Adubação e Substratos

Aqui tem tudo sobre adubação e substratos para plantas

O CICLO VIVO DO ALIMENTO

O CICLO VIVO DO ALIMENTO

KIt Broto fácil

Cultive brotos em casa

Cultive brotos em casa e tenha mais saúde!

Use o cupom BFNOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim.

Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

 

O Ciclo Vivo do Alimento: você conhece o ciclo vivo do alimento? Sabe como ele funciona? Sabia que é possível fazer esse ciclo na sua casa ou apartamento, morando numa cidade?

O CICLO VIVO DO ALIMENTO

O QUE É O CICLO VIVO DO ALIMENTO?

O Ciclo Vivo do Alimento, de acordo com a visão das fundadoras do Loa Terra, Roberta Mourão e Carolina Hanashiro, visa organizar o fechamento do ciclo do alimento dentro do ambiente urbano por meio de três pilares principais:

 

PILAR 1: COMER

Valorização do alimento, consciência alimentar, receitas, informações nutricionais, curiosidades e ganchos para o público se conectar a este tema tão relevante e presente na vida de todas as pessoas.

 

PILAR 2: COMPOSTAR

Para onde vão os restos do que comemos? Essa etapa organiza e resolve, de forma sustentável e natural, a questão da gestão dos resíduos orgânicos gerados no ambiente urbano, transformando tudo em adubo, por meio da compostagem.

 

PILAR 3: CULTIVAR

O que fazer com o adubo gerado da compostagem? VIVER ESTE CICLO VIVO implica em utilizar o adubo gerado na compostagem para nutrir o solo onde elas orientam a como plantar e cuidar de ervas, temperos, legumes etc. E na hora da colheita, feita de forma coletiva, voltamos ao primeiro pilar para recomeçar o ciclo a partir do COMER.

 

Para que o Pilar 2 possa acontecer na sua residência, é importante ter uma composteira. E a melhor composteira do mercado atualmente é a Composteira Humi.

 

COMPOSTEIRA  HUMI

Para cada Composteira Humi produzida pela Morada da Floresta, são reciclclados o equivalente a mais de 500 embalagens de caixas longa vida e 2.200 embalagens de salgadinhos. A Composteira Humi é um equipamento compacto, eficiente e higiênico, que transformará os resíduos orgânicos da sua família em adubo de excelente qualidade. Com a Humi, você cultivará minhocas vermelhas californianas que serão alimentadas com os restos de alimentos da sua cozinha e naturalmente transformarão seus resíduos em húmus de minhoca, um adubo de extrema qualidade.

 

BIOFERTILIZANTE

O excesso de líquido dos alimentos se transformará em composto líquido (adubo riquíssimo em nutrientes e de rápida absorção pelas plantas) que será armazenado na caixa inferior e retirado pela torneira.

 

NÃO PRODUZ CHEIRO

A Humi não produz cheiro, é fácil de usar e é entregue pronta para uso. Por possuir pés que elevam a torneira do solo, a Humi elimina a necessidade (inevitável nas composteiras convencionais) de comprar, construir ou improvisar um suporte para elevar a torneira do solo.

 

ILHA DAS MINHOCAS

Diferente das composteiras convencionais, na Humi as minhocas não morrem afogadas quando caem na coletora. Além da ilha que ajuda as minhocas a retornarem para a caixa de cima, seu fundo inclinado direciona todo o composto líquido para a saída da torneira, que consegue retirar 100% do líquido armazenado nesse recipiente.

 

TAMPA COM GARRAS

As garras da tampa facilitam muito o manuseio diário, pois a apóiam na borda da digestora e libera as 2 mãos para o manejo do balde, ancinho e serragem no momento de inserir os resíduos na composteira.

 

PAREDES LISAS

As paredes lisas facilitam a limpeza externa, pois não possuem aletas que acumulam sujeiras nos cantos e quinas. As caixas digestoras possuem pequenos apoios para o fundo da caixa não encostar no solo no momento da troca das caixas. Esse detalhe evita sujar o chão no momento da troca e não esmaga as minhocas no momento em que a caixa é colocada no solo.

 

FUNDO INCLINADO

O fundo inclinado das caixa digestora faz com a maioria do líquido escorra em uma das extremidades da caixa, fazendo com que o composto da caixa de baixo não fique tão encharcado no momento da troca das caixas, facilitando sua retirada.

 

CRIADA E PROJETADA PARA SER COMPOSTEIRA

Em resumo, a Composteira Humi foi pensada em todos os detalhes para aumentar a eficiência, facilitar o manuseio, melhorar o bem estar das minhocas e combinar com qualquer ambiente. Além de todos os diferenciais mencionados acima, a Humi foi projetada para possibilitar a fixação de rodízios de silicone na ponta dos pés para facilitar o deslocamento da composteira para a limpeza do ambiente e para facilitar o momento da troca das caixas e retirada do adubo.

 

PRODUZIDA COM MATERIAL 100% RECICLADO

Além do impacto positivo proporcionado ao meio ambiente pela compostagem dos resíduos orgânicos, para preservar mais ainda o meio ambiente, fizemos questão de produzir a Humi com matéria-prima 100% reciclada de caixas longa vida pós consumo. Para cada Humi produzida, reciclamos mais de 1.200 caixas longa vida!

 

MAIS FLEXÍVEL

Esse material faz com que as peças da Humi sejam mais flexíveis que o plástico convencional. O alumínio do material proporciona uma textura com pontos prateados que a deixa mais linda ainda! Também é normal haver variação de tonalidade nas peças, que nada mais são que o registro do material preenchendo o molde.

 

A DIFERENÇA NO VALOR VALE A PENA!

Diante todos os diferenciais da Humi e entendendo que você se relacionará praticamente todos os dias com a sua composteira doméstica, a diferença de preço entre a Humi e as composteiras convencionais é insignificante. Considerando a diferença de preço, a durabilidade e vida útil da Humi (mais de 10 anos), você pagará menos de R$ 0,03 por dia para ter uma experiência cotidiana infinitamente superior!

 

INDICAÇÃO

Composteira para famílias de até 4 pessoas

Para família de 6 pessoas: adquira a Composteira Humi 3 Digestoras 
Para família de 8 pessoas: adquira a Composteira Humi 4 Digestoras

 

CAPACIDADE DE COMPOSTAGEM

Humi com 2 Caixas Digestoras: 2 Kgs/dia de resíduos orgânicos
Humi com 3 Caixas Digestoras: 3 Kgs/dia de resíduos orgânicos
Humi com 4 Caixas Digestoras: 4 Kgs/dia de resíduos orgânicos

 

DIMENSÕES

Comprimento x Largura: 60cm (com) x 42cm (lar)

Alturas:
Humi com 2 Caixas Digestoras (para famílias de até 4 pessoas):
  78cm (alt)
Humi com 3 Caixas Digestoras (para famílias de até 6 pessoas):  103cm (alt)
Humi com 4 Caixas Digestoras (para famílias de até 8 pessoas):  128cm (alt)

COMPRE A COMPOSTEIRA HUMI COM 5% DE DESCONTO

Se você morar em SP Capital compre no site da Loa Terra: a composteira vem com baldinho, ancinho, serragem, rodízios, minhocas e ganha um vaso exclusivo Loa Terra feito com tecido upcycling – com uma mudinha de hortaliça. Nesse caso a entrega é a combinar ou a pessoa retira na Vila da Terra, já conhece o espaço e tira alguma dúvida pontual.

Use o cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto

 

Se você morar em outras partes do Brasil, compre pelo site da Morada da Floresta use o cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto e frete calculado conforme a localidade.

 

SAIBA MAIS SOBRE O TRABALHO DA LOA TERRA

Site: loaterra.com.br

Instagram: @loaterra

 

Eu já tinha uma composteira comum, mas confesso que estou apaixonada por essa nova composteira HUMI, ela é infinitamente melhor! E você, o que achou? Já faz compostagem na sua casa? Já conhecia a composteria Humi? Me conta o que achou nos comentários abaixo!

 

CLUBE DA NÔ

Faça parte do clube da Nô, no youtube. Saiba mais aqui.

 

COLEÇÃO NÔ FIGUEIREDO

Você já viu a coleção Nô Figueiredo? Tem camisetas, almofadas, canecas, cadernos, posters e muito mais! Dá uma olhada aqui.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe e-books de presente!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar e-books de presente!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Kit Joaninho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Composteira Humi

Transforme o resíduo orgânico da sua casa em 2 adubos poderosos para suas plantas!

Use o cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% desconto:

– SP Capital: COMPRAR >

– Outras localidades do Brasil: COMPRAR >

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Como fazer seu próprio húmus de minhoca!

Como fazer seu próprio húmus de minhoca!

Aprenda agora como fazer seu próprio húmus de minhoca de forma simples e prática. Aprenda também qual é a função das minhocas no solo!

Como fazer seu próprio húmus de minhoca

Você sabia que dentro do solo existem vários bichinhos trabalhando?

Pois é, dentro do solo tem vários bichinhos trabalhando. Vou falar agora sobre as minhocas!

 

O que as minhocas fazem?

As minhocas são as “cientistas do solo.” Elas são responsáveis por um monte de coisas que ajudam a tornar a terra boa o suficiente para crescer plantas saudáveis e nos fornecer alimentos.

As minhocas também ajudam a aumentar a quantidade de ar e água que fica no solo. Elas quebram a matéria orgânica, como folhas, aparas de grama, casca de frutas e verduras em nutrientes para as plantas poderem usar. Quando as minhocas comem, elas processam a matéria orgânica num tipo muito valioso de fertilizante. Elas também ajudam a “virar” o solo, trazendo a matéria orgânica de cima e misturando-a com o solo abaixo, ao mesmo tempo que deixam o solo mais aerado.

 

Húmus de minhoca

E a gente pode usar esses superpoderes delas a nosso favor. Quem me segue sabe que sempre recomendo o uso de húmus de minhoca nos substratos. Aqui dou várias receitas de substratos.

Podemos comprar o húmus pronto, mas o legal mesmo é cultivar minhocas e criar o seu próprio húmus de minhoca! Existem algumas formas de fazer isso. A que eu acho mais legal, e que uso em casa, é usando um minhocário.

 

O que é um Minhocário?

O minhocário é composto de 3 caixas de plástico e uma tampa. 2 caixas tem vários furinhos na parte de baixo e 1 delas é toda fechada.

 

você tem medo de minhoca?

Para quem tem medo de minhoca, aviso. Minhoca não é cobra, apesar delas terem alguma semelhança! Minhocas não avançam, não mordem nem correm atrás de ninguém, portanto se você está com medo delas, pode parar de bobagem, tome coragem e encare. As minhocas certamente tem mais medo de você do que você delas.

 

Lá vem história…

Uma vez fiz um jardim em vasos numa varanda de apartamento. Foram várias jardineiras feitas sob medida, que enfeitavam a volta toda da varanda. Ficou lindo! Depois de uns dias a dona me ligou desesperada: Nô, pelo amor de Deus, você precisa vir urgente aqui em casa, apareceu uma cobra na varanda! Uma cobra? É uma cobra! Eu fechei a varanda e não deixo mais minha filhinha de 2 aninhos brincar lá. Bom, fui correndo para lá, super aflita e preocupada… Sabe o que era a cobra? Era uma minhoca!!! Uma minhoquinha linda! Eu falei para ela que era minhoca, que ter minhoca na terra das jardineiras era um ótimo sinal. Era sinal de que a terra que a gente tinha colocado lá era boa, era rica em nutrientes para as plantas e que elas iam crescem lindas e saudáveis!

 

Elas não gostam de luz!

Ah, não se preocupe que elas não fogem do minhocário para passear pela sua casa. Aliás, muitas vezes você nem vê as minhocas. Quando a gente levanta a tampa do minhocário para abastecer, as minhocas que estão na superfície logo se escondem. Elas não gostam de luz, são fotofóbicas, então se escondem rapidinho.

 

minhocário cheira mal?

E minhocário não tem cheiro. O minhocário em equilíbrio não atrai ratos, baratas, formigas nem moscas.

 

O QUE AS MINHOCAS COMEM?

E o que as minhocas comem? Elas comem materias úmidos e secos. Elas adoram restos de vegetais como talos não utilizados, folhas feias, cascas de frutas e legumes, filtro de café com a borra, saquinhos de chá, sobras de alimentos cozidos ou estragados (arroz, feijão, macarrão…), casca de ovo picada, podas de plantas do jardim, flores estragadas, etc. Esses são considerados materiais úmidos.

A camada de resíduo seco composta de folhas secas de árvores e plantas, grama cortada seca, jornal, guardanapos de papel usados, papel toalha, serragem, etc  garantirá que o ar permaneça no sistema evitando mau cheiro. Outra maneira de aumentar o ar no sistema é misturar com o ancinho sempre que possível e quanto mais, melhor.

 

Como é que o minhocário funciona?

As melhores minhocas para fazerem esse trabalho são as minhocas californianas. Uma amiga pegou minhocas comuns de jardim e não deu muito certo. Elas demoram muito tempo para fazer a decomposição do material, apesar de serem ótimas para melhorar a qualidade da terra do jardim.

 

Como foi no começo?

Quando comecei a usar o minhocário, veio um saco de TNT cheio de minhocas e um pouco de jornal picado. Então abri o saco das minhocas e coloquei-as sobre o papel picado e fui colocando todos os restos de verduras, frutas e legumes da cozinha.  As folhas feias, cascas de frutas e legumes, filtro de café com a borra, saquinhos de chá, sobras de alimentos cozidos ou estragados (arroz, feijão, macarrão…), casca de ovo picada, podas de plantas do jardim, flores estragadas, etc.

 

essas não!

Mas atenção, nem todas as frutas podem ser colocadas no minhocário. As frutas cítricas como limão, laranja, tangerina e abacaxi, além de cascas e restos de cebola e alho, não devem ser colocadas por que modificam o pH do minhocário e prejudicam tanto as minhocas quanto a qualidade do composto.

E o que fazer com essas cascas? O que podemos fazer é deixar as cascas de frutas cítricas como limão, laranja e abacaxi secarem por alguns dias antes de irem para o minhocário.

 

FONTE DE NITROGÊNIO

Esses restos de alimentos como cascas e talos de verduras, legumes e frutas, que são uma excelente fonte de nitrogênio.

 

PÓ DE CAFÉ

O pó do café, também conhecido como borra de café, é um excelente complemento nutricional para as minhocas e também inibe o aparecimento de formigas. Basta espalhar a borra por cima dos resíduos antes de colocar o material seco.

 

MELHOR EVITAR

Tem gente que coloca alimentos processados (cozidos ou assados). Em pequenas quantidades até pode, mas eu não gosto de colocar. Esses alimentos foram temperados com sal, condimentos e conservantes químicos, ingredientes que fazem mal às minhocas. Comidas salgadas ou muito ácidas também não fazem bem para as minhocas. Melhor evitar.

 

ESSES ELAS NÃO GOSTAM!

Carnes, gorduras e laticínios também não devem ser colocados no minhocário. Além de apresentarem uma decomposição extremamente lenta, a possibilidade de atrair animais indesejáveis como baratas e ratos é muito grande.

 

MATERIAIS SECOS

Os materiais secos que elas gostam são folhas secas de árvores e plantas, grama cortada seca, guardanapos de papel usados, papel toalha, jornal, serragem, etc. Esse material seco é rico em carbono.

 

O SEGREDO É O EQUILÍBRIO

Então para garantirmos um bom húmus de minhoca, sem cheiro e sem atração de moscas e outros insetos, temos que equilibrar a quantidade de material úmido e seco que colocamos para as minhocas decomporem.

 

E qual é a proporção ideal?

A proporção ideal é 1 parte de material úmido para 2 partes de material seco. E mexer sempre com o ancinho.

Além disso, quanto mais variada for a nossa alimentação, mais variada será a dieta das minhocas e o húmus será melhor, mais rico em nutrientes.

 

1 PARTE DE MATERIAL ÚMIDO PARA 2 PARTES DE MATERIAIS SECOS

Então a gente vai colocando os restos úmidos e secos, mantendo a proporção de 1 parte de material úmido para 2 partes de material seco até encher a caixa. Daí colocamos na parte de cima um pouco de serragem ou palha para manter a umidade na caixa. E então trocamos ela de lugar. Ela estava no topo, agora vai para o meio e a caixa do meio, que estava vazia vai para o topo.

A caixa que está cheia deve ficar no meio, quietinha lá. Deixe as minhocas entrarem em ação e digerirem e decomporem todo o material. Isso demora uns 2 meses. Quando finalmente o húmus de minhoca está pronto para ser usado!

 

E a caixa vazia que foi para cima?

A gente começa a enchê-la como fizemos com a primeira caixa e as minhocas que estavam na caixa cheia, vão aos poucos subindo para a caixa que está sendo enchida, em busca de comida.

 

E O CHORUME?

A 3ª caixa, a que não tem furo embaixo, e que fica na base, vai receber o chorume, que é um líquido que vai escorrer do processo de decomposição do material. Esse é um chorume do bem, é rico em nutrientes e livre de bactérias. Ele pode ser diluído em água e pulverizado nas plantas. É um ótimo adubo e pesticida natural.

 

Demais, né? Assim diminuímos a quantidade de lixo descartado e ainda melhoramos a terra do jardim e dos vasos, fornecendo nutrientes maravilhosos para nossas plantas nos presentearem com flores e frutos!

 

O QUE FAZER SE

Se aparecerem muitas larvas de moscas e outros pequenos bichinhos, é sinal de que o pH do sistema está desregulado e precisa ser balanceado. É importante aumentar a quantidade de material seco e misturar bem com o ancinho, o garfinho que a gente usa para mexer o material no minhocário, ou então salpicar cinzas de 3 em 3 dias por 12 dias.

Pode usar cinza de lareira ou de fogão ou forno a lenha. Se tiver uma pizzaria que use lenha perto da sua casa, pode pedir para eles separarem as cinzas para você. É melhor não usar cinzas de churrasqueira por que tem gordura de carne.

E por que isso aconteceu? Pode ser que alguma mosquinha tenha pousado no material orgânico úmido que estava separado para ir para o minhocário, ou pousou quando abrimos o minhocário, ou então alguns ovinhos haviam sido colocados nas folhas secas e foram parar dentro da caixa.

 

E se você for viajar?

Não se preocupe! As minhocas podem ficar até três meses sem receber comida. Elas diminuem a atividade e ficam dentro do minhocário numa boa até você voltar. Sempre que eu viajo, eu deixo pelo menos uma das duas caixas com um pouco de material equilibrado.

 

Sabia que as minhocas são inteligentes?

Pois é quando tem bastante comida elas se reproduzem mais. E quando tem pouca comida para muita minhoca, elas param de se reproduzir. É um sistema que se autorregula! Demais, né? Por isso, se você encontrar pequenas bolinhas amareladas misturadas ao composto, são os ovos, as futuras minhoquinhas que irão nascer.

 

Importante lembrar de 4 princípios para o bom funcionamento do minhocário:

VIDA – DIVERSIDADE – UMIDADE – AERAÇÃO:

  • VIDA – significa que além das minhocas poderá haver no minhocário pequenos insetos, bolor, fungo, baratinhas de jardim e microorganismos.

Não deve ter formiga, barata de esgoto, rato e mosca.

  • DIVERSIDADE – forneça uma dieta variada às minhocas. Só não coloque cítricos, gorduras e carnes.
  • UMIDADE – minhocas não gostam de ambientes encharcados nem secos demais.
  • AERAÇÃO – adicione sempre 2 partes de material orgânico seco (folhas de jardim, papel…) para 1 parte de material orgânico fresco (restos de cozinha).

 

Você pode começar com caixas pequenas, potes de sorvetes usados… mas verá que terá muito mais material do que cabe nessas caixinhas. Estou pensando seriamente em comprar caixas maiores, por que essas já não estão mais dando conta…

 

ONDE COLOCAR O MINHOCÁRIO?

Pode ser na cozinha, na área de serviço, na garagem… O importante é que seja um local arejado e que não receba sol direto e nem chuva!

 

E aí? O que você já usou um minhocário? Você faz separação do material reciclável na sua casa? Você se preocupa com o lixo? Conta para mim nos comentários abaixo

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 3 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 3 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Minhas samambaias 1 ano depois!

Minhas samambaias 1 ano depois!

Veja agora como estão as minhas samambaias 1 ano depois do transplante. Eu tinha 1 planta grande num vaso de plástico: dividi em 3 vasos diferentes!

Minhas samambaias 1 ano depois!

Lindas demais!

Minhas samambaias 1 ano depois: Meu samambaial!

 

O que você achou das minhas samambaias 1 ano depois do transplante? Estão lindas demais, né? O pessoal da Xaxim de Palmeira tinha razão! A muda que foi plantada no vaso deles se desenvolveu tão bem quanto no xaxim original!!!

 

Veja agora cada vaso separadamente:

Samambaia no vaso da Xaxim de Palmeira 1 ano depois do transplante

 

Samambaia no vaso de xaxim original 1 ano depois do transplante

 

Veja agora as fotos dos vasos recém plantados:

Muda de samambaia em vaso Xaxim de Palmeira

Muda de samambaia em vaso de plástico e no vaso Xaxim de Palmeira

Muda de samambaia em vaso Xaxim

Muda de samambaia em vaso Xaxim original

 

Samambaia no vaso Xaxim de Palmeira

A muda de samambaia que plantei no vaso da Xaxim de Palmeira está super bonita! Enraizada, cheia de folhas e brotinhos! Ela se adaptou super ao vaso da Xaxim de Palmeira! Está feliz da vida nessa casa!

 

Vasos de Xaxim de Palmeira

Xaxim de Palmeira

Os vasos Xaxim de Palmeira são 100% naturais, pois são feitos com fibra de palmeiras e seiva de árvore. Eles funcionam como se fossem substratos estruturados. Uma espécie de casa para as plantas! Permitindo um perfeito enraizamento das plantas e aumentando a durabilidade da floração.

 

Mais água e menos rega!

Quanto maior o vaso da Xaxim de Palmeira, maior será sua parede para que a capacidade de armazenamento da água seja também maior, permitindo maior disponibilidade de água para a planta e menor frequência de rega.

 

Não precisa deixar de molho e nem fazer drenagem!

Tanto o vaso de xaxim original, quanto o de Xaxim de Palmeira não precisam ser deixados de molho de um dia para outro. Podemos plantar direto neles. Aliás, não precisamos nem fazer drenagem nesses vasos, pois as paredes deles respiram e a água se armazena nas paredes, permitindo que a água e os nutrientes se acumulem nas paredes e não apenas no fundo do vaso, além de proporcionar isolação térmica para as raízes das plantas e diminuir a frequência e quantidade de rega. Já o vaso de plástico precisará de drenagem com argila expandida e manta de drenagem.

 

Durabilidade

Os vasos Xaxim de Palmeira duram de 2 a 3 anos, que é o tempo ideal para se manter uma planta num mesmo vaso. Depois desse tempo será necessário transplantar a planta para um outro vaso, com novo substrato. E o vaso antigo de Xaxim de Palmeira irá se biodegradar.

 

Evite

Os vasos da Xaxim de Palmeira não devem ficar no tempo, pois podem acumular muita água nas paredes a acabar por matar a planta por excesso de água nas raízes. E também não devem ficar em contato direto com a terra pois podem apodrecer e iniciar o processo de decomposição muito rápido. É bom colocar um pratinho por baixo do vaso se ele estiver na terra.

 

Gostou dos vasos Xaxim de Palmeira? Quer testar também? Saiba mais e compre os vasos Xaxim de Palmeira.

 

SUBSTRATO PARA SAMAMBAIA DE RIZOMA

1 medida de areia

1 medida de terra

1 medida de humus de minhoca

7 medidas de fibra de coco ou casca de pinus triturada (eu usei o substrato de fibra de palmeira da Xaxim de Palmeira)

1 colher de chá de carvão moído (para moer o carvão, deixe um pedaço de molho em água e depois dê uma martelada nele, que ele esfarela). Esse é o segredinho para deixar as folhas com um verde mais intenso!

Esse substrato é indicado para samambaias de metro, pluma e amazonas, avencas em geral, rendas portuguesa e francesa, chifre-de-veado (platycerum), asplênio e até bromélias.

Se você tiver samambaia saia baiana, paulistinha, compacta, cabelinho de anjo e mini samambaia, a sua samambaia é de raiz. Veja aqui como fazer o substrato ideal para ela.

DICAS DE CULTIVO

  • Samambaia gosta de meia-sombra, luz filtrada. Não gosta de sol direto nela.
  • Gosta de bastante água. Sabe aquela água de sobra da lavagem do arroz? Use-a para regar suas samambaias! Elas adoram!
  • Nos dias quentes borrife águas na folhas, sempre no final do dia.
  • Samambaia não gosta de vento

 

Saiba mais sobre cultivo de samambaias.

 

INGREDIENTE SECRETO DE CULTIVO

E o lembre-se do ingrediente secreto de cultivo: AAC = atenção + amor + carinho!

 

E aí? Você já cultivou samambaia? Já replantou? Qual foi a sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

7 Substratos TOP para bombar suas plantas!

7 Substratos TOP para bombar suas plantas!

Veja agora como fazer 7 substratos TOP para bombar suas plantas! Tem receita de substrato para plantas em geral, cactos e suculentas, azaléias, rosas, etc.

7 substratos TOP para bombar suas plantas!

Você tem dificuldade de fazer substrato para suas plantas? Veja agora como fazer substratos para a maioria das plantas!

 

Substrato simples

Esse substrato é indicado para: begônia, violeta, lírio-da-paz, antúrio, árvore-da-felicidade, aglaonema, jibóia, filodendros, ciclamem, zamioculcas, peperômias, ervas e temperos:

1 medida de humus de minhoca

1 medida de terra

1 medidas de areia de construção (nunca use areia de praia por que tem muito sal e pode matar a planta)

Se você quiser que reter água no solo e não regar tanto ou se morar em local muito quente, acrescente 2 medidas de vermiculita

Veja aqui como fazer.

 

Substrato para Cactáceas e Suculentas

Esse substrato é indicado para cactos e suculentas em geral. Use também para ripsalis, flor-de-outubro, flor-de-maio, dedo-de-moça, que são suculentas:

2 medidas de areia de construção (nunca use areia de praia por que tem muito sal e pode matar a planta)

1 medidas de terra

1 medida de humus de minhoca

Veja aqui como fazer

 

SUBSTRATO PARA SAMAMABAIA DE RAÍZ

Esse substrato é indicado para saia baiana, paulistinha, compacta, cabelinho de anjo ou mini samambaia ou samambaia havaiana:

1 medida de areia de construção (nunca use areia de praia por que tem muito sal e pode matar a planta)

2 medidas de terra

7 medidas de humus de minhoca

1 colher de chá de carvão moído

Veja aqui como fazer

 

SUBSTRATO PARA SAMAMBAIA DE RIZOMA

Esse substrato é indicado para rendas portuguesa e francesa, samambaia de metro, avencas, pluma, platicerum (chifres-de-veado), asplênio, samambaia amazonas e bromélias:

1 medida de areia de construção (nunca use areia de praia por que tem muito sal e pode matar a planta)

1 medida de terra

1 medida de humus de minhoca

7 medidas de fibra de coco, casca de pinus triturada ou fibra de palmeira

1 colher de chá de carvão moído

Veja aqui como fazer

 

SUBSTRATO PARA AZALÉIA E PALMEIRAS

3 medidas de areia de construção (nunca use areia de praia por que tem muito sal e pode matar a planta)

4 medidas de terra

3 medidas de humus de minhoca

 

SUBSTRATO PARA ROSEIRAS

2 medidas de areia de construção (nunca use areia de praia por que tem muito sal e pode matar a planta)

4 medidas de terra

4 medidas de humus de minhoca

 

SUBSTRATO PARA ORQUÍDEAS

Fibra de coco,  casca de pinus triturada, casca de macadâmia, fibra de palmeira…

Veja mais sobre substratos para orquídeas

 

Como montar um vaso

Na hora de montar o vaso, certifique-se que o vaso tenha um furo na parte de baixo para escoar a água da rega.

Sobre o furo coloque um pedacinho de manta de drenagem, uma espécie de feltro feita de garrafa pet reciclada, 1 camada de argila expandida ou caco de telha/vaso de barro ou isopor picado (não use isopor de carnes!), um pedaço grande de manta de drenagem que cubra todo o fundo do vaso e suba um pouquinho pelas laterais. A manta serve para segurar a terra e as raízes dentro do vaso.

Se não tiver a manta de drenagem, pode utilizar areia de construção.

Depois coloque um pouco do substrato indicado, retire a sua planta do vaso original com cuidado para não danificar o torrão, centralize ela no vaso novo e complete com o substrato.

Regue abundantemente e coloque na luminosidade indicada para a sua planta.

 

E aí? O que você achou? Que substratos você usa nas suas plantas? Conta para mim nos comentários abaixo do vídeo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Como replantar samambaia! Aprenda agora!

Como replantar samambaia! Aprenda agora!

Como replantar samambaia. Aprenda agora como fazer mudas e replantar samambaia usando 3 tipos de vasos: vaso de xaxim, xaxim de palmeira e de plástico.

Como replantar samambaia!

Se a sua samambaia está no mesmo vaso há muito tempo e já ocupou o vaso todo, está na hora de transplantá-la para um novo vaso e aproveitar para fazer mudas!

 

O XAXIM

O melhor vaso para cultivo de samambaia eram os vasos de xaxim. Você já ouviu falar do xaxim? O xaxim era extraído do tronco de uma planta da família das samambaias, chamada Dicksonia sellowiana, que é um arbusto semi-lenhoso, de tronco ereto, fibroso, espesso e nativo das matas do Brasil.

 

Cultivo

O xaxim é cultivado em meia-sombra ou na sombra, em terra fértil e sempre úmida. É muito resistente ao frio. Ela lembra uma palmeira, mas é uma samambaia! É uma das nossas maiores samambaias, tanto que também é conhecida por samambaiaçu, que quer dizer samambaia muito grande (o sufixo açu vem do tupi wa’su).

 

Dificuldade

O xaxim tem o crescimento muito lento. Ele cresce de 5 a 8cm por ano. Então são necessários uns 50 anos para se obter um vaso de 40 a 50cm de diâmetro!

 

Extinção

Essa planta é nativa da nossa Mata Atlântica, mas foi tão explorada que entrou em extinção e agora tanto o seu corte como sua exploração estão proibidas pelo IBAMA. Saiba mais aqui.

 

Imitação barata

Depois apareceram uns vasos que tentavam imitar o xaxim, feitos de fibra de coco, mas não foram bem sucedidos.

 

Solução: Xaxim de Palmeira

Agora finalmente depois de muito estudo para entender por que o xaxim era tão bom para as plantas, apareceu o Xaxim de Palmeira!

 

Xaxim de Palmeira

Os vasos Xaxim de Palmeira são 100% naturais, pois são feitos com fibra de palmeiras e seiva de árvore. Eles funcionam como se fossem substratos estruturados. Uma espécie de casa para as plantas! Permitindo um perfeito enraizamento das plantas e aumentando a durabilidade da floração.

Quanto maior o vaso, maior será sua parede para que a capacidade de armazenamento da água seja também maior, permitindo maior disponibilidade de água para a planta e menor frequência de rega.

 

VAMOS TESTAR!

Bom, fui procurada pelo pessoal da Xaxim de Palmeira que me propôs uma parceria para testar os vasos e mostrar em vídeos como as plantas se desenvolvem nesses vasos. Eles me mandaram uma caixa com vasos e substratos e eu fiz uma live no Instagram outro dia, clique aqui para assistir.

Então eu peguei a minha samambaia, que estava enorme e pedindo para ser transplantada, e fiz 3 mudas e plantei cada uma num vaso diferente. 1 muda num vaso de xaxim que eu achei perdido no jardim da casa dos meus sogros, 1 no vaso Xaxim de Palmeira e 1 num vaso de plástico e daqui há 1 ano, em maio do ano que vem, farei um outro vídeo mostrando como as plantas se desenvolveram em cada vaso.

 

A VERDADE!

Combinei com o pessoal dos vasos Xaxim de Palmeira, que vou mostrar a verdade. Não vou maquiar a verdade, se a muda que estiver no vaso deles não tiver se desenvolvido bem. Eles toparam e estão 100% seguros de que ela irá se desenvolver tão bem quanto a que será plantada no xaxim. Vamos aguardar e observar!

Bom, chega de falar e vamos agir!

 

O SUBSTRATO PARA SAMAMBAIA DE RIZOMA

Primeiro a gente prepara o substrato:

1 medida de areia

1 medida de terra

1 medida de humus de minhoca

7 medidas de fibra de coco ou casca de pinus triturada (eu usei o substrato de fibra de palmeira da Xaxim de Palmeira)

1 colher de chá de carvão moído (para moer o carvão, deixe um pedaço de molho em água e depois dê uma martelada nele, que ele esfarela). Esse é o segredinho para deixar as folhas com um verde mais intenso!

Esse substrato é indicado para samambaias de metro, pluma e amazonas, avencas em geral, rendas portuguesa e francesa, chifre-de-veado (platycerum), asplênio e até bromélias.

Se você tiver samambaia saia baiana, paulistinha, compacta, cabelinho de anjo e mini samambaia, a sua samambaia é de raiz. Veja aqui como fazer o substrato ideal para ela.

 

DRENAGEM

Tanto o vaso de xaxim original, quanto o de xaxim de palmeira não precisam ser deixados de molho de um dia para outro. Podemos plantar direto neles. Aliás, não precisamos nem fazer drenagem nesses vasos, pois as paredes deles respiram e a água se armazena nas paredes, permitindo que a água e os nutrientes se acumulem nas paredes e não apenas no fundo do vaso, além de proporcionar isolação térmica para as raízes das plantas e diminuir a frequência e quantidade de rega.

Já o vaso de plástico precisará de drenagem com argila expandida e manta de drenagem.

 

REPLANTIO

Agora eu pego a minha planta, tiro ela do vaso, separo as mudas usando uma tesoura limpa e afiada, podo as folhas e galhos secos e planto cada uma num vaso.

Podemos transplantar samambaias em qualquer época do ano, com exceção do inverno.

Depois do plantio, regue abundantemente e deixe os vasos em local que receba bastante luz, mas não sol direto.

 

VASOS XAXIM DE PALMEIRA

Os vasos Xaxim de Palmeira duram de 2 a 3 anos, que é o tempo ideal para se manter uma planta num mesmo vaso. Depois desse tempo será necessário transplantar a planta para um outro vaso, com novo substrato. E o vaso antigo de Xaxim de Palmeira irá se biodegradar.

Eles não devem ficar no tempo, pois podem acumular muita água nas paredes a acabar por matar a planta por excesso de água nas raízes.

Os vasos Xaxim de Palmeira também não devem ficar em contato direto com a terra pois podem apodrecer e iniciar o processo de decomposição muito rápido. É bom colocar um pratinho por baixo do vaso se ele estiver na terra.

Gostou dos vasos Xaxim de Palmeira? Quer testar também? Saiba mais e compre os vasos Xaxim de Palmeira.

 

Muda de samambaia em vaso Xaxim de Palmeira

Muda de samambaia em vaso Xaxim de Palmeira e vaso de plástico

 

Muda de samambaia em vaso Xaxim

 

DICAS DE CULTIVO

  • Samambaias gostam de bastante luminosidade, mas não sol direto e nem escuridão. No sol elas queimam e se estiverem num local pouco iluminado, elas perdem o vigor e ficam mirradas.

 

  • Elas não gostam de ventos. Ventos fortes e correntes de ar fazem com que suas folhas, que são chamadas de frondes, se choquem e as gemas se quebrem, atrapalhando o crescimento da planta. O ideal é que o local onde ela esteja receba apenas uma leve brisa.

 

  • Samambaias não gostam de ficar mudando de lugar. Aliás, nenhuma planta gosta. Plantas são serem estáticos. Cada vez que mudamos uma planta de lugar, ela demora um tempo para se adaptar ao novo local e se isso for feito com constância, a planta pode acabar sofrendo stress e até morrer.

 

  • Samambaias gostam de regas constantes e abundantes, mas não a ponto de deixar o solo encharcado. Em dias muito quentes, borrife as folhas. Elas adoram!

 

  • Guarde a água da lavagem do arroz para regar as suas samambaias. Elas ficarão mais viçosas e com um verde lindo!

 

Saiba mais sobre cultivo de samambaias.

 

INGREDIENTE SECRETO DE CULTIVO

E o lembre-se do ingrediente secreto de cultivo: AAC = atenção + amor + carinho!

 

E aí? Você já cultivou samambaia? Já replantou? Qual foi a sua experiência com ela? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que nem sempre aparecem aqui! 😉

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Dúvidas sobre adubação? Saiba o que é e para que serve!

Dúvidas sobre adubação? Saiba o que é e para que serve!

Dúvidas sobre adubação? Aprenda agora o que é, para que serve, como adubar corretamente e ainda tem dicas de receitas de adubos orgânicos para plantas!

Dúvidas sobre adubação? Saiba o que é e para que serve!

Vira e mexe recebo perguntas relacionadas com adubação. Como adubar, quantas vezes, que adubo usar, etc.

 

Então resolvi fazer um post e um vídeo explicando esse tema. Como nós, as plantas precisam de água, luz e alimento. O alimento das plantas é composto pelos minerais, que são adquiridos na terra preparada e adubada.

 

Quando a planta está na natureza, ela faz parte de um ecossistema e naturalmente ela obtem todos os nutrientes que ela precisa para sobreviver.

 

Quando cultivamos no jardim e principalmente quando cultivamos em vasos, depois de um tempo, os nutrientes da terra daquele vaso acabam e então é necessário repor através da adubação.

 

Uma planta bem alimentada é uma planta sadia, forte e bonita, com muito menos chance de sofrer o ataque de pragas e doenças.

 

 Adubo orgânico ou inorgânicos, qual é a diferença?

 

Bom, o orgânico ou natural é composto de matéria de origem vegetal ou animal. São substâncias que precisam ser decompostas pelas bactérias do solo para então serem assimiladas pelas plantas. A atuação do adubo orgânico é mais lenta, mas é muito mais duradoura. Além disso a adubação orgânica ajuda a melhorar a textura da terra deixando-a mais porosa e beneficiando a oxigenação das raízes.

 

Já os adubos  inorgânicos são obtidos a partir da extração mineral ou de derivados do petróleo. Sua atuação é imediata. Assim que são aplicados já podem ser absorvidos pela planta, não precisam ser decompostos pelas bactérias do solo. Mas, em contrapartida, muitos nutrientes são desperdiçados, pois muitas vezes a planta não consegue absorver tudo de uma vez e a sobra é perdida com o tempo e carregada pela a água. Esse adubo não penetra no solo. Não melhora a qualidade do solo.

 

Quais são os nutrientes que a planta precisa e para que servem?

 

Os nutrientes que a planta precisa são divididos em 2 grupos. Os que elas precisam em maior quantidade são chamados de macronutrientes: e são o nitrogênio (N), o fósforo (P) e o potássio (K), é por isso os adubos inorgânicos ou sintéticos são chamados de NPK.

 

OS MACRONUTRIENTES: NPK

NITROGÊNIO (N)

nitrogênio é muito importante para o crescimento e desenvolvimento das raízes, caules e folhas. A maior parte do nitrogênio a planta absorve no começo da vida e ele fica armazenado em seus tecidos de crescimento. Quando ele está em maior quantidade na fórmula ele é recomendado para estimular a brotação e o enfolhamento. É ótimo para folhagens em geral e para gramados. Sua falta na fase inicial da planta retarda o crescimento e consequentemente a produção. Geralmente a sua falta deixa a folha com a cor verde pálida ou verde amarelada e o excesso produz folhagem abundante de coloração verde-escura.

 

FÓSFORO (P)

fósforo é muito importante na formação da clorofila e ainda aumenta o desenvolvimento radicular proporcionando à planta maior capacidade de absorver os elementos férteis do solo. O fósforo também age diretamente na qualidade dos frutos e maturação das sementes. Se você quer estimular o surgimento de raízes (após um transplante por exemplo), o aumento das floradas, das frutificação e produção de sementes, você deve reforçar adubos onde o fósforo sobressai. Em regiões onde ocorrem geadas ele é muito importante para aumentar a resistência das plantas ao frio e ele ainda ajuda a apressar a maturação dos frutos. A deficiência desse elemento pode ser percebida pela coloração arroxeada das folhas.

 

POTÁSSIO (K)

O potássio contribui na formação de tubérculos, rizomas, fortalece os tecidos vegetais e ainda aumenta a resistência contra a seca. Sem ele a planta não se desenvolve e fica atrofiada e mais sujeita ao ataque de pragas e doenças.

 

ADUBOS INORGÂNCOS

As fórmulas mais comuns existentes à venda são:

NPK 4-14-8 (4 partes de nitrogênio, 14 partes de fósforo e 8 partes de potássio) para espécies que produzem flores e frutos. Ex. hibisco, azaléias, violetas, cítricos como a laranjeira, legumes, etc. Além disso, segundo a maioria dos fabricantes, esta formulação é ideal para ser aplicada no momento do plantio dos vegetais, no preparo do solo, pois o alto teor de fósforo proporciona uma melhor formação e desenvolvimento das raízes e estrutura das plantas.

 

NPK 10-10-10 (partes iguais dos 3 elementos) é mais indicado para espécies que não florescem e não produzem frutos, como as samambaias. Segundo os fabricantes, esta formulação também é ideal para ser aplicada em plantas já formadas, na forma de cobertura. Neste caso, pode ser usada em flores, folhagens, hortaliças e frutíferas.

 

NPK 15-15-20 (15 partes de nitrogênio, 15 partes de fósforo e 20 partes de potássio), rica em potássio, esta formulação é considerada bem prática, pois pode ser usada também no cultivo hidropônico, sendo indicada especialmente para hortas.

 

Também existem no mercado as fórmulas preparadas especialmente para determinadas espécies de plantas ornamentais. É o caso das violetas, orquídeas, rosas e samambaias. Neste caso, os fabricantes elaboram uma fórmula adequada às necessidades nutricionais de cada espécie.

 

Uma outra formulação especial já encontrada no mercado é o NPK granulado para gramados, que pode ser aplicado de uma forma bem rápida e prática, simplesmente espalhado sobre o gramado.

 

O segundo grupo de nutrientes que as plantas precisam são chamados de micronutrientes.

 

MICRONUTRIENTES: Quais são e para que servem?

E os micronutrientes são: cálcio, magnésio, enxofre, boro, molibdênio, manganês, ferro, cobre e zinco. Servem para complementar a alimentação das plantas, mas em menor quantidade que os macronutrientes.

 

E como fazer para conseguir todos esses nutrientes?

Um boa forma de se obter esses nutrientes é através de compostagem. Pode-se utilizar até composteiras prontas também conhecidas por MINHOCÁRIOS.

 

ADUBOS ORGÂNICOS OU NATURAIS

HUMUS DE MINHOCA

Húmus de minhoca você pode fazer em uma composteira ou então comprar pronto. O húmus de minhoca é maravilhoso! Ele melhora a porosidade do solo, aumenta os teores de nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio e manganês do solo, melhora o pH e aumenta o número de microorganismos no solo!

 

FARINHA DE OSSO

farinha de ossos é proveniente da moagem de ossos. Contém fósforo e cálcio.

 

TORTA DE ALGODÃO

torta de algodão ou de mamona são ricas em nitrogênio e matéria orgânica.

Atenção: a torta de mamona é tóxica para bichos e crianças. Evite misturá-la à farinha de osso, porque os cachorros são atraídos pelo cheiro e podem ser intoxicados.

 

CASCA DE OVO

Aproveite também para guardar as cascas dos ovos que consumir. Lave-as para retirar aquela pelinha que fica por dentro e deixe secar por uns dias ou coloque no forno baixo por uns 30 minutos para secar e depois bata no liquidificador. Elas possuem cálcio!

Veja no vídeo como fazer.

 

BORRA DE CAFÉ

O pó do café, sem açúcar, claro, também é um ótimo adubo.Saiba mais aqui.

 

 

ADUBAÇÃO PARA ESTIMULAR A FLORAÇÃO:

3 colheres de farinha de osso

1 colher de torta de algodão

8 colheres de humus de minhoca

Coloque uma colher da mistura na superfície do vaso e depois regue. Ideal é aplicar no final do dia.

Veja no vídeo como fazer.

 

Depois que acabou a floração e para folhagens em geral, uso:

ADUBAÇÃO PÓS FLORAÇÃO E PARA FOLHAGENS EM GERAL

3 colheres de torta de algodão

1 colher de farinha de osso

8 colheres de humus de minhoca

Coloque uma colher da mistura na superfície do vaso e depois regue. Ideal é aplicar no final do dia.

Veja no vídeo como fazer.

 

FREQUÊNCIA DE ADUBAÇÃO

A freqüência de adubação varia de acordo com a espécie cultivada. Algumas precisam mais outras menos, mas, de forma geral, a adubação pode ser feita a cada dois ou 3 meses. A cada 3 meses, ou no começo da primavera, do verão e do outono eu faço uma adubação especial como as que ensinei acima.

A horta e os temperos devem ser adubados todo mês com húmus de minhoca, pó de café e farinha de casca de ovo. As plantas em geral também podem receber essa adubação mensal.

Se for utilizar adubos inorgânicos, siga rigorosamente as indicações do fabricante com relação à dosagem e forma de aplicação que constam na embalagem do produto.

 

E se eu adubar demais, o que acontece?

Os Sintomas de excesso de adubação são:

Crescimento exagerado das hastes, que ficam espichadas demais.

Na superfície do vaso pode se formar um limo esverdeado ou uma cobertura branca, e quando as folhas tocam esse local murcham, apodrecem e caem.

Também é possível que as pontas das folhas fiquem amarronzadas.

Assim que você notar o aparecimento desses sintomas, suspenda a adubação.

 Atenção: o excesso de adubação inorgânica pode matar a planta.

 

E se aparecerem pragas e doenças, o que faço?

Veja o vídeo onde ensino inseticidas caseiros para combate-las.

 

segredo do cultivo

AAC: Atenção, amor e carinho!

Toda planta adora receber atenção, amor e carinho. Aliás, quem não gosta?

 

LUZ VERDE

E para terminar você pode imaginar que a sua planta está sendo envolvida numa linda luz verde, a luz verde é a luz da cura. E visualize a sua planta linda, saudável e feliz!

 

E ai? Como você aduba suas plantas? O que você usa para adubá-las? Conta para mim nos comentários abaixo.

Você encontra diversos tipos de ADUBOS ORGÂNICOS E INORGÂNICOS na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais