Nô Na Mídia

Aqui eu compartilho as minhas participações na mídia. Minha estréia foi em 2008 num programa matutino da TV Gazeta e desde então não parei mais. Já participei também de programas na Rede Globo, no SBT, Rede TV e até no canal Rural e dei várias entrevistas para revistas e sites e desde 2015 sou colunista da revista Bons Fluidos.

Cultivo de Ervas e Temperos Orgânicos – TV Aparecida

Cultivo de Ervas e Temperos Orgânicos – TV Aparecida

Veja as dicas de cultivo de ervas e temperos orgânicos nessa minha participação no programa Manhã Leve com a querida Maria Cândida na TV Aparecida:

CULTIVO DE ERVAS E TEMPEROS ORGÂNICOS

VEJA AS FOTOS DOS BASTIDORES DO PROGRAMA:

 

CULTIVO EM JARDINEIRAS

Você pode cultivar as ervas e temperos orgânicos em vasos, jardineiras ou no jardim. Se for cultivar em jardineiras, observe algumas sugestões de plantas que ficam bem juntas:

Alecrim e tomilho

Tomilho e sálvia

Orégano e tomilho

Manjerona e tomilho limão

Nirá com alecrim

 

Essas plantas devem ser sempre plantadas sozinhas e não se deve misturar tipos diferentes da mesma planta:

Hortelã

Poejo

Pimenta

 

Saiba mais sobre as ervas que mostrei na TV:

ALECRIM – Rosmarinum officinalis

ALFAZEMA OU LAVANDA – Lavandula officinalis

CAPUCHINHA – Tropaeolum majus 

HORTELÃ – Mentha piperita l

MANJERICÃO/BASIL – Ocimum basilicum l.

 

MORANGO SILVESTRE – Fragaria vesca

Planta originária da Europa e América. Planta herbácea perene, rasteira, selvagem, de altura de 5-40 cm de altura.

Modo de Cultivo: 

Luminosidade: sol pleno ou em estufas

Solo: fértil, leve, bem drenado, rico em matéria orgânica

Rega: regue regularmente irrigado regularmente

Clima: Aprecia o clima ameno, frutificando por períodos mais longos durante o outono e o inverno

Fruto: pseudofruto, o morango, apresenta um tamanho reduzido dos encontrados comercialmente

Flores: são simples, hermafroditas e geralmente brancas, mas podendo ser rosadas

Multiplica-se: por divisão dos estolões enraizados e é habitual a propagação por sementes em hortas domésticas.

Pode ser cultivado em vasos e jardineiras de parede.

Indicação: frutos muito usados na culinária

 

ORÉGANO – Origanum vulgare

Planta nativa da Europa. Planta herbácea e perene que pode atingir até 80cm de altura.

Modo de cultivo:

Clima: ameno

Luminosidade: pleno sol.

Solo: leve e bem drenado

Multiplicação: por sementes, estaquias e divisão de touceiras

Indicação: distúrbios estomacais, como má digestão, flatulência, problemas menstruais, reumatismo e cólicas.

Modo de usar: Folhas e flores secas, por infusão (chá) é tônico para aparelho digestivo, dos nervos e da circulação. É estimulante e levemente laxativo.

Culinária: Ótimo em pratos italianos, com molhos de tomate e pizzas.

 

PIMPINELA – Sanguisorba minor

Ë uma erva aromática e perene mais parecida com uma hortaliça, pois seu sabor assemelha-se com o de um pepino. Ela é originária de Portugal, onde se apresenta abundantemente.

Modo de cultivo:

Luminosidade: sol pleno a levemente sombreados

Solo: adubado, de preferência humoso

Onde cultivar: ideal é cultiva-la em canteiros, porém jardineiras e floreiras fazem bem a função.

Poda: constante, a cada 20 dias, faz com que a planta desenvolva-se melhor.

Culinária: use as folhas frescas em saladas e outros pratos frios, o cozimento tira seu sabor e encanto.

 

SALSA – Petroselinum sativum

Nativa da Europa e oeste da Ásia. Era de ciclo anual que atinge até 45cm de altura.

Modo de cultivo:

Clima: ameno e não resiste a geadas

Luminosidade: Sol pleno

Solo: rico e bem drenado

Multiplicação: por sementes

Indicação: chá como infusão para cistite, nefrite, inflamação da uretra, icterícia, menstruação difícil, cólicas, hemorragia uterina.

Gestantes e lactantes devem evitar

 

SALVIA – Salvia officinalis

Erva nativa da Europa meridional. Subarbusto perene que atinge até 70cm de altura

Modo de cultivo:

Clima: clima temperado e é sensível a ventos frios

Luminosidade: meia sombra e pleno sol

Solo: fértil, rico em matéria orgânica e bem drenado

Multiplicação: por sementes ou estaquias ramos jovens

Indicação: afecções da boca, garganta e amígdalas, mau hálito, aftas, dor de picadas de insetos, feridas, úlceras, resfriados, tosse, bronquite e contusões.

Folhas e flores, chá por infusão: desinfetante da boca, garganta e feridas, esgotamento nervoso, problemas da menopausa, depressão, vômito, diabetes, afecções do estômago.

 

TOMILHO – Thymus vulgaris

Nativo da Europa. Planta semi arbustiva, ciclo perene, que até 50cm de altura

Modo de cultivo:

Clima: temperado e subtropical

Luminosidade: sol pleno

Solo: Não é exigente com relação ao solo

Multiplicação: por sementes e estaquia dos ramos jovens

Indicação: efeito expectorante, combate a tosse, bronquite crônica, catarro nas vias respiratórias, infecções gerais, inflamações boca e garganta. Ajuda a eliminar gases intestinais. É cicatrizante ajudando nas picadas de insetos, feridas e queimaduras.

Sementes, folhas e flores, chá de infusão para reumatismo, excitante das funções circulatórias e cerebrais, antiespasmódicos, diurético, sudorífero, desinfetante e antitérmico.

 

TOMILHO LIMÃO Thymus x citriodorus

Erva originária do Mediterrâneo. Surgiu do cruzamento de duas variedades de tomilho: Thymus pulegioides Thymus vulgaris. Possui característica igual ao tomilho comum (Thymus vulgaris), porém com folhas mais escuras, menores e de aroma de limão.

Modo de cultivo: 

Clima: tropical

Luminosidade: sol pleno

Solo: pouco exigente que sobrevive praticamente em qualquer tipo de solo, sem necessitar de muitos cuidados.

Multiplicação: por sementes, divisão de touceiras ou estacas.

Indicação: Possui propriedades medicinais iguais ao do tomilho-comum, ou seja, é um bom tônico digestivo, sendo eficiente como regulador do intestino, além de ser um excelente anti-séptico do aparelho respiratório sendo usado nos tratamentos de renites, bronquites e tosses. Seu óleo essencial, o timol, é anti-séptico e fungicida.

Culinária: como condimento, sendo que seu aroma de limão realça saladas de frutas e molhos de peixes. Como seus talos são duros é aconselhável tirá-los e usar somente as folhas se a intenção for colocar direto no prato. Não fica muito saboroso quando utilizado seco.

Partes usadas: folhas, flores e sementes.

 

Você encontra essas ervas e temperos e muitas outras na Sabor de Fazenda:

http://www.sabordefazenda.com.br/

Loja: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo, SP

Tel: +55 (11) 2631-4915

Segunda: das 13h as 17h
Terça a sábado: das 8h as 17h

Instagram: @sabordefazenda

Facebook: SabordeFazendaErvaseTemperos

 

E ai? Você já cultivou ervas e temperos na sua casa? Já usou medicinalmente? Já cozinhou com elas? Qual foi sua experiência com elas? Conta para mim nos comentários aqui embaixo.

Compre VASOS AUTOIRRIGÁVEIS PARA A HORTA na Loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Cuidados com Plantas Venenosas – TV Gazeta

Cuidados com Plantas Venenosas – TV Gazeta

Aprenda sobre os cuidados com as plantas venenosas com as dicas que dei no programa Revista da Cidade da TV Gazeta dia 27 de junho de 2017.

Aprenda quais são as plantas mais perigosas e o que fazer para evitar acidentes.

PLANTAS VENENOSAS

O que fazer se tiver alguma planta venenosa em casa:

  • Coloque a planta num local mais alto, dificultando o acesso de crianças e animais de estimação.

 

  • Ensine às crianças que não se deve colocar plantas na boca, nem brincar com a seiva delas.

 

  • Ensine às crianças a não comerem plantas desconhecidas.

 

  • Quando estiver podando ou cuidando de plantas venenosas, use luvas ou lave bem as mãos depois.

 

  • Não faça remédios ou chás caseiros com plantas sem orientação médica.

 

No caso de acidentes com plantas venenosas:

  • Retire da boca cuidadosamente o que resta da planta e leve para identificação

 

  • Lave bem a boca com água corrente

 

  • Ligue para o centro de controle de intoxicação 0800 722 6001 ou procure no site do Sinitox, Sistema Nacional de Informações Tóxico-farmacológicas, mais informações sobre plantas venenosas e outros produtos tóxicos e mais telefones para contato.

 

Veja algumas fotos dos bastidores da gravação:

 

 

Saiba mais sobre plantas venenosas.

 

Nada melhor do que o conhecimento para previnir acidentes, não é mesmo?

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Cultivo de Plantas no Inverno! Live – Bons Fluidos

Cultivo de Plantas no Inverno! Live – Bons Fluidos

Cultivo de plantas no inverno. Veja as dicas nesse LIVE da revista Bons Fluidos:

CULTIVO DE PLANTAS NO INVERNO

 

INVERNO

Nessa época de frio, a maioria das plantas entra em dormência (repouso vegetal) e interrompe seu crescimento e desenvolvimento, não frutifica, nem floresce.

 

PODA

A poda serve para controlar o crescimento das plantas. Essa técnica é utilizada para manter o gramado com uma determinada altura, direcionar o crescimento de trepadeiras, dar forma e fazer cercas vivas em arbustos, compatibilizar a planta à área e aumentar a produção das árvores.

Aproveite para fazer podas de limpeza e manutenção, eliminando galhos secos, doentes e mal formados das plantas que estiverem em dormência, ou seja, as que não estiverem florindo ou frutificando.

Pode cercas vivas, como ligustro e hibisco para encorajar o florescimento na primavera e no verão.

Espere o final do mês de junho para podar roseiras.

Se puder, pode na lua minguante.

 

COMO A LUA INFLUENCIA AS PLANTAS?

Os povos antigos regiam suas atividades de acordo com as fases da lua e hoje em dia está acontecendo um resgate desses conhecimentos ancestrais que leva em consideração as fases da lua, pois é sabido que os líquidos da terra sofrem influência da lua, tanto as marés, como o ciclo menstrual feminino e a seiva das plantas.

Cada ciclo lunar, que dura 7 dias, altera o fluxo da seiva nas plantas:

LUA CRESCENTE: a seiva vegetal começa a subir e se concentra no caule e galhos, favorecendo o crescimento das plantas. Se o gramado for aparado nesta fase, crescerá mais.

É um ótimo período para plantio de cereais, frutas e flores e colheitas de verduras. E também para fazer transplantes, enxertos e fertilizações químicas.

 

LUA MINGUANTE: a seiva das plantas é atraída para a parte de baixo, favorecendo o crescimento das raízes. O gramado aparado nesta fase crescerá mais lentamente. É ideal para plantar espécies que crescem de baixo da terra, como a batata e cenoura.

Ótimo período para fazer fertilizações orgânicas, podas e cortes de bambu e madeiras para construção.

 

LUA CHEIA: a seiva é atraída cima e se concentra na copa, galhos, frutos e flores.

É o momento perfeito para colher frutos pois eles estarão mais suculentos.

É também um ótimo período para a colheita de ervas medicinal, se a parte curativa da planta for caule, folhas, frutos e flores e para o plantio de espécies em geral, por meio de sementes.


LUA NOVA: é desaconselhado o plantio de mudas ou sementes, pois a seiva atinge seu pico máximo de retrocesso.

É o período ideal para colher plantas medicinais cujas partes curativas forem raiz, rizomas e tubérculos (parte subterrânea da planta).

Na lua nova as plantas ficam mais suscetíveis ao ataque de pragas e doenças.

 

ORQUÍDEAS:

Certifique-se que elas fiquem abrigadas do frio intenso e não faça replantios nessa época.

 

TRANSPLANTES:

Ótimo momento para transplantar as plantas que estiverem em vasos pequenos.

 

REGA:

Diminua a frequência e quantidade de rega nos meses do inverno, espere a terra secar entre uma rega e outra.

Se gear, regue as plantas afetadas antes do sol atingí-las para que o gelo derreta e não queime as folhas.

Regue de preferência pela manhã até no máximo às 10h ou depois das 16h.

 

COBERTURA DA GRAMA:

Pode a grama e depois faça uma cobertura usando 40% de terra, 30% de areia e 30% de adubo orgânico (como humus de minhoca, por exemplo).

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Aprenda a Fazer uma Horta Caseira – TV Aparecida

Aprenda a Fazer uma Horta Caseira – TV Aparecida

Aprenda a fazer uma horta caseira com as dicas que dei no programa Manhã Leve da TV Aparecida dia 20 de abril de 2017.

Mesmo que você more num apartamento e não tenha espaço nem luminosidade para cultivar uma horta, ainda assim você pode produzir o seu alimento!

No vídeo eu ensino a fazer um vaso autoirrigável reutilizando uma garrafa PET, ensino também como plantar sementes e como reutilizar cebolas e batatas para que elas se multipliquem!

APRENDA A FAZER UMA HORTA CASEIRA

DICAS GERAIS:

ILUMINAÇÃO:

Mínimo 4 horas de sol por dia. Não precisa ser 4 horas direto, pode ser 2 pela manhã e 2 à tarde.

REGA:

Diária

VENTOS:

Não gostam muito de vento.

SUBSTRATO/ADUBAÇÃO:

Gostam substrato solto, aerado e bem adubado. Faça adubações mensais com humus de minhoca ou esterco bovino.

 

 

Veja algumas fotos dos bastidores da gravação:

 

É muito fácil e gostoso fazer uma horta!

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

Como transplantar Samambaia – TV Bandeirantes

Como transplantar Samambaia – TV Bandeirantes

Aprenda como transplantar samambaia nessa minha participação no programa Bem da Terra da TV Bandeirantes Internacional:

COMO TRANSPLANTAR SAMAMBAIA

AS SAMAMBAIAS

As samambaias fazem parte de uma das mais antigas famílias de plantas. Elas são muito simples. Não geram frutos nem flores, mas possuem uma folhagem super ornamental!

São plantas originárias das florestas tropicais e precisam de calor e umidade para sobreviver.

Elas são ótimas para umidificar o ar e remover gases tóxicos.

 

DICAS DE CULTIVO

REGAS:

Elas gostam de regas diárias e abundantes, mas não a ponto de deixar o solo encharcado.

DIAS QUENTES:

Nos dias muito quentes você pode borrifar água diretamente nas frondes das suas samambaias, elas vão adorar e ficar ainda mais lindas!

PARA FICAR MAIS VIÇOSAS E BONITAS:

Separe a água de lavagem do arroz e regue suas samambaias com essa água. Elas ficarão mais viçosas e com um verde lindo!

 

LUMINOSIDADE

As samambaias gostam de muita claridade mas não gostam de sol direto nelas.

EVITE ESCURIDÃO:

Se elas estiverem num local pouco iluminado, elas perdem o vigor e ficam mirradas.

 

VENTOS:

Tome cuidado também com ventos fortes e correntes de ar que fazem com que suas frondes (folhas) se choquem e suas gemas apiacais (aquelas partes enroladinhas nas pontas das frondes e que são responsáveis pelo desenvolvimento da planta) se quebrem.

O ideal é que o local onde ela esteja receba apenas uma leve brisa.

 

MUDANÇAS:

Elas não gostam de ficar mudando de lugar. Quando são removidas constantemente, o desenvolvimento das frondes fica prejudicado e a planta pode definhar.

 

TRUQUE PARA DEIXAR AS FOLHAS VERDE MAIS INTENSO:

Coloque uma colher de chá de carvão vegetal triturado no substrato.

 

LEMBRE-SE DE QUE TODA PLANTA ADORA:
AAC = ATENÇÃO + AMOR + CARINHO!

 

SUBSTRATOS

SUBSTRATO PARA SAMAMBAIAS DE RAÍZ
Indicado para saia baiana, paulistinha, compacta, cabelinho de anjo ou mini

1 medida de areia
2 medidas de terra
7 medidas de humus de minhoca
1 colher de chá de carvão moído

Veja como fazer no vídeo

 

SUBSTRATO PARA SAMAMBAIA DE RIZOMA
Indicado para rendas portuguesa e francesa, de metro, avencas, pluma, platicerum, asplênio, amazonas e chifre-de-veado

1 medida de areia
1 medida de terra
1 medida de humus de minhoca
7 medidas de fibra de coco ou casca de pinus triturada
1 colher de chá de carvão moído

Veja como fazer no vídeo

 

Saiba mais sobre o programa Bem da Terra:

Site: http://tvterraviva.band.uol.com.br/videos/programas/bem-da-terra/100049044/ultimos-videos.html

Facebook: https://www.facebook.com/programabemdaterra/?fref=ts

Instagram: https://www.instagram.com/bemdaterra/

 

A SAMAMBAIA ESTÁ ENTRE AS PLANTAS QUE PURIFICAM O AR!

ENTRE PARA MINHA LISTA VIP ABAIXO E RECEBA GRATUITAMENTE

A APOSTILA SOBRE PLANTAS QUE PURIFICAM O AR!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro

96a Expo de Orquídeas, Dicas de Cultivo e Curiosidades com Reinaldo Ilaci – Bons Fluidos

96a Expo de Orquídeas, Dicas de Cultivo e Curiosidades com Reinaldo Ilaci – Bons Fluidos

Confira agora no vídeo o meu bate-papo com o Reinaldo Ilaci do Orquidário Paulista nesse vídeo na 96a Expo de Orquídeas com dicas de cultivo e curiosidades que fiz para a revista Bons Fluidos do Facebook! Clique no vídeo abaixo para assistir:

96a EXPO DE ORQUÍDEAS, DICAS DE CULTIVO E CURIOSIDADES COM REINALDO ILACI

DICAS BÁSICAS DE CULTIVO DE ORQUÍDEAS:

ILUMINAÇÃO

As orquídeas gostam de muita luz, mas não sol direto nelas.

Se as folhas estiverem com o verde muito escuro é sinal de que provavelmente está faltando luz para elas.

Se ao contrário, estiverem com as folhas com um tom de verde muito claro, é sinal de que estão recebendo luz demais.

REGA

As orquídeas não gostam de ficar com as raízes molhadas. Regue as folhas e deixe cair um pouco de água no substrato. ideal é regar pela manhã ou no final do dia.

LOCAL IDEAL DE CULTIVO

Um local arejado e com bastante ventilação. Escolha um local onde seja agradável de ficar entre 12h e 14h.

ADUBAÇÃO

As orquídeas gostam de ser adubadas com bastante frequência. Se você for adubar com adubo orgânico, como o Bokashi, adube 1x por mês. Se for usar adubação química, siga a orientação do fabricante, que pode ser adubar 1x por semana ou a cada 15 dias.

Se estiver usando adubo foliar, não aplique o adubo na flor para que ela não manche. Aplique apenas nas folhas.

Saiba mais sobre adubação de orquídeas.

TIPO DE VASO

O ideal é que o vaso seja o menor tamanho possível com um pouquinho de espaço para que ela se desenvolver e que ele seja vem ventilado, de preferência que tenha furos na base.

Nunca use terra como substrato de orquídeas.

CURIOSIDADE

Olha que linda que é a orquídea samurai:

Orquídea samurai (Neofinetia falcata)

Orquídea samurai (Neofinetia falcata)

detalhe das flores da Orquídea Samurai (Neofinetia falcata)

detalhe das flores da Orquídea Samurai (Neofinetia falcata)

 

Essa orquídea é originária do Japão e da Coréia. Suas flores medem 1 x 2cm e a haste floral tem 5cm. A altura total da planta é 15cm. Ela costuma florescer no verão e/ou outono e as flores duram uns 10 dias. Ela é polinizada por insetos de hábitos noturnos.

A orquídea samurai gosta de temperaturas entre 15 a 35oC e 50% de sombreamento.

Saiba mais sobre cultivo de orquídeas.

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro