Parques e Praças

Conheça parques e praças no Brasil e no mundo sob o olhar da Nô Figueiredo.

A Fantástica Fábrica de Mudas: Viveiro Manequinho Lopes

A Fantástica Fábrica de Mudas: Viveiro Manequinho Lopes

A Fantástica Fábrica de Mudas: conheça os bastidores do Viveiro Manequinho Lopes nessa visita onde conversei com a bióloga Yone Hein.

Viveiro Manequinho Lopes

Viveiro Manequinho Lopes

O Viveiro Manequinho Lopes fica dentro do Parque Ibirapuera e é lá que são produzidas mudas de plantas herbáceas, arbustivas e arbóreas para áreas públicas municipais, como praças, parques, escolas, canteiros centrais e demais Áreas Verdes Municipais.. Lá também são realizadas pesquisas e experimentações para aprimorar a produção de plantas.

 

Quem foi Manequinho Lopes?

Manoel Lopes de Oliveira Filho era um apaixonado por plantas e foi diretor da Divisão de Matas, Parques e Jardins da cidade de São Paulo. Ele teve a ideia de implantar o viveiro no terreno onde depois foi criado o Parque Ibirapuera. O terreno era pantanoso e, para resolver este problema, Manoel, que tinha o apelido de Manequinho, plantou muitos eucaliptos australianos para a eliminação do excesso de umidade do solo.

Depois, deu início ao plantio de espécies destinadas ao embelezamento das ruas, parques e jardins de toda a cidade: árvores nativas e árvores exóticas como pau-ferro, ipê, pau-brasil, pau-jacaré, tipuana, flamboyant, sibipiruna, bem como o cultivo de arbustos, trepadeiras e flores.

Em 1938, Manequinho ficou doente e faleceu. Para homenageá-lo, o prefeito deu o nome de Viveiro Manequinho Lopes para o viveiro municipal. Em 1993, o Viveiro Manequinho Lopes foi restaurado e Burle Marx fez um novo projeto para o viveiro, valorizando o verde. Depois de revitalizado, foi reentregue à população no dia 24 de março de 1994.

 

Sabia que você pode retirar mudas no Viveiro Manequinho Lopes?

A cidade de São Paulo desejando ampliar a cobertura vegetal arbórea e a biodiversidade para a melhoria da qualidade ambiental, criou a Campanha Permanente de Incentivo à Arborização da Cidade de São Paulo.

Os munícipes interessados em arborizar a sua calçada ou local de sua propriedade, dentro do município de São Paulo, poderão retirar mudas de árvores cedidas gratuitamente pelo Poder Público Municipal, através dos Viveiros Manequinho Lopes – Setor de Arborização e Viveiro Harry Blossfeld.

 

Até 5 mudas!

Poderão ser doadas até 5 mudas por endereço, sendo que o munícipe deverá comprovar a disponibilidade de área para o plantio, possibilitando dessa forma a análise por parte dos técnicos de DEPAVE 2, que definirão a quantidade e as espécies adequadas.

 

Análises e critérios

A análise da área de plantio leva em conta, além da metragem, presença de árvores ou outra vegetação, postes e outros equipamentos, etc. A critério técnico, poderão ser consultadas imagens de satélite disponíveis em sites como Google Earth, ou ainda fotos e plantas do local.

 

Quais mudas?

Para definição das mudas arbóreas, será considerado a disponibilidade do estoque de mudas dos viveiros municipais.

Veja o Manual Técnico de Arborização Urbana.

 

Documentos necessários:

Documento de identificação com foto e IPTU do imóvel.

 

Na retirada

No ato da retirada será fornecido folheto explicativo, contendo informações sobre plantio, manutenção e proteção das mudas. No caso de retirada de mudas de árvores, o munícipe deverá dispor de carro aberto (carroceria/caminhonete), uma vez que a maioria das mudas tem altura superior a três metros e pessoas para carregar as mudas.

Saiba mais.

 

 

Visite o Viveiro Manequinho Lopes

Acesso: Av. República do Líbano Portão 7A – Parque Ibirapuera
Quando:  segunda a sexta-feira, das 7h às 17h
Telefone: 11 3887–6761

 

Você sabia que dentro do Parque Ibirapuera tem um Jardim Japonês? Veja mais aqui.

 

Conheça outros parques e praças.

 

E aí? Você já visitou o Viveiro Manequinho Lopes? Já tinha ouvido falar desse lugar? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

Faça parte da minha Lista VIP

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra vasos auto-irrigáveis na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Jardim da Luz: o parque mais antigo de São Paulo

Jardim da Luz: o parque mais antigo de São Paulo

Jardim da Luz no Centro de São Paulo: o parque mais antigo da cidade inspirado nos parques franceses.

Jardim da Luz no centro de São Paulo

Parque mais antigo de São Paulo

O parque Jardim da Luz foi criado em 1798 como Horto Botânico e aberto ao público em 1825 como Jardim Público da Luz. É o mais antigo parque público do município e foi tombado pelo CONDEPHAAT em 1981.

 

Inspiração européia

A arquitetura desse parque foi claramente inspirada na arquitetura dos parques europeus. Há com lagos artificias, chafarizes, um aquário subterrâneo embaixo da estátua da Diana (que infelizmente não estava funcionando quando visitamos), uma gruta com cascata (a cascata também não estava funcionando), um mirante e um ponto de bonde. Um dos lagos, o Lago da Cruz de Malta, tem 13 espécies de peixes nativos dos Rios Tietê e Paraíba do Sul (o lago parecia estar bem sujo e mal cuidado. Não sei se tinha algum peixe vivo ali). Fiquei triste de ver como o parque estava abandonado e mal cuidado.

 

Museu a céu aberto

O parque é uma espécie de museu a céu aberto, com uma exposição permanente de esculturas de vários artistas brasileiros como Victor Brecheret, Leon Ferrari, Amílcar de Castro, José Resende, Marcelo Nietsche e muitos outros.

Escultura no Jardim da Luz

Escultura no Jardim da Luz

Escultura no Jardim da Luz

Escultura no Jardim da Luz

Escultura no Jardim da Luz

Escultura no Jardim da Luz

Oásis Verde

O parque também é um oásis de área verde bem no coração de São Paulo, e tem várias árvores centenárias, lindas!

 

Pinacoteca de São Paulo

Ao lado do parque da Luz está a A Pinacoteca de São Paulo, que é um museu de artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporaneidade. Foi fundada em 1905 pelo Governo do Estado de São Paulo é o museu de arte mais antigo da cidade.

 

A Pina

A Pina, como é carinhosamente chamada, está instalada no antigo edifício do Liceu de Artes e Ofícios, projetado no final do século XIX pelo escritório do arquiteto Ramos de Azevedo, que também projetou o Teatro Municipal. No final da década de 90, o espaço passou por uma ampla reforma com projeto do arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Achei que a reforma da Pina ficou maravilhosa! Conseguiram integrar super bem a parte nova com a antiga e ainda trouxeram a luz natural para dentro do prédio, deixando tudo mais bonito!

 

O acervo

O acervo original da Pinacoteca foi formado com a transferência de 20 obras do Museu Paulista da Universidade de São Paulo de importantes artistas da cidade como Almeida Júnior, Pedro Alexandrino, Antônio Parreiras e Oscar Pereira da Silva. Com o passar dos anos formou um significativo acervo, com quase 10 mil obras.

Saiba mais sobre a Pina.

Estação da Luz

Do outro lado da Praça da Luz está a Estação da Luz. O projeto da estação foi elaborado na Inglaterra por Charles Driver, famoso por criar estações de trens em seu país de origem.

 

Tecnologia inglesa

A estrutura metálica da estação e os equipamentos para a iluminação da estação foram importados da Grã-Bretanha. O tijolo aparente e as estruturas metálicas da gare são os elementos construtivos predominantes. Ela foi inaugurada em 1901.

 

A ligação do interior com o litoral

Essa estação fazia a ligação das fazendas cafeeiras do interior do estado com o principal porto do país, o porto de Santos, no litoral paulista. Acho muito linda essa estação! Aliás, adoro estações de trem.

 

Jardim Público

O conjunto formado pela estação e o jardim da Luz, na época chamado de Jardim Público, logo se tornou um cartão postal da cidade e o imponente relógio da torre da estação, se destacava como ponto mais alto da região.

 

Qual é a sua opinião?

E aí? O que achou desse passeio pela Luz? Você já conhecia o parque da Luz? A Pinacoteca? A estação da Luz? O que você achou desses lugares? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Vamos compartilhar!

Qual parque você gosta de visitar? Faça um videozinho e me mande por email para: falecom@nofigueiredo.com.br que posto no meu canal! Vamos compartilhar os parques queridos!

 

Curta, comente e compartilhe!

Então se você gosta do meu trabalho, se você quer que eu continue fazendo os vídeos, me ajude a continuar produzindo. Curta os vídeos e escreva algum comentário.Quando mais você interagir, mais meu canal irá crescer e atingir mais pessoas! Pode ficar tranquilo (a) que eu respondo sempre. Confesso que não é no mesmo dia, nem sempre eu consigo, mas eu respondo todas as dúvidas.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Casa das Rosas na av. Paulista: Passeio Perfumado

Casa das Rosas na av. Paulista: Passeio Perfumado

Casa das Rosas na Av Paulista: conheça comigo um jardim lindo cheio de rosas no ♥ da av símbolo de SP.

Casa das Rosas

Marco do tempo da época de ouro do café no Brasil

A Casa das Rosas é uma das últimas casas do tempo em que a avenida Paulista era a residência oficial dos barões do café. Ela foi concluída em 1935 pelo escritório do famoso arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, que também projetou e executou a Pinacoteca do Estado, o Teatro Municipal, o Prédio da Light e o Mercado Público de São Paulo.

 

A casa das Rosas

Casa das Rosas - acervo Casa das Rosas

Casa das Rosas – acervo Casa das Rosas

 

A Casa das Rosas é uma mansão em estilo clássico francês com trinta cômodos, edícula, jardins, quadras e pomar que ocupa uma area de 5.500 m2. Ela foi construída para ser a residência de uma das filhas de Ramos de Azevedo e depois de seus herdeiros até meados dos anos 1980. Nessa época, a Avenida Paulista já não era mais a mesma. A Casa das Rosas dividia espaço com prédios comerciais, bancos e edifícios modernos.

 

A união do antigo e do moderno

O casarão então ameaçado de demolição, foi preservado em ação inédita no Brasil. Na parte de trás do terreno, a que dá para a Alameda Santos, foi liberada a construção de um moderno edifício comercial enquanto a casa foi restaurada e transformada pelo Estado de São Paulo em espaço cultural, inaugurado no ano do centenário da Avenida Paulista, 1991. O imóvel havia sido tombado em 1985 pelo CONDEPHAAT, possuia um dos mais belos jardins de rosas da cidade de São Paulo.

Rosa do jardim da Casa das Rosas

Rosa do jardim da Casa das Rosas

Rosa do jardim da Casa das Rosas

Rosa do jardim da Casa das Rosas

Galeria de Arte

Entre 1986 e 1991, a Casa das Rosas passou por reformas até ser inaugurada em 11 de março de 1991, pela Secretaria da Cultura como a Casa das Rosas – Galeria Estadual de Arte, um espaço cuja principal função era acolher exposições temporárias e circulantes do acervo de obras do Governo do Estado de São Paulo, privilegiando a difusão de poesias e da arte em geral.

 

Espaço Haroldo de Campos

Em 2004 a Casa das Rosas passou a se chamar Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, e tem oferecido à população cursos, oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, lançamentos de livros, apresentações literárias e musicais, saraus, peças de teatro, exposições ligadas à literatura, etc.

 

Quem foi Haroldo de Campos?

Haroldo de Campos - acervo Casa das Rosas

Haroldo de Campos – acervo Casa das Rosas

E por que a Casa das Rosas agora se chama Espaço Haroldo de Campos? Haroldo Eurico Browne de Campos nasceu em São Paulo, em 19 de agosto de 1929 e formou-se em Direito pela Universidade de São Paulo.

Haroldo de Campos era escritor, poeta e tradutor. Sua escrita revela uma grande densidade intertextual e um alto grau de elaboração e complexidade poéticas, tornando-o uma das referências centrais da poesia brasileira.

Ele não era apenas um tradutor literário, conhecedor de várias línguas, ele “transcriava” o texto traduzido.

 

Acervo Haroldo de Campos

A Casa das Rosas abriga o Acervo Haroldo de Campos – desde a sua doação ao estado de São Paulo, em 2004 – composto por livros que faziam parte da sua biblioteca e por objetos e obras de arte de sua coleção pessoal.

Haroldo de Campos possuía uma coleção de aproximadamente 20 mil volumes, entre livros e periódicos, em 34 línguas diferentes. E é possível pesquisar os apontamentos de leitura dele, na forma de grifos, notas marginais e índices remissivos. Essa valiosa fonte de investigação do processo de leitura e reflexão do poeta, pode ser pesquisada mediante agendamento prévio.

 

Vocação para a promoção da arte literária

A Casa das Rosas, além de ter um lindo jardim de rosas, é também um museu dedicado à difusão e promoção da poesia e literatura e também para a formação de novos escritores através oficinas e cursos de formação ou aprimoramento.

Acho muito legal um espaço dedicado à arte da escrita que ainda preserva uma casa antiga e um jardim tão bonitos! Uma casa que é parte da memória da primeira fase da ocupação da Avenida Paulista. Uma das únicas casas que sobraram para contar a história da época de ouro do café no Brasil.

Saiba mais sobre os eventos da Casa das Rosas

 

Visite a Casa das Rosas

ESPAÇO HAROLDO DE CAMPOS DE POESIA E LITERATURA
+55 (11) 3285.6986 | 3288.9447 • contato@casadasrosas.org.br
Av. Paulista, 37 • Bela Vista • CEP 01311-902 • São Paulo • Brasil

 

Horário de Funcionamento

Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
Domingos e Feriados, das 10 às 18h.

 

Você gosta dos meus vídeos? Então comente, curta e compartilhe. Quando mais você interagir, mais meu canal irá crescer e atingir mais pessoas!

 

Qual é a sua opinião?

E aí, o que você acha? Vale a pena conservar o antigo e dar um novo uso e significado? Ou é melhor destruir tudo e começar do zero? Qual é a sua opinião? Conta para mim nos comentários abaixo do vídeo.

 

Vamos compartilhar!

Qual parque você gosta de visitar? Faça um videozinho e me mande por email para: falecom@nofigueiredo.com.br que posto no meu canal! Vamos compartilhar os parques queridos!

 

Curta, comente e compartilhe!

Então se você gosta do meu trabalho, se você quer que eu continue fazendo os vídeos, me ajude a continuar produzindo. Curta os vídeos e escreva algum comentário. Pode ficar tranquilo que eu respondo sempre. Confesso que não é no mesmo dia, nem sempre eu consigo, mas eu respondo todas as dúvidas.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Parque Alfredo Volpi: venha visitar comigo!

Parque Alfredo Volpi: venha visitar comigo!

Parque Alfredo Volpi: visite comigo esse lindo parque que tem um pedacinho da Mata Atlântica no ❤ de São Paulo!

Parque Alfredo Volpi

O Parque Alfredo Volpi

O parque Alfredo Volpi, antes chamando Parque do Morumbi, foi inaugurado em 27 de abril de 1971 e conta com uma área de 142mil m². O parque foi criado visando a preservação ambiental de uma área remanescente de mata original do Planalto Paulista (Atlântica).

 

O projeto

O projeto paisagístico foi elaborado em 1966 por Rosa Kliass com colaboração do arquiteto Carlos Welker e do botânico Helmut Shlik. O projeto aproveitou as clareiras naturais do local para implantação das áreas de recreação infantil e uma pista de cooper.

 

Maior biodiversidade da cidade

Considerado pela Prefeitura de São Paulo como o parque que tem a maior biodiversidade em zona urbana da capital, é perfeito para quem gosta de caminhar em trilhas, algumas em mata fechada, numa área remanescente de mata Atlântica.

A rica diversidade vegetal, aliada às nascentes d’água e lagos, formam um ambiente favorável ao abrigo e à vida de aves e outros animais, tornando o parque uma importante reserva ecológica encravada na área urbana da cidade.

 

Espécies animais

No parque foram identificadas 110 espécies de animais que compõem a fauna do local.

Se você tiver sorte poderá ver mamíferos, como os bicho- preguiças, sagüis com filhotes, caxinguelês e gambás e cerca de 70 aves, como papagaios, garças, o tucano-de-bico-verde, Sabiás, o “Gavião-de-cabeça-cinza”, a “Saíra-viúva”, pica-paus, 2 de martim-pescador, muitos beija-flores e até gaviões e corujas. É comum a presença de aves migratórias, como o irerê, a garça-branca e a garça-grande, e também de aves ornamentais como gansos e marrecos, todos atraídos pelos peixes (carpas e tilápias) que vivem nos lagos existentes no parque.

Trilhas

As trilhas existentes são de grau médio a difícil, pois algumas apresentam subidas e descidas acentuadas em parte do percurso, exigindo um mínimo de preparo físico.

As trilhas servem também para a observação de espécies variadas de animais e plantas. O parque conta com três lagos, em diferentes níveis, que são alimentados por uma nascente natural.

 

Fácil esquecer!

É um privilégio poder desfrutar de uma área ecológica de tamanha diversidade de fauna e flora. Aqui dentro a gente esquece que está no meio da maior cidade do Brasil!

Formiguinhas trabalhando no Parque Alfredo Volpi

Formiguinhas trabalhando no Parque Alfredo Volpi

 

Endereço do Parque Alfredo Volpi

Av. Eng. Oscar Americano, 480 – Morumbi – Subprefeitura Butantã
Área: 142.400 m²
Horário: 06h às 17h30
Telefone: (11) 3031-7052

 

Quem foi Alfredo Volpi?

Você já ouvi falar do Alfredo Volpi? Ele foi um pintor ítalo-brasileiro considerado pela crítica como um dos artistas mais importantes da segunda geração do modernismo. Uma das características mais marcantes das suas obras são as bandeirinhas e os casarios.

Alfredo Volpi

Alfredo Volpi

 

Como tudo começou

Alfredo Volpi nasceu em Lucca, na Itália, em 14 de abril de 1896. E no ano seguinte imigrou para São Paulo com seus pais. Desde pequeno gostava de misturar tintas e criar novas cores. Aos 16, ele pintou sua primeira aquarela. Aos 18 anos pintou sua primeira obra de arte, sobre a tampa de uma caixa de charutos, usando tinta a oleo.

 

Viva a luz do sol!

Ele só pintava com a luz do sol e se envolvia totalmente com a criação de sua obra, desde esticar o linho para as telas até fazer as próprias tintas.

 

Cores e geometria

Suas obras eram dominadas pelas cores e pelo estilo abstrato geométrico. Exemplo marcante disso são suas bandeirinhas multicoloridas, sua marca registrada. As formas geométricas e as trocas cromáticas começaram nos anos 1970. Volpi preparava várias pinturas parecidas, alterando cores, que os críticos de arte chamaram de combinação inventiva….

Bandeirinhas do Volpi

 

Bandeirinhas do Volpi

 

Artista simples

Ele era um artista muito simples, numa teve uma educação formal. Viveu toda sua vida no Cambuci, bairro da zona sul da cidade de São Paulo.

Alfredo Volpi morreu em 28 de maio de 1988, aos 92 anos.

 

 

Referências:

Uol Educação

GGN

 

 

Vamos compartilhar!

Qual parque você gosta de visitar? Faça um videozinho e me mande por email para: falecom@nofigueiredo.com.br que posto no meu canal! Vamos compartilhar os parques queridos!

 

Gostou do passeio?

E aí? O que achou desse passeio pelo Parque Alfredo Volpi? E as obras dele? Você já tinha visto alguma ou ouvido falar sobre ele? Você gosta de arte? Que tipo de arte você mais gosta? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Curta, comente e compartilhe!

Então se você gosta do meu trabalho, se você quer que eu continue fazendo os vídeos, me ajude a continuar produzindo. Curta os vídeos e escreva algum comentário. Pode ficar tranquilo que eu respondo sempre. Confesso que não é no mesmo dia, nem sempre eu consigo, mas eu respondo todas as dúvidas.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Parque Burle Marx: venha visitar comigo!

Parque Burle Marx: venha visitar comigo!

Parque Burle Marx: visite comigo esse lindo parque no coração do Morumbi na zona Sul de São Paulo.

Parque Burle Marx

Chácara Tangará

O Parque do Burle Marx foi construído no terreno da antiga propriedade rural denominada Chácara Tangará — que ocupava todo o bairro do Panamby —, e que pertencia ao empresário ítalo-brasileiro Francisco Matarazzo Pignatari, conhecido por Baby Pignatari. Na década de 1940, Baby Pignatari decidiu construir uma mansão para morar com a princesa austríaca Ira von Furstenberg, com quem iria se casar.

Parque Burle Marx

Parque Burle Marx

 

Sonho: ter a maior casa do Morumbi

Ele então contratou Oscar Niemeyer para projetar a casa e Roberto Burle Marx para projetar os jardins. A ideia de Baby era construir a maior casa de todo o Morumbi. Entretanto, o casamento com a princesa acabou antes da obra ficar pronta e apenas o jardim estava finalizado.

 

Jogada às traças

A área então acabou ficando abandonada por 40 anos, até que no final dos anos 1980, foi leiloada e vendida para uma empresa de Empreendimentos imobiliários que queria construir alí um hotel e prédios comerciais.

 

Viva os ambientalistas!

Como havia uma extensa área de Mata Atlântica preservada e vestígios do trabalho paisagístico de Roberto Burle Marx, ambientalista e apelos da população conseguiram que 29% do território da antiga Chácara Tangará fosse doado à Prefeitura para a criação do Parque Burle Marx.

 

Atividades

O parque oferece várias atividades. Aos sábados pela manhã acontece uma Feira Orgânica e lá também há uma horta comunitária e um espaço para food trucks. E gratuitamente é possível fazer aulas de golfe, tai chi chuan, yoga, dança como zumba e ritmos de salão além de crossfit e técnicas de aquarela.

 

trilhas

Há também 3 trilhas com diferentes níveis de dificuldades para caminhada e jogging, que permitem uma experiência sensorial dentro da mata, com direito a observação de uma diversidade de animais e espécies arbóreas e herbáceas.

Mapa do Parque Burle Marx

Mapa do Parque Burle Marx

 

Lago com Ilhas flutuantes

Olha que interessante essas ilhas flutuantes que ajudam a limpar o lago:

Ilhas Flutuantes

Ilhas Flutuantes

 

Ilhas Flutuantes

Ilhas Flutuantes

Jardim de Burle Marx

O jardim de Burle Marx tem aproximadamente 4 mil metros quadrados e foi reformado pelo próprio Burle Marx um pouco antes de sua morte. O Jardim é formado por um belo conjunto de palmeiras imperiais, plantadas lado a lado por toda a extensão do jardim; um gramado conhecido como Gramado Xadrez, com a utilização de duas espécies de grama a esmeralda e a Santo Agostinho Variegata,; a área do pergolado, que fica atrás do Gramado Xadrez; o espelho d’água e seu conjunto de fontes e cascatas; dois painéis de concreto esculpidos em alto relevo; e a área das árvores pau-ferro.

 

Características marcantes

As copas com formas variadas compõem planos de teto, em que se permitem graus de iluminação diversos. As copas garantem o sombreamento de algumas áreas, enquanto outras estão mais expostas à iluminação natural. Os troncos e copas são características marcantes do trabalho de Burle Marx.

 

Patrimônio histórico-cultural

Esse jardim é considerado patrimônio histórico-cultural de grande importância para a cidade de São Paulo, por ser uma obra de um dos mais renomados paisagistas brasileiros e também por ser um belo exemplo de valorização e conservação de bens culturais urbanos.

 

Endereço do Parque Burle Marx

Av. Dona Pereira de Moraes, 200- Vila Andrade – São Paulo, SP

Horário de funcionamento: aberto todos os dias das 07h às 19h, incluindo domingos e feriados

 

 

Saiba mais sobre Burle Marx.

 

 

Vamos compartilhar!

E aí? O que achou desse parque? Qual parque você gosta de visitar? Faça um videozinho e me mande por email para: falecom@nofigueiredo.com.br que posto no meu canal! Vamos compartilhar os parques queridos!

 

Curta, comente e compartilhe!

Então se você gosta do meu trabalho, se você quer que eu continue fazendo os vídeos, me ajude a continuar produzindo. Curta os vídeos e escreva algum comentário. Pode ficar tranquilo que eu respondo sempre. Confesso que não é no mesmo dia, nem sempre eu consigo, mas eu respondo todas as dúvidas.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Museu l’Orangerie: obras-primas do Monet – Especial PARIS

Museu l’Orangerie: obras-primas do Monet – Especial PARIS

Museu l’Orangerie: Visite comigo esse lindo museu e veja as últimas obras-primas do pintor Claude Monet.

Museu l’Orangerie: casa de obras-primas do Monet

E para terminar o especial de Paris que fiz durante o mês de setembro, no vídeo acima eu te convido agora para passear comigo

pelo museu chamado i’Orangerie, a antiga estufa do rei onde se cultivava laranjas.

 

A paixão pela natureza

Então, Monet quando ele estava no final da sua vida ele se dedicou principalmente a pintar as plantas dos jardins do seu jardim,

E aí ele pintou 8 quadros muito especiais. Eles tem quase 2 metros de altura por vários metros de comprimento e ele doou esses

quadros para a prefeitura de Paris logo depois da primeira guerra mundial.

 

l’Orangerie

Ele escolheu esse lugar porque tinha muita iluminação natural e ele queria que seus os quadros fossem vistos com iluminação natural.

Ele desenhou duas salas ovais que se interligam. Então é como um infinito, super bonito. E elas são forradas de quadros. Ele criou a primeira instalação.

 

Um local de paz

A intenção dele era que esse museu fosse um lugar de paz. Que as pessoas entrassem lá para ver os quadros dele e se sentissem imersas, dentro do jardim.

É muito lindo, porque o lago se confunde com o céu e tem os chorões no meio. Tem as ninféias e a iluminação vai variando também de acordo com a época do ano. É muito lindo. Você sente uma paz e uma tranquilidade lá dentro.

 

Presente para Paris

Então foi um presente dele para Paris, mas na verdade para todos que tem o privilégio e a curiosidade de visitar.

 

Meu sonho: Uma noite no Museu

E eu tenho um sonho que eu sei que é completamente impossível, mas eu queria compartilhar com vocês.

Meu sonho era passar uma noite nesse museu. Imagina colocar uma cama no meio desse museu e deitar lá. Ficar vendo o sol se por, vendo as obras assim… Naquela luz do entardecer, dormir lá e acordar amanhecendo. Acordar com as luzes e vendo essas obras aqui.

Nossa! Eu podia morrer feliz logo em seguida, porque ia ser muito bom. rsrsrsrsrs

Faça uma visita virtual ao l’Orangerie aqui.

 

Ainda não viu? Veja o vídeolivro: Lineia no Jardim de Monet

Nô Figueiredo e Lineia no Jardim de Monet

Nô Figueiredo e Lineia no Jardim de Monet

 

Os Jardins da casa de Monet em Giverny

Veja os lindos jardins da casa do Monet em Giverny e que serviram de fonte de inspiração para a criação dos quadros expostos no Museu l’Orangerie.

 

E você, o que achou desse museu e das obras do Monet? Gostou? Que museu você gostaria de passar a noite?

 

Veja mais sobre a minha viagem: Especial PARIS

 

Curta, comente e compartilhe!

Então se você gosta do meu trabalho, se você quer que eu continue fazendo os vídeos, me ajude a continuar produzindo. Curta os vídeos e escreva algum comentário. Pode ficar tranquilo que eu respondo sempre. Confesso que não é no mesmo dia, nem sempre eu consigo, mas eu respondo todas as dúvidas.

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais