Etc…

Aqui você vai encontrar tudo o que faz parte da minha visão de mundo e que ajuda a me conectar com a natureza

Machu Picchu e outros Centros de Poder Inka – Viagem ao Peru

Machu Picchu e outros Centros de Poder Inka – Viagem ao Peru

No começo deste ano recebi uma carta convite para participar de uma viagem vivência de auto conhecimento ao Peru. A viagem falou alto ao meu coração e senti que era o momento de conhecer os Andes Peruanos. Senti que também era o momento de ficar sozinha, longe da minha família, marido e filhos… Ter um tempo só para mim. Quando era mais jovem viajei bastante, morei 1 ano sozinha no Canadá, mas depois que casei, nunca mais viajei sozinha. Sempre estava acompanhada pelo meu marido, que também adora viajar e depois pelos nosso filhos, que também adoram viajar… de quem será que eles puxaram isso??? rsrsrsrs

Na madrugada do dia 13 de abril embarquei com 18 mulheres para uma viagem mágica! Fomos direto a Cusco e de lá pegamos um microonibus que nos levou ao Vale Sagrado onde dormimos 3 noites:

Pela manhã quando abri a janela do quarto, olha só o que me esperava:

Estava rodeada de montanhas de enorme beleza e poder! E muitas, muitas flores!

Nossa iniciação no Vale Sagrado começou na Casa da Lua:

Depois fomos para Ollantaytambo e tivemos uma vivência linda de encontro com o Sagrado Masculino no Templo do Condor:

 

Moray, local Inka com terraços circulares onde eram adaptadas e cultivadas diversas espécies vegetais para consumo humano:

Fomos de trem até Águas Callientes e de lá pegamos um ônibus para Machu Picchu!

Fizemos uma trilha Inka: a subida da Montanha Machu Picchu com 3.082m de altura! Eu escolhi fazer um caminho de flores, então fui fotografando todas as flores que vi!

E no topo da montanha, havia um jardim cheio de flores!

A descida da montanha eu fiz agradecendo muito por ter conseguido subir, agradecendo por estar viva, pelos meus pais, pela minha família, marido, filhos, amigos… Foi engraçado por que fiquei muito emotiva na descida. Meus olhos se encheram de água… Será que foi por isso que começou a chuviscar? A montanha ficou emocionada comigo???

Depois passei a fazer o Ho’oponopono, uma técnica havaiana de cura, que diz que devemos nos livrar das recordações que tocam repetidamente na nossa mente (aquela conversa mental interna incessante – principalmente depois de situações estressantes e desagradáveis) e encontrar a Paz. Sem os pensamentos se repetindo, sem crenças limitadoras, sem condicionamentos, sem as lembranças dolorosas, um espaço vazio se abre dentro de você.  O Ho’oponopono lhe permite soltar estas recordações dolorosas, que são a causa de tudo que é tipo de desequilíbrios e doenças. Na medida em que a memória é limpa, pensamentos de origem Divina e Inspiração ocupam o vazio dentro de você. A única coisa que devemos fazer é limpar; limpar todas as recordações, com quatro simples frases que abrangem tudo:

Sinto muito.                Me perdoe.                Te amo.                  Sou grata.

Se quiser saber mais sobre isso acesse: http://www.hooponopono.ws/o-que-e.php

E para finalizar encontrei um segurança da montanha que se chamava Miguel! Como meu querido e amado protetor ARCANJO MIGUEL!!! Foram tantas graças e bençãos que meu coração se encheu de amor e alegria!

Como diz a minha querida mestra Sahwenya: Amor, Amor, Amor!

 

A viagem foi criada em parceria pelas queridas Joyce Amaral Mattos, Silvia Zampilli da Viagens Inpiradoras (http://viagensinspiradoras.com.br/), orientada e conduzida pela maravilhosa Sahwenya Passuello, mestre espiritual e sintonizadora dos florais Alma da Terra (http://www.almadaterrasistema.blogspot.com.br/) e pelos mestres xamânicos Mallku Aribalo (http://mallku.me/) e Alanna Aisha (http://pachamamajourneys.com/home).

Hotel no Vale Sagrado: Q’awana Lodge (http://www.qawana.com/en/index.php)

 

 

Gostou do post? Do site?
Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza.

A Fonte da Juventude

A Fonte da Juventude

Muitos morreram procurando por ela… Dizem que a fonte da juventude é uma lenda greco-romana que foi apropriada pelo Renascimento europeu no século 16. Na mitologia, a fonte da juventude é um rio que saía do Monte Olimpo e passava pela Terra. Como vinha de deuses, seria capaz de dar a imortalidade a quem bebesse de sua água. Outras civilizações também mencionaram águas milagrosas. Registros hindus de 700 a.C. citavam um “poço da juventude”. Até mesmo Alexandre, o Grande, teria buscado o rio da imortalidade, impulsionado por um conto hebraico. Na Idade Média, várias viagens de exploração foram patrocinadas por cortes reais. O famoso Ponce de León, teria, inclusive, encontrado a fonte na Flórida, nos EUA, embora nada seja comprovado. Dizem até que ela não existe…

O que eles não sabiam é que a fonte da juventude na verdade não era feita de água, mas de exercícios, constância e dedicação!

Os lamas tibetanos descobriram que 5 exercícios, chamados por eles de ritos, feitos 21 vezes cada, se realizados todos os dias RETARDAM E REVERTEM O ENVELHECIMENTO. Esses ritos harmonizam o funcionamento das glândulas relacionadas com o envelhecimento. Quem pratica com assiduidade nota uma INCRÍVEL MELHORA NA APARÊNCIA, VOZ, POSTURA E ALÍVIO DE MAUS ESTARES. Esses 5 ritos são a CHAVE PARA A VITALIDADE, SAÚDE E JUVENTUDE PERENES!

Eu começei a fazer os ritos por indicação de um amigo, o Dinho Nunes, um músico maravilhoso que conheci no Alpha Lux, onde faço meditação. Ele disse que fazia os ritos todos os dias e eu confesso que fiquei impressionada com a energia, vitalidade e juventude dele! Então desde dezembro de 2012 eu tenho feito os ritos diariamente. Acordo, escovo os dentes, coloco uma bermuda, um top e venho para a sala. Como um ritual, acendo uma vela, um incenso e faço os ritos em jejum. Tenho me sentido SUPER bem! Super disposta, animada, cheia de energia. No livro dizem que até os cabelos brancos voltam a ter a cor original… Ainda não tive o prazer de parar de pintar os brancos que insistem em nascer na minha cabeça… Quem sabe até o fim do ano eles desistem!

Bom, se você ficou com vontade de saber mais sobre os ritos, cujo livro foi escrito em 1937 por Peter Kelder e você pode baixar o livro A FONTE DA JUVENTUDE em PDF

Leia o livro A Fonte da Juventude e na primeira semana faça apenas 3 repetições de cada rito. Vá com calma. Com o tempo vá aumentando até completar as 21 repetições de cada rito.

Em 1999 foi escrito uma espécie de complemento ao livro original com mais dicas: A FONTE DA JUVENTUDE 2 EM PDF 

Você deve estar pensando que deve demorar um tempão para fazer tudo… São os 20 minutos mais bem gastos do meu dia! Estou acordando um pouquinho mais cedo para incluí-los na minha rotina diária e tem valido muito a pena. Quando não consigo fazê-los o meu corpo e a minha mente sentem falta…

Comece a fazer os ritos e sinta a diferença na sua qualidade de vida! Depois me conte o que achou e como está se sentindo…

Um beijo florido e muito especial ao querido Dinho Nunes por me ensinar o segredo dele!

 

Referências:

A fonte da juventude existiu mesmo? – matéria publicada na revista Mundo Estranho e escrita por Giselle Hirata

PDF do livro A Fonte da Juventude no site do Doce Limão

PDF do livro A Fonte da Juventude 2 no site Visionvox

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Como cuidar de cabelos cacheados

Como cuidar de cabelos cacheados

Esse post é para todas as mulheres que tem cabelos cacheados e que vivem me perguntando sobre os meus cachinhos!

Os cabelos cacheados são diferentes dos cabelos lisos. São mais delicados e normalmente são oleosos na raíz e secos nas pontas. A maneira de cortar e lavar os cabelos também é diferente. O corte tem que ser cacho a cacho e com os cabelos secos. Recomendo aqui em São Paulo o Clínica de Cachos onde corto e tinjo com a Daniela.

A linha Deva foi criada em NY pela Lorraine Massey, proprietária do salão Devachan NY, uma defensora apaixonada pelos cabelos cacheados, que já escreveu 2 livros sobre o assunto. Saiba mais AQUI.

Bom com o tempo fui modificando o jeito de usar a linha Deva. Atualmente uso assim:

Entro no chuveiro e molho bem os cabelos, aplico o shampoo No-poo só no couro cabeludo massageando bem. Não enxáguo. Aplico o condicionador One Condition do meio para as pontas dos cabelos, viro a cabeça para baixo e vou penteando com os dedos das raizes até as pontas. Imagino que a minha cabeça é um sol, então vou abrindo meus cabelos como se eles fossem raios de sol. Depois que desembaracei todo o cabelo, amasso delicadamente das pontas para a raíz e deixo os produtos agindo enquanto termino meu banho.

 

Termino de tomar meu banho.

 

Enxáguo sem esfregar.

 

Desligo o chuveiro e continuo no Box.

 

Coloco um pouco de finalizador B’leave-in na palma de mão (o tamanho de uma moeda de 1 real), jogo os cabelos para baixo, espalho o produtos nas 2 mãos e penteio os cabelos das raízes para as pontas. Depois pego um pouco de Angell na palma da mão e dou 2 a 3 sprayadas de Set it free, misturo os dois e aplico do meio para as pontas, sempre com os dedos e com a cabeça abaixada. Não uso pente. NUNCA. Vou amassando das pontas para o couro cabeludo, tirando o excesso de água ( com a cabeça abaixada) e só então pego a toalha.

 

Uso uma fralda de algodão para secar os cabelos. Mas pode ser também uma toalha de microfibra, uma camiseta velha de algodão, ou até papel toalha (aquele de cozinha). Só não pode ser toalha de banho normal que acaba com os cachos. Nunca esfrego os cabelos.

 

Saio do Box e modelo os cabelos do jeito que gosto. Eu coloco uns clipes de metal para levantar as raízes da frente e deixo por uns 15 a 20 minutos ao ar livre. Depois eu solto os clipes, viro a cabeça para baixo mais uma vez e solto delicadamente os cabelos com os dedos e deixo secar… Se estiver frio, uso o secador da Deva ou um com difusor. Quando os cabelos secam ao ar livre ficam sempre mais bonitos…  O importante é não ficar passando a mão enquanto os cabelos secam para não desmanchar os cachinhos… Quanto menos você mexer nos cabelos, mais tempo seus cachos ficarão bonitos!

A lista completa dos produtos que uso é:

Shampoo No-poo (que não faz espuma)

Condicionador One Conditioner

Finalizador B’leave-in

Gel Angéll

Spray Set it Free

 

Como já uso a linha desde 2011 e adoro, eu compro o tamanho maior, 1 litro, de cada produto pois acho que o custo/benefício compensa. Se você está começando, sugiro que compre o menor tamanho para testar. Sempre que vou comprar, faço uma pesquisa de preços na internet, já que essa linha só vende em salão ou na internet. Você não irá encontrar nas farmácias ou supermercados.

 

Pesquiso os melhores preços entre as lojas: da CLÍNICA DOS CACHOS, PENÉLOPE PERFUMARIA, BELEZA STORE e LINDA BELEZA

 

Depois que comecei a usar a linha Deva e a cortar meus cabelos com quem realmente entende de cachos, a Daniela da Clínica dos Cachos, acabaram as minhas crises matinais na frente do espelho!

Clínica Dos Cachos 

Rua Leandro Dupré, 1028 – Vila Mariana – Metrô Sta. Cruz – São Paulo – SP
Tel.: (55) 11 – 4338 4566 – 2503 2089

 

Parece difícil, mas é só diferente do que estamos acostumadas a fazer. Questão de mudar o hábito. Você verá que o resultado é tão melhor, que vale a pena mudar!

Assuma seus cachos com orgulho! Eles são lindos, diferentes e originais!

Gostou do post? Do site?
Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza.

 

Biscoitinho de cerveja

Biscoitinho de cerveja

Aqui em São Paulo está fazendo uns dias meio cinza, nublados, chuvosos… E com as crianças em casa e de férias, procuro atividades prazeirosas para tirá-los da frente da tv e dos games. Ontem fizemos biscoitinhos de cerveja! Foi uma farra!

Como toda receita que posto, é super fácil de fazer!

 

Ingredientes:

3 xícaras de farinha de trigo

1 colher de café de sal

150gr de manteiga sem sal

1 xícara de café de cerveja (sem espuma)

1 prato fundo de açúcar cristal

 

Modo de fazer:

Unte uma assadeira grande e acenda o forno a 200 oC.

Numa tigela coloque a farinha e a manteiga amolecida e amasse-as com as mãos até ficarem bem misturadas. Acrescente o sal e a cerveja e continue amassando até a massa ficar bem macia.

Pegue um pedaço de massa, faça uma bolinha com as palmas das mãos e então faça minhoquinhas. Enrole as minhoquinhas formando argolinhas, passe-as no açúcar cristal e então na forma.

Complete a forma de argolinhas e leve-a ao forno até os biscoitinhos começarem a dourar.

Depois de frios, guarde-os em uma lata ou pote fechado para não murcharem!

 

Sucesso garantido!

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Animação em vídeo: O Homem que Plantava Árvores

Animação em vídeo: O Homem que Plantava Árvores

Vencedora do OSCAR® de filme curto de animação, é um tributo ao trabalho árduo e à paciência. Conta a história de um homem bom e simples, um pastor que, em total sintonia com a natureza, faz crescer uma floresta onde antes era uma região árida e inóspita. As sementes por ele plantadas representam a esperança de que podemos deixar pra trás um mundo mais belo e promissor do que aquele que herdamos.

 

Eu adoro esse vídeo! Fico com os olhos cheios de lágrimas cada vez que assisto…

Que belo exemplo de vida e ser seguido por todos! E você gostou?

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Sanduiche de forno: fácil, rápido e gostoso!

Sanduiche de forno: fácil, rápido e gostoso!

Sabe aqueles dias que você quer dar uma incrementada no lanche e fazer alguma coisa diferente? Essa receita de sanduiche de forno é para esses dias. Rápida, super fácil e gostosa!

 

Ingredientes:

1 pacote de pão de forma sem casca (eu uso pão integral)

uns 300gr de presunto fatiado

uns 300gr de queijo mussarela ou prato fatiado (pode misturar os dois, também fica bom)

4 tomates picados temperados com sal e orégano

ou legumes ralados e picados (cenoura, vagem, abobrinha) – Na versão Veggie também fica ótimo!

ou o que tiver na sua geladeira!

Cobertura:

1 lata de creme de leite

4 ovos inteiros

1 pacote de queijo ralado

 

Modo de fazer:

Unte com manteiga uma forma retangular média e acenda o forno a temperatura média.

Forre todo o fundo da forma com fatias do pão de forma, coloque as fatias de presunto (ou como na foto, os legumes, na versão veggie) de forma a cobrir todo o pão (quanto mais recheio, mais gostoso…), depois o tomate picado ou legumes ralados, o queijo e cubra tudo com as fatias de pão que sobraram.

 

Cobertura:

Bata os ovos inteiros com o creme de leite, sal e um pouco do queijo ralado.

Despeje essa cobertura sobre as fatias de pão e complete com o restante do queijo ralado.

Leve ao forno por uns 20 a 30min em temperatura moderada. Quando a cobertura estiver dourada está pronto!

Corte em quadrados e sirva quente.

 

 

Sucesso garantido!

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,
Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza