

Hibiscus acetosella – foto: Leonardo Ronqui

 

Ele é nativo da África tropical, e pode atingir de 1,5 a 3m de altura. É um arbusto sublenhoso, bienal ou perene (depende da forma de cultivo), ramificado ou de crescimento disperso.

É uma verdura linda e gostosa. Suas folhas são de um vermelho intenso, meio bordô e até arroxeadas. As folhas jovens são tenras, suculentas e ligeiramente ácidas. Podem ser consumidas cruas, em saladas, chás e sucos, geléias e molhos. Podem também fazer um frisante e cozidas com carnes.

Cozinhe as folhas com arroz para deixá-lo avermelhado e com um sabor muito agradável, ligeiramente ácido.

Toda a planta tem potencial antioxidante.

 

HIBISCO DE FLOR ROXA

hibisco flor roxa (Hibiscus cannabinus) - foto: Leonardo Ronqui

Hibisco flor roxa (Hibiscus cannabinus) – foto: Leonardo Ronqui

 

COMO CULTIVAR

Os hibiscos podem se comportar como plantas anuais ou bianuas, ou seja, possuem um tempo de vida de 1-2 anos.

Podem ser cultivados também de forma ornamental, isolado ou em grupos, a pleno sol, bem como para a produção de cálices ou folhas para serem utilizados na culinária.

São plantas rústicas não requerendo muitos cuidados no cultivo, preocupe-se apenas em oferecer terra leve e rica em matéria orgânica.

São suscetíveis a fungos, principalmente o Hisbiscus sabdariffa e pulgões e cochonilhas, principalmente o Hibiscus cannabinus. Veja receitas de inseticidas caseiros.

Multiplicam-se por sementes ou estaquia.

 

SAL DE HIBISCO

Sal de hibisco - foto: Leonardo Ronqui

Sal de hibisco – foto: Leonardo Ronqui

 

Ingredientes:

1/2 xícara de sal marinho

1 xícara de flores de hibisco (Hibiscus sabdariffa L.) secas

 

Modo de fazer:

Bata tudo no liquidificador ou no processador e depois coloque num potinho com tampa. Dura 6 meses.

 

Obs: Se utilizar flores frescas, o sal ficará em forma de pasta e deverá ser guardado na geladeira. Ou então pode ser colocado numa forma e levado ao forno para secar.

 

Para secar as flores, utilize papel de seda.

 

Saiba mais sobre as PANC.

 

Conheça outros tipos de hibiscos.

 

 

Visite a Sabor de Fazenda:

http://www.sabordefazenda.com.br/

Loja: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo, SP

Tel: +55 (11) 2631-4915

Segunda: das 13h as 17h
Terça a sábado: das 8h as 17h

Instagram: @sabordefazenda

Facebook: SabordeFazendaErvaseTemperos

 

 

E você? Gostou de conhecer esses outros hibiscos? Já tentou cultivar algum deles? Qual foi a sua experiência? Conta para mim nos comentários abaixo.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Conheça o coentrão e aprenda como cultivá-lo!

Conheça o coentrão e aprenda como cultivá-lo!

Conheça o coentrão e aprenda como cultivá-lo com as dicas da querida herborista Sabrina Jeha nessa visita que a Nô Figueiredo fez no Sabor de Fazenda.

Conheça o coentrão e aprenda como cultivá-lo!

Nessa visita que fiz no viveiro Sabor de Fazenda, conversei com a querida Sabrina Jeha, herborista e uma das sócias, onde ela contou tudo sobre o coentrão (Eryngium foetidum), também conhecido por Chicória de Caboclo, Coentro Selvagem e Chicória do Pará.

 

ORIGEM E CARACTERÍSTICAS

O coentrão é uma planta herbácea, bianual ou perene, bastante resistente, aromática, ramificada e nativa da região Amazônica e toda América Tropical.

 

FOLHAS

As folhas são simples, opostas, serrilhadas e podem atingir de 4 a 10cm de comprimento.

Mudas de coentrão (Eryngium foetidum) - foto: Leonardo Ronqui

Mudas de coentrão (Eryngium foetidum) – foto: Leonardo Ronqui

 

FLORES

Suas flores são esverdeadas, pequenas e com brácteas espinhudas. É recomendável podar as flores para que a planta dure mais.

Flores de coentrão (Eryngium foetidum) - foto: Leonardo Ronqui

Flores de coentrão (Eryngium foetidum) – foto: Leonardo Ronqui

 

COMO CULTIVAR

Gosta de pleno sol.

Pode ser cultivada em vasos ou diretamente no jardim.

Aprecia substrato com muita matéria orgânica.

Regue a intervalos.

Multiplique usando sementes ou divisão de touceira.

 

Quer aprender como cultivar coentro? Dá uma olhada aqui.

 

Saiba mais sobre as PANC – Plantas Alimentícias não Convencionais.

 

PROPRIEDADES

Suas folhas são ricas em ferro e cálcio, além de carotenoides e riboflavina e são muito utlizadas como tempero ou como verdura.

As raízes também podem ser usadas como tempero de sopas, carnes e peixes.

 

 

Você encontra mudas de coentrão na Sabor de Fazenda:

http://www.sabordefazenda.com.br/

Loja: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo, SP

Tel: +55 (11) 2631-4915

Segunda: das 13h as 17h
Terça a sábado: das 8h as 17h

Instagram: @sabordefazenda

Facebook: SabordeFazendaErvaseTemperos

 

 

E aí? O que você achou do coentrão? Já conhecia essa planta? Já comeu? Já cultivou? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra sementes de coentro na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

A mirra e seus poderes: como cultivar!

A mirra e seus poderes: como cultivar!

Aprenda como cultivar mirra (Tetradenia riparia), um lindo arbusto africano e saiba tudo sobre seus poderes maravilhosos e medicinais!

Como cultivar mirra!

ORIGEM E CARACTERÍSTICAS

Incenso, limonete, pluma-de-névoa, mirra-africana ou simplesmente mirra. Essa planta tem vários nomes populares.

Quando a gente pensa em mirra, logo pensa nos reis magos, né? Em um dos presentes que foi levado para o menino Jesus, junto com o incenso e o ouro. Apesar de ser conhecida como mirra, essa não é a mirra dos reis magos. A dos reis magos é uma árvore que tem o nome científico de Commiphora myrrha e o nome dessa planta aqui é Tetradenia riparia. São duas plantas bem diferentes.

A mirra é originária do continente Africano. Pode atingir de 1 a 3m de altura. Na África pode até atingir o porte de uma árvore.

Mirra (Tetradenia riparia)

Mirra (Tetradenia riparia)

 

FOLHAS E FLORES

É um arbusto muito ramificado, com ramos frágeis. Suas folhas exalam um odor forte e agradável, com textura flexível e pegajosa ao tato. São verde-acinzentadas.

 

Mirra (Tetradenia riparia)

Mirra (Tetradenia riparia)

 

Suas flores são numerosas, brancas e as vezes lilás ou cor de rosa e ficam nas pontas dos ramos. Lembram plumas e aparecem no final de agosto e começo de setembro, anunciando a primavera que se aproxima.

Ah, suas flores são suavemente perfumadas e atraem abelhas, borboletas e outros polinizadores.

 

CULTIVO

Luminosidade

Deve ser cultivada a pleno sol. Ela floresce mais abundantemente no sul do Brasil.

 

Substrato e Rega

Este arbusto é ótimo para regiões com longas estiagens já que ele não tolera invernos chuvosos nem solos encharcados, preferindo solos profundos e arenosos.

Para generalizar, podemos dizer que 2 a 3x por semana quando está quente e/ou seco e 1 a 2x quando está quente e/ou úmido. Veja mais dicas de rega aqui.

 

Desenvolvimento

Seu desenvolvimento é rápido. Após o primeiro ano já nos presenteia com flores!

 

Poda e multiplicação

Após a floração, faça uma poda eliminando 50% dos ramos. E com as pontas desses ramos podados, faça mudas, pois elas enraízam com facilidade.

 

Adubação

Aproveite também para dar uma boa adubada para ajudar a planta a se recuperar após floração. Veja mais sobre adubação.

 

Para que serve a mirra? Descubra seus poderes maravilhosos!

 

Repelente, antimicrobiana e fungicida

Na África é comum colocarem suas folhas juntos com sementes e grãos armazenados para impedir a proliferação de gorgulhos e outras pragas prejudiciais.

Suas folhas também repelem traças, ácaros e a mosca branca. Também existem estudos de que é antimicrobiana combatendo várias bactérias e fungos.

 

Chá

A mirra é tradicionalmente usada na forma de chá, como infusão, tomada diariamente no tratamento caseiro de dor de cabeça, problemas respiratórios, tosse, dor de estômago, diarréria, hidropisia, angina do peito, febre, malária e dengue. Colete as folhas logo antes de usar, pois é difícil secá-la e logo ela adquire cor escura.

 

Extrato

Seu extrato é usado externamente na forma de compressas aplicadas localmente para aliviar dores de cabeça, de dentes e como antisséptico.

 

Folhas

Pode-se também esmagar suas folhas e inalar seu perfume para aliviar dores de cabeça.

 

 

E você? Gostou da mirra? Já tentou cultivar essa planta? Qual foi a sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Meu canteiro de lavandas! Como cultivar!

Meu canteiro de lavandas! Como cultivar!

Aprenda agora como cultivar a lavanda (Lavandula dentata), também conhecida por alfazema, e quando é o momento certo de replantá-la.

Meu canteiro de lavandas! Como cultivar!

MEU JARDIM

No meu jardim tenho alguns arbustos de lavanda. Uma parte deles foi plantada há uns 2 anos e agora está se aproximando o momento de replantá-los.

As plantas começam a ficar feias. Secas na base e meio disformes. Ainda tem muitas inflorescências e atraem muitas abelhas. Mas o momento de refazer essa parte do canteiro se aproxima.

Galhos secos de lavanda (Lavandula dentata)

Galhos secos de lavanda (Lavandula dentata) – foto: Leonardo Ronqui

CICLO DA PLANTA

Bom, quando a planta está assim, com os galhos secos e feios, não há muito mais o que fazer. Não é culpa sua. É que o ciclo da planta está chegando ao fim. É assim mesmo. Ela dura mais ou menos 1 ano e meio a 2 anos. Esse é o tempo de vida dela.

 

COMO CULTIVAR LAVANDA

Luminosidade: A lavanda gosta de sol e fica linda em canteiros formando maciços densos como esse. Vai super bem no Sul e Sudeste do Brasil. Infelizmente não é indicada para cultivo em regiões quentes como Norte e Nordeste. Sinto muito. Ela é nativa da região do Mediterrâneo.

Substrato: A lavanda gosta de terra moderadamente fértil, ligeiramente alcalina e bem drenada.

Rega: Moderada. Não gosta de água demais.

Espaçamento de plantio: O espaçamento ideal para o plantio varia de 30 a 90cm de distância. As touceiras crescem bastante e com o tempo e podem atingir até 1m de altura.

Cultivo em vaso: Se você for cultivá-la em vaso, plante-a num vaso maior do que o que ela veio quando foi comprada, pois ela atinge de 60 a 90cm de altura, por tanto precisa de espaço para se desenvolver bem.

Multiplicação: por sementes ou estacas.

 

FLORES E FOLHAS

As flores aparecem no verão, são pequenas e saem de dentro da forma espigada que parece ser a flor, mas que na verdade é a inflorescência. As florzinhas podem ser lilases, azuis ou roxas e as inflorescências podem ser lilases, brancas e roxo-escuras. Repare na foto abaixo as florzinhas.

Lavanda (Lavandula dentata)

Lavanda (Lavandula dentata) – foto: Nô Figueiredo

 

A ramagem é muito perfumada. A gente passa os dedos pelas folhas para sentir o cheiro. É maravilhoso!

Lavanda (Lavandula dentata)

Lavanda (Lavandula dentata) – foto: Leonardo Ronqui

ADUBAÇÃO

Quer saber como adubá-la? Dá uma olhada nesse vídeo que fiz com dicas de adubação.

 

PRAGAS E DOENÇAS

Com relação a pragas e doenças, confesso que já cultivo a lavanda há vários anos e nunca tive nenhum problema com ela. Mas se aparecer algum bichinho estranho, dá uma olhada nesse vídeo onde ensino sobre inseticidas caseiros.

 

USOS MEDICINAIS

Durante a idade média era muito usada para perfumar e higienizar as casas e igrejas e para repelir a peste.

A lavanda é ótima para: combater a depressão, promove o equilíbrio, calmante, descongestionante, relaxante, sedativa, reconfortante e tonificante. Tem ação anti-inflamatória, antisséptica, antiespasmódica, antibacteriana, antiviral.

A lavanda é antimicrobiana e aumenta e resistência a resfriados, tosse, infecções das vias respiratórias, gripe, amigdalite e laringite. É também descongestionante e expectorante; elimina o catarro e alivia a asma.

Por ser analgésica e antisséptica é usada em banhos para acelerar a cicatrização e reduzir a dor depois do parto.

 

Chás:

Um chá forte com as flores da lavanda é um ótimo calmante.

Chá quente feito com as suas flores reduz a febre e intensifica a eliminação de toxinas pela pele e pela urina.

Um chá frio aplicado com um pano no rosto ajuda a aliviar dores de cabeça.

 

QUER SABER MAIS SOBRE A LAVANDA?

Aqui tem outro vídeo que fiz sobre a lavanda onde falo mais sobre seus usos terapêuticos. Dá uma olhada aqui.

 

AAC

Que planta maravilhosa, né? Serve para mil e uma coisas e ainda é linda, está sempre florida e perfumada! Sempre que passo por ela, agradeço-a por ser tão linda e especial! As plantas adoram AAC: atenção, amor e carinho. Costumo brincar que eles são os ingredientes secretos do sucesso de cultivo de qualquer planta! Aliás, acho que de qualquer coisa, né? Quem não gosta de atenção, amor e carinho???

 

E você?

Gostou da lavanda? Já tentou cultivar essa planta? Qual foi a sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Sabia que você também pode me seguir no instagram e no facebook? Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui.

Você encontra sementes de lavanda na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

As 10 melhores plantas para repelir insetos

As 10 melhores plantas para repelir insetos

Conheça agora as 10 melhores plantas para repelir insetos como moscas, mosquitos e pernilongos e outros bichos da sua casa e do seu jardim.

As 10 melhores plantas para repelir insetos

Conheça agora as 10 melhores plantas para repelir insetos!

Sabia que algumas plantas possuem uma substância que os insetos e pragas de jardim não gostam? Pois é, essas plantas possuem óleos essenciais que exalam um cheiro que é muito agradável para nós, mas que os insetos odeiam! Ainda bem, né?

 

A natureza é muito generosa e nos presenteia com muitas plantas lindas, saborosas que ainda funcionam como repelentes! Fantástico, né? Sou apaixonada pela natureza!

 

CITRONELA

A planta repelente mais famosa é a citronela (Cymbopogon winterianus)! Seu óleo essencial, tem ação fortemente repelente e inseticida sobre vários insetos, até para o Aedes aegypti, o famoso transmissor da dengue e da febre amarela e também sobre o pernilongo. Esse óleo essencial também tem ação antimicrobiana local e acaricida, especialmente contra os ácaros da poeira do ar, responsáveis por processos alérgicos respiratórios. Podemos facilmente obter um extrato macerando suas folhas.

 

MANJERICÃO

O manjericão (Ocimum basilicum) ajuda e repelir moscas e mosquitos então, você pode colocar vasos perto de portas e janelas, sempre onde bata sol. Além de evitar a entrada de insetos na sua casa, você terá uma bela planta e ainda poderá usar suas folhas para adicionar sabor a saladas, molhos e sopas. Veja como cultivar nesse vídeo, conheça os vários tipos de manjericão nesse outro vídeo que fiz com a Silvia da Sabor de Fazenda e a fazer um delicioso pesto nesse outro vídeo.

 

LAVANDA

A lavanda ou alfazema (Lavandula dentata) é famosa por repelir traças, pulgas, moscas e mosquitos. Enfeite a casa com maços de lavanda espalhados, pendurados nas janelas, sobre os móveis, e sachês das flores secas dentro das gavetas, para afastar as traças e todos os insetos comedores de roupas, carpetes e cortinas. Nesse vídeo tem dicas de cultivo.

 

CIDREIRA

Erva-cidreira, capim cidreira, capim-santo… (Cymbopogon citratus) – Essa erva exala um forte cheiro de limão quando suas folhas são amassadas, por isso que também é conhecido por capim-limão ou lemongrass, em inglês. Essa planta é parente da citronela é também é um ótimo repelente de mosquitos. Você pode fazer um macerado das folhas depois fazer um chá bem forte e passar pela casa, com a ajuda de um pano.

 

HORTELÃ

A hortelã (Mentha piperita) – Além de delicioso e refrescante, o hortelã ainda repele os mosquitos. Seu chá também é usado como vermífugo, calmante e tônico estomacal. Veja como cultiva-lo no vídeo e conheça os vários tipos de mentas nesse outro vídeo que fiz com a Silvia da Sabor de Fazenda.

 

TOMILHO E TOMILHO LIMÃO

Sabia que na primeira guerra o tomilho (Thymus vulgaris) foi muito usado como desinfetante nos campos de batalha? Seu óleo essencial tem poder inseticida. Pode-se também ser usado seco em sachês para repelir insetos nas gavetas. Na horta, plante-o junto de tomates, batatas e berinjelas. E ele ainda afasta a mosca branca de brócolis e repolhos! Seu irmão, o tomilho-limão (Thymus x citriodorus) também tem os mesmos poderes.

 

POEJO

O poejo (Mentha pulegium) é uma erva rasteira, verdinha e anual que tem a qualidade maravilhosa de repelir insetos! Se nome científico, pulegium, vem de pulex, que em latim quer dizer pulga. Um ramo de poejo esfregado na pele é ótimo contra picadas de mosquitos, pulgas e até piolhos e carrapatos! É melhor cultivar o poejo em vasos, pois ele é da família da hortelã e pode acabar dominando o jardim.

 

ALECRIM

O alecrim (Rosmarinus officinalis) é um lindo e perfumado arbusto. No horta é companheiro da sálvia, atrai abelhas e repele a mosca da cenoura. Seus ramos secos podem ser usados dentro de armários e gavetas para afastar as traças. Saiba mais sobre o alecrim nesse vídeo e aqui tem uma receita de um frango no forno com molho de laranja e alecrim que é super fácil e saboroso!

 

LOURO

O Louro (Laurus nobilis) é uma linda árvore, símbolo da vitória, da glória e da paz, além de conferir um sabor especial à feijoada e diversos outros pratos, ajuda a repelir insetos. Basta espalhar suas folhas pela casa.

 

ARRUDA

A arruda (Ruta graveolens) é uma erva que provoca reações extremas. Há os que amam seu cheiro, como é o meu caso e os que odeiam. Além de proteger contra o mau olhado, também funciona como repelente de insetos e ratos. Veja como cultivar no vídeo.

 

SEGREDO DO SUCESSO DO CULTIVO: AAC

Ah, é sempre bom conversar com as plantas. Além de fazer bem para nós, elas adoram AAC: atenção, amor e carinho. Você pode pedir para que a planta te ajude a repelir os insetos, deixando a sua casa ou seu jardim livre deles!

 

FAÇA SUA PARTE!

Certifique-se que não existe nenhum local com água parada, zonas sombrias e úmidas na sua casa ou jardim. Principalmente no verão, época em que os insetos se multiplicam.

O uso de telas mosquiteiras nas portas e janelas também ajuda a impedir a entrada de insetos voadores dentro de casa.

 

E ai? Você já usou alguma dessas plantas como repelente? Qual foi a sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo do vídeo.

 

Sabia que você também pode me seguir no instagram e no facebook? Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui.

Você encontra SEMENTES DESSAS ERVAS na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro