Cactos e Suculentas

Aqui tem todas as dicas de cultivo de cactos e suculentas

Suculentas: Evite os 3 Erros Mais Comuns

Suculentas: Evite os 3 Erros Mais Comuns

Suculentas: saiba quais são os 3 erros mais comuns no cultivo de suculentas e cactos e aprenda o que fazer para que suas plantas fiquem sempre lindas!

Suculentas: 3 erros mais comuns

São parentes?

Sabia que os cactos e suculentas são parentes? Todo cacto é suculenta, mas nem toda suculenta é cacto. Além das suas formas e cores diferentes e originais, verdadeiras esculturas vivas, o que mais torna essas plantas tão especiais?

 

É tudo da mesma família!

As suculentas, e também os cactos, que são um subgrupo da família das suculentas, são plantas que conseguem armazenar água no tecido carnudo de seus caules, folhas ou raízes e que desenvolveram sistemas para reduzir a perda de água. São plantas que se adaptaram a viver em condições extremas, geralmente com muito sol e pouca água.

 

E qual é a diferença?

A principal diferença entre suculentas e cactos é que os cactos possuem aréolas, que são pequenos círculos salientes de onde nascem rebentos, espinhos e flores.

 

Para que servem os espinhos?

Esses espinhos servem para proteger os cactos de vivarem alimento de animais, promover sombra do sol intenso e dificultar a circulação de ar pela parte externa da planta, a epiderme da planta, evitando a perda de água.

 

Parece de cera!

Já as suculentas, geralmente possuem folhas e caules que parecem que foram encerados.

 

#1 – Muita água

Então, o que eu considero o erro número 1 de cultivo de suculentas é regar demais. Lembre-se que essas plantas se adaptaram a viver em locais com pouca água, por isso criaram mecanismos para armazenar água em seu interior. Se você regar demais, sua planta poderá apodrecer. Regue a cada 15 dias quando estiver quente e/ou seco ou a cada 20/30 dias quando estiver frio e/ou úmido.

Ah, importante também não regar as folhas. Regue apenas o substrato ao redor da planta. Regue a volta toda do vaso. Nunca regue apenas num ponto. Isso vale para todas as plantas!

 

#2 – Pouca luz

O 2o erro é deixar num local escuro. A grande maioria das suculentas e dos cactos gosta de muita luminosidade, de preferencia sol direto. Não é por que encontramos para vender em vasinhos pequenos, que podemos cultivar dentro de casa e longe do sol. Não dá certo. Sua planta precisa de sol para fazer fotossíntese e criar alimento para ela!

 

#3 – Substrato errado

O 3o erro mais comum é com relação ao substrato. Misture areia para que o substrato fique bem poroso e drene rapidamente a água. Costumo preparar um substrato usando: 2 medidas de areia, 1 medida de terra, 1/2 medida de humus de minhoca. Veja aqui nesse post como fazer esse substrato.

 

Drenagem é super importante!

E o vaso deverá ter um bom sistema de drenagem para evitar o apodrecimento das raízes, por isso coloque no fundo do vaso argila expandida e manta de drenagem.

Se for cultivar num recipiente sem furo, regue menos ainda para a água não ficar empoçada no fundo.

 

Cobertura do solo

Costumo também colocar pedriscos ou pedrinhas na superfície do vaso para ajudar a manter a umidade da terra; eliminar o nascimento de ervas daninhas de musgos; reduzir a erosão do solo e evitar que respingue água nas plantas durante a rega.

 

Eu falei que eram 3 erros, mas lembrei de mais alguns…

 

#4 – Cuidado com a planta

O 4o erro mais comum é não retirar as folhas secas que ficam ao redor da planta. Conforme a planta vai crescendo, ela vai perdendo as folhas de baixo, que vão secando e caindo. É normal. É como nossos cabelos, sempre tem fios caindo e fios novos nascendo.

 

#5 – Mudança não!

E lembre-se que planta não gosta de ficar mudando de lugar. Recebo muitos comentários de gente que fica mudando a planta toda hora de lugar. De dia deixa no sol, de noite coloca para dentro de casa. Isso não dá certo. Cada vez que mudamos a planta de lugar, ela demora um tempo para se adaptar ao local. E se toda hora ela tem que se adaptar a um local novo, ela acaba ficando louca e não consegue fazer o que precisa para ficar bem e saudável, por que toda hora tem que se adaptar novamente!

 

Ingrediente secreto de cultivo

Lembre-se do ingrediente secreto do sucesso de cultivo: AAC. Atenção, amor e carinho!

 

E aí? O que você achou? Você já fez algum desses erros? Qual é a sua dificuldade no cultivo de plantas? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

5 Plantas Resistentes para Varandas e Coberturas!

5 Plantas Resistentes para Varandas e Coberturas!

Conheça 5 plantas lindas, resistentes e fáceis de cultivar para deixar sua varanda, laje ou cobertura mais verdes e bonitas!

5 Plantas Resistentes para Varandas e Coberturas

Você tem uma cobertura, onde bate sol direto e ventos frios e nada sobrevive ali?

Em locais inóspitos como coberturas e lajes onde o calor é intenso e os ventos também, temos que pensar em plantas resistentes, com folhas mais duras.

Clúsia

Uma das plantas que melhor se adapta a essas condições é a clúsia (Clusia fluminensis). Adoro essa planta! Tenho até uma no canteiro da entrada de casa. Ela pode ficar bem grande como a minha, mas não se preocupe por que ela aceita bem podas.

clusia do meu jardim

clusia do meu jardim

E ela pode ser cultivada em vasos também. Ela fica bem tanto do lado de dentro como do lado de fora de casa. Aqui falo mais sobre ela.

Viburno

O viburno (Viburnum suspensum) também já plantei em vários projetos que fiz para coberturas e eles sempre ficam bem e até florescem! Acho muito lindas suas folhas rígidas e marcadas por nervuras.

Viburno

Viburno

Viburno florido

Viburno florido

 

Iuca

A iuca (Yucca guatemalensis) é para quem gosta de plantas esculturais e que também ajudam a afastar pessoas indesejadas com seu aspecto espetado e que insinua: não me toque! Apesar dessa faceta meio bélica, ela tem um lado delicado. No verão ela nos presenteia com uma bela florada muito durável, utilizada em arranjos e buquês.

Vasos com iuca

Vasos com iuca

 

Viva São Jorge!

Adoro a dupla de São Jorge! Elas protegem, embelezam e são super resistentes. Viva a lança-de-são-jorge (Sansevieria stuckyi) e a espada-de-são-Jorge (Sansevieria trifasciata var. laurentii). Elas adoram o sol e não gostam de muita água.

Lança de São Jorge

Lança de São Jorge

 

Espada de São Jorge

Espada de São Jorge

 

Cactos e Suculentas

Os cactos e suculentas em geral são ótimos para coberturas. Lindos, variados e super resistente. Adoram o sol e não quase não precisam de água.

Substratos

Clúsia e viburno gostam de substrato básico ou simples.

Para a iucca, as plantas de são Jorge, e os cactos e suculentas faça o substrato de cactos e suculentas e regue com moderação. Elas vão ficar lindas sem dar nenhum trabalho! Veja aqui como fazer.

Adubação

Todas essas plantas podem ser adubadas com húmus de minhoca, farinha de casca de ovo, borra de café… veja mais sobre adubação e também sobre inseticidas caseiros.

 

E aí? Você já cultivou alguma dessas plantas? Que planta você cultiva? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Babosa: Benefícios Medicinais, Curiosidades e Cultivo

Babosa: Benefícios Medicinais, Curiosidades e Cultivo

Babosa: saiba tudo! Aprenda sobre os benefícios medicinais, as curiosidades envolvendo essa planta que é cultivada desde a Antiguidade e as dicas de cultivo.

Babosa: Benefícios Medicinais, Curiosidades e Dicas de Cultivo

Nomes populares e origem

A babosa, também conhecida por aloé, babosa-grande, babosa-medicinal, erva-de-azebre, caraguatá, caraguatá-de-jardim, erva-babosa, aloé-do-cabo.

A babosa é uma planta herbácea, suculenta e que atinge até 1 metro de altura. É provável que sua origem seja africana.

 

História e Curiosidades

É uma das plantas medicinais mais antigas cultivadas, inclusive pelos judeus, que costumavam envolver os mortos com lençol embebido em sumo de babosa para a retardar a putrefação e extrato de mirra, para disfarçar o cheiro de morte. Dizem até que o corpo de Jesus Cristo foi embalsamado assim.

Dizem também que Cleópatra usava a babosa na pele e por isso era tão linda.

Características

Folhas

Suas folhas são grossas, carnosas, suculentas, afinadas em direção à base, cerosas e com espinhos nas margens. As folhas, verde-azuladas, são dispostas em roseta e presas a um caule curto. Quando cortadas deixam escorrer um suco viscoso, amarelado e muito amargo.

Detalhe das folhas da Babosa

Detalhe das folhas da Babosa

 

Inflorescências

As inflorescências são longas e ficam acima das folhas. As flores são duráveis, muito visitadas por beija-flores e formadas principalmente durante o inverno.

Detalhe das inflorescências da Babosa

Detalhe das inflorescências da Babosa

 

Dicas de Cultivo

Onde cultivar

É uma planta que deve ser cultivada no sol direto, ficando linda em jardins de pedra, isoladamente ou em grupos como bordaduras ou formando conjuntos no meio de canteiros. Podem também ser cultivadas em vasos e jardineiras.

 

Tipo de solo

É uma planta de muito fácil cultivo, pois é resistente a terras pobres e secas. A babosa gosta de solo arenoso e não precisa de muita água para sobreviver. No Nordeste do Brasil ela cresce naturalmente em algumas regiões.

 

Temperatura

A babosa também tolera baixas temperaturas do inverno, podendo ser cultivada em quase todas as regiões secas do Brasil.

 

Multiplicação

Para multiplicá-la, separe os brotos que nascem ao redor da planta mãe.

 

Propriedades Medicinais

A babosa é muito cultivada para fins medicinais e cosméticos.

 

Para os cabelos

Na medicina popular ela é muito usada por mulheres para tratar os cabelos.

 

Cicatrizante e antimicrobiana

A babosa tem propriedades cicatrizantes e antimicrobianas sobre bactérias e fungos.

 

Queimaduras e ferimentos

Como o sumo da babosa é muito cicatrizante, é usado em casos de queimaduras e ferimentos superficiais da pele. Esse gel claro acelera a cicatrização e reduz o risco de infecção.

Pode-se cortar uma folha e aplicar o sumo diretamente ou usar a parte interna como um pincel. Pode-se aplicar umas 2x por dia.

Detalhe da folha da Babosa usada como pincel

Detalhe da folha da Babosa usada como pincel

 

Hemorróidas

Para hemorróidas inflamadas, usam pedaços pequenos, sem a casca, como supositório.

 

Contusões, entorses e dores reumáticas

Para tratar contusões, entorses e dores reumáticas, geralmente é feito uma alcoolatura, misturando pequenos pedaços das folhas, aproximadamente 50g com meio litro de uma mistura da álcool e água e depois passada através de um pano limpo. Essa mistura pode então ser aplicada em forma de compressas e massagens nas partes doloridas.

 

Laxante

Pode-se fazer também uma mucilagem obtida das folhas cortadas e deixadas escoar por 1 a 2 dias, que é aproveitada pela indústria cosmética ou é posta para secar ao sol ou ao fogo até que saia toda a água até formar uma espécie de resina, que apresenta propriedades laxantes.

 

Úlcera péptica e para síndrome do intestino irritável

Graças ao poder curativo e protetor da babosa, ela também é usada internamente. Seu gel ou suco pode ser usado para úlcera péptica e para síndrome do intestino irritável.

 

Atenção!

Não use a babosa internamente se estiver grávida ou amamentando, nem se tiver hemorroidas ou problema renal.

Evite ingerir babosa em grande quantidade por que ela pode ser tóxica em altas doses. A diferença entre o remédio e o veneno é a dose!

Aliás, é sempre bom consultar um médico ou fitoterapeuta antes de ingerir qualquer medicamento caseiro.

 

A babosa “verdadeira”, a Aloe Vera, tem as flores amarelas. A que tenho em casa é a Aloe arborescens, também conhecida por aloe-candelabro, áloe e babosa. E existe ainda a Aloe ferox, cuja floração é um pouco diferente e avermelhada. Todas são parentes e utilizadas da mesma forma.

 

Veja mais sobre Ervas Aromáticas e Medicinais.

 

E aí? O que você achou da babosa? Já conhecia essa planta? Qual foi sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Jardim Vertical de Echevérias com Canos de PVC!

Jardim Vertical de Echevérias com Canos de PVC!

A paisagista Nô Figueiredo ensina como fazer um jardim vertical de echevérias com canos de PCV pintados com tinta spray!

Jardim Vertical de Echevérias com Canos de PVC!

Jardim Vertical de Echevérias com canos de PVC

Jardim Vertical de Echevérias com canos de PVC – foto: Nô Figueiredo

 

Material:

3 canos de PVC

Tinta spray (usei vermelho ferrari)

Fio de nylon (usei um que tinha em casa, daqueles de vara de pescar)

Argila expandida

Areia de construção (não pode ser areia de praia por que tem muito sal e pode matar as plantas!)

Terra vegetal ou terra comum

Humus de minhoca

Mudas de echevérias

 

Como Fazer:

Para fazer esse jardim vertical de echevérias com canos de PVC eu usei 3 canos de PVC de 30cm e pedi para o Manoel (eu não sei mexer com serrinhas e maquita) recortar uns retângulos dentro dos canos assim:

Canos de PVC cortados para jardim vertical

Canos de PVC cortados para jardim vertical – foto: Manoel

 

Pintei os canos com tinta spray vermelho ferrari.

Deixei os canos sem furo embaixo, por que o jardim vertical ia ficar numa área onde não recebe chuva. Se ficar numa área externa, melhor fazer furos na parte de baixo para a água poder escoar para fora dos canos e não apodrecer as raízes das plantas. Lembre-se que suculentas não gostam de muita água.

 

Como plantar:

No fundo dos canos coloquei uma camada pequena de argila expandida, um pouco de areia de construção sobre a argila e preparei o substrato de cactos e suculentas.

Preenchi as laterais com o substrato, coloquei as mudas e completei com substrato os espaços que ficam livres entre as mudas.

Os 2 primeiros canos eu coloquei 3 mudas de echevérias, mas acho que ficou meio apertado:

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC – foto: Leonardo Ronqui

 

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC – foto: Leonardo Ronqui

 

E o 3o cano, que foi o que foi gravado, coloquei só 2 mudas:

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC

 

Rega e cultivo:

A rega deve ser feita com moderação. A cada 15 dias quando está quente e/ou úmido e a cada 20/30 dias quanto está frio e/ou seco.

Saiba mais sobre cultivo de echevérias.

 

Como prender os canos:

E para segurar os canos, usei fios de nylon. Peguei 2 pedaços de fio grandes, mais ou menos do mesmo tamanho, e fui dando nós com as mesmas medidas deixando espaços para colocar os canos.

 

Veja como ficou o jardim de lado:

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC

Jardim Vertical de Echevérias com cano de PVC – foto: Leonardo Ronqui

 

Ficou legal, né? Meu marido acha que tenho que colocar mais 2 ou 3 canos com plantas. Acho que ele tem razão. Ficará mais cheio.

 

Quando você for fazer, pode usar canos maiores, de 50 ou até 60cm de comprimento. Vai caber mais plantas. Esse foi o primeiro que fiz. Uma amostra para ver como ficava. E você pode pintar os canos da cor que quiser ou que achar que combina mais na sua casa! use a sua imaginação!

 

E aí? O que você achou dessa ideia? Você já tentou fazer algo assim? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Veja minha echevéria florida e aprenda como cultivá-la!

Veja minha echevéria florida e aprenda como cultivá-la!

Veja que linda minha echevéria florida, conheça outras echevérias e aprenda como cultivá-las nesse vídeo.

Veja minha echevéria florida e aprenda como cultivá-la!

Agora vou falar sobre as echevérias (Echeveria elegans) – a gente procuncia ekevéria –  e elas também são conhecidas por bola-de-neve-mexicana e rosa-de-pedra!

 

ORIGEM E CARACTERÍSTICAS

A echevéria é uma planta herbácea, acaule, suculenta e com folhagem ornamental, como a maioria das suculentas. E quando floresce, fica ainda mais linda!

Ela é originária de terrenos desérticos do México e atinge de 15 a 20cm de altura e que tem crescimento relativamente rápido.

 

FOLHAS

As folhas são cerosas, espesas, numerosas e de cor verde-azulada. Existem também espéceis com colorações mais escuras, com toques castanhos.

As folhas são dispostas em rosetas densas, formando um desenho que lembra uma rosa, por isso que também são chamadas de rosas de pedra. Já ouvi também gente que chama ela de Rosa pérola, por que às vezes fica uma gotinha de água no centro, que parece uma pérola.

 

FLORES

Suas flores são pequenas, amarelo-rosadas, reunidas em inflorescência terminal de uma haste comprida que também tem a cor rosada. As flores aparecem principalmente nos meses mais quentes, ou seja, na primavera e verão.

Echeveria florida

Echeveria florida

 

COMO CULTIVAR

Deve ser cultivada a pleno sol.

Pode ser cultivada em vasos ou diretamente no jardim, onde fica linda como bordadura de canteiro ou em jardim de pedra.

A echevéria rosa-de-pedra é bem resistente e se adapta bem até a baixas temperaturas do inverno.

As echevérias gostam de solo com bastante matéria orgânica e bem drenado. Veja como preparar um substrato ideal para cactos e suculentas. De tempos em tempos pode-se colocar húmus de minhoca ou um adubo para estimular a floração. Veja aqui como fazer.

Também é importante colocar alguma proteção sobre o solo. Geralmente colocamos pedriscos, mas pode ser casca de pinus, palha de arroz, argila expandida… Qualquer coisa que impeça as folhas de ficarem em contato com o solo, que mantenha a umidade do solo e que na hora da rega, mantenha o substrato no vaso, por que sem uma proteção, voa terra para todo lado!

Essas suculentas são plantas que estão acostumadas a crescer em áreas de alta intensidade de luz. Para manter a coloração atraente devem ser cultivadas recebendo a luz do sol direta, sendo que algumas preferem somente o sol da manhã. Um exemplo é a Echeveria Black Prince que quanto mais sol recebe, mais escura ela fica.

Existem algumas echevérias como a Shaviana, que vão melhor dentro do apartamento do que outras

 

como a Black Prince e a Peackok, que por necessitarem de muita luz, só conseguem sobreviver em apartamentos se mantidas ao lado de uma janela sempre aberta, por onde entre muita luz.

 

 

SEGREDO DO SUCESSO

O segredo de sucesso de cultivo de echeverias em apartamento é muita, muita luz e pouca água.

O único cuidado que temos que ter com essa planta é com relação à rega. Lembre-se que ela é uma planta do deserto. Que está acostumada com muito calor durante o dia e frio à noite, sol direto e pouca água. Nas regiões desérticas quase não chove.

Então nunca regue demais a sua planta. E quando for regar, regue apenas o substrato. Ela não gosta de água nas folhas. Água em excesso, pode apodrecer as raízes e acabar por matar a planta. O excesso de água também pode favorecer o aparecimento de fungos e bactérias que podem atacar a sua planta. É melhor regar de menos do que demais.

Os cactos e suculentas em geral são para quem esquece de regar as plantas e não para quem gosta de dar água todos os dias!

 

Como regar

Bom, eu costumo regar a cada 10 ou 15 dias no verão e na primavera ou quando está seco e/ou quente e a cada 20/30 dias no outono e inverno ou quando está frio e/ou úmido. É melhor regar de menos do que regar demais. E sempre observar a planta na hora que for regar.

As minhas suculentas ficam todas do lado de fora de casa, tomando sol direto. O único cuidado é que elas ficam perto da casa, onde tem uma platibanda, que protege um pouco da chuva. É claro que se for chuva com vento, vai chover sobre elas. Mas elas estão bem aqui. E quando transplanto cada planta capricho na drenagem. Aliás, eu sempre que compro uma planta, qualquer planta, eu sempre transplanto ela para um vaso maior, faço a drenagem com argila expandida (ou caco de vaso de barro ou de telha e já vi gente usar isopor e até rolha de garrafa de vinho) e depois coloco um pedaço de manta de drenagem. Se você não tiver coloque um pouco de areia de construção. Nunca use areia de praia em planta. Areia da praia tem muito sal e pode acabar matando a planta.

 

Atenção!

Note que ao contrário da maioria das plantas, se as folhas de uma suculenta estiver com aparência de murcha, é sinal de que a planta está apodrecendo e isso se deve ao excesso de água. Pode ser que você tenha regado demais ou que o vaso não esteja com uma boa drenagem. Então é bom suspender a regar por alguns dias e colocar a sua planta no sol para que ela possa secar e se recuperar. Se continuar regando ou até aumentar a regar por que as folhas estão murchando, você acabará matando afogada a sua planta!

 

O QUE FAZER SE ELA FICAR ESPICHADA?

No princípio a rosa-de-pedra se apresenta como roseta compacta. Mas ao longo do tempo, irá se desenvolver, ficando alta e com tronco desprovido de folhas. É normal isso acontecer. Você não fez nada de errado no cultivo, ok? Tanto que em inglês, o nome popular das echevérias é “chicken and hen”, galinha e seus pintinhos, pois sempre se forma uma família ao redor da planta mãe.

Se você quiser que ela volte a ficar mais compacta, como uma roseta, você pode podar a roseta deixando por baixo uns 5cm de caule e transplantar para um vaso novo. Evite de regar por umas 2 semanas e depois cuide normalmente dela.

O tronco original você pode deixar no vaso que estava e pode ser que nasçam várias plantinhas. Fiz esse processo com uma outra echevéria e ganhei um tronquinho repleto de bebês! Lindo demais! Dá uma olhada como ficou nesse vídeo.

 

Como propagar?

Essa suculenta é muito fácil de propagar! Quando cair uma folha não a jogue fora! Faça estaquia das folhas. Coloque a folha que caiu em cima da terra ou areia, em local iluminado e sem sol direto. Algum tempo depois surgem raízes e ela “gera” uma nova suculenta. A nova planta vai se nutrindo pela  folha mãe, que depois murcha e morre.  Ficará apenas a a nova suculenta. Quando surgir as raízes, você pode plantar a nova suculenta onde desejar.

 

Ou você pode separar os brotos que nascem da planta mãe. Eu confesso que estou com dó de separá-los da planta mãe. Achei que ficou muito lindo assim! E você o que acha? Gosta de cultivar suculentas? Tem dúvidas de cultivo de suculentas? Quer saber mais sobre elas? Conta para mim nos comentários abaixo.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Aprenda a Fazer um Jardim Vertical de Suculentas – TV Gazeta

Aprenda a Fazer um Jardim Vertical de Suculentas – TV Gazeta

Veja agora como fazer um jardim vertical de suculentas nessa minha participação no programa Revista da Cidade da TV Gazeta!

jardim vertical de suculentas

Veja fotos dos bastidores da gravação:

 

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

 

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

 

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

 

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

 

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

Maryse Idalino e Nô Figueiredo

 

Jardim vertical de suculentas

Jardim vertical de suculentas

 

Veja outras participações na TV.

 

Veja como cultivar suculentas.

 

E ai? Como você gosta de suculentas? O que achou dessa ideia de jardim vertical? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra os vasos autoirrigáveis na Loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais