Etc…

Aqui você vai encontrar tudo o que faz parte da minha visão de mundo e que ajuda a me conectar com a natureza

Iogurte Natural

Iogurte Natural

Sabe aquele iogurte cremoso, que dá água na boca?

Descobri que é super fácil de fazer! Uma cliente, a querida Stela Callas, me deu a receita e tenho repetido com sucesso semana após semana.

Ingredientes:

3 litros de leite integral tipo A (eu testei vários e o que fica mais gostoso é o Leite da Fazenda Bela Vista Integral – tampa azul)

1 iogurte natural  (eu também uso o da Fazenda Bela Vista)

Se quiser fazer pouca quantidade: 1 litro de leite integral tipo A e 2 colheres de sopa de iogurte natural

Modo de fazer:

1. Ferva o leite

2. Deixe o leite esfriar e vá testando a temperatura com o dedinho. Quando você conseguir ficar com o dedinho dentro do leite e contar até 10, está no ponto certo.

3. Pegue um pote e coloque o iogurte. Bata ele com um garfo para ele ficar bem molinho. Pegue uma concha do leite fervido e misture no iogurte batido.

4. Despeje o pote com o iogurte batido com a concha de leite no leite fervido e misture bem.

5. Transfira o leite com o iogurte para uma tigela com tampa, envolva tudo com um cobertor e deixe descansar por várias horas. (Eu deixo da noite para o dia).

6. Na manhã seguinte o leite virou um iogurte maravilhoso! Super cremoso! Daí é só colocar na geladeira e se deliciar! Eu adoro com granola, com mel, frutas, etc.

Aqui em casa está fazendo o maior sucesso! 3 litros duram 1 semana.

Depois me conta se ficou bom e se fez sucesso como aqui em casa, tá?

Para imprimir a receita acesse: Receita de iogurte natural

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Frango com laranja e alecrim

Frango com laranja e alecrim

Hoje estava procurando uma receita nova com frango e achei essa fácil, rápida e gostosa!

Ingredientes:

1 bandeja de frango temperado com limão e pimenta-do-reino

2 dentes de alho espremidos

1 laranja pera – retirar  a casca sem a parte branca e cortar em fatias finas

suco da laranja

2 ou 3 raminhos de alecrim fresco esmagado com 2 colheres de chá de azeite

1 pitada de pimenta-do-reino

 

Modo de fazer:

Coloque o frango em uma forma refratária.

Misture o restante dos ingredientes e despeje em cima do frango e cubra com papel de alumínio.

Asse em forno moderado de 35 a 40 minutos até ficar macio e dourado.

 

Hoje fiz novamente essa receita, mas alterei alguns ingredientes e ficou ainda mais gostoso:

Na marinada coloquei um pouco de alho poró (estou numa fase de paixão com alho poró, coloco em tudo o que faço…)

Coloquei os pedaços de frango no refratário e então coloquei na marinada os outros ingredientes (casca de laranja, suco da laranja – espremi 2 laranjas peras, coloquei um raminho de alecrim sobre cada pedaço de frango e não coloquei o azeite) e joguei tudo sobre os pedaços de frango e levei ao forno.

Ficou mais molhadinho e super macio!

 

Para imprimir a receita acesse: Frango com laranja e alecrim

 

Receita do livro: Aves – Receitas Selecionadas da Culinária Light do Vigilantes do Peso

 

A receita foi aprovada pelo meu maridão, que é o chef da casa!  Espero que o pessoal da sua casa também aprove!

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Floresta flutuante num navio abandonado

Floresta flutuante num navio abandonado

A carcaça abandonada de um navio militar que era usado para transportar mantimentos para as tropas americanas na região do Pacífico durante a Segunda Guerra Mundial, hoje está tomada pela vegetação, sendo agora conhecida como “floresta flutuante”!

Conhecido como SS Ayrfield, esse navio que pesa 1.140 toneladas, foi construído no Reino Unido em 1911 e em 1972 foi desativado e desmontado, restando apenas sua carcaça boiando na baía de Homebush, em Sydney, na Austrália. Entre tantos navios deixados no local, ele foi um dos poucos que “virou floresta”.  Um destino muito nobre para um navio de guerra.

É a natureza dando a volta por cima! Enfeitando algo descartado pelos humanos: com sua luxuriante floresta ele embeleza e dá vida ao local que serve de cemitério de navios e ainda atrai milhares de turistas!

Com informações do Hypeness e do Ciclo Vivo.

 

 

Será que ele virou floresta por que carregava mantimentos, que atraiam pássaros (em busca de alimentos) que trouxeram sementes??? Qual é a sua teoria?

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Chocolate quente da vovó Anilú

Chocolate quente da vovó Anilú

Hoje passei o dia com frio. Aqui em SP o dia estava frio e úmido, por causa daquela chuvinha fina que não parou de cair desde a madrugada… Cheguei em casa gelada e com frio. Lembrei de uma receita deliciosa de chocolate quente que a minha querida avó Anilú fazia e fui direto para a cozinha preparar. Caiu tão gostoso e fez tanto sucesso aqui em casa que resolvi compartilhar!

Ingredientes:

4 gemas

8 colheres de sopa de açúcar

1 litro de leite

8 colheres de sopa de chocolate em pó

Modo de fazer:

Bata na batedeira as gemas e o açúcar até ficarem quase brancos e fazendo bolhas. É uma gemada. Reserve.

Coloque numa panela grande o leite com o chocolate e deixe esquentar um pouco. Depois jogue um pouco do leite sobre a gemada, misture e despeje tudo na panela do leite, em fogo brando, mexendo sempre mas sem deixar ferver.

Esquente mais um pouco e já está pronto para servir!

Receita para imprimir aqui: Chocolate quente da vovó

 

Essa xícara linda eu ganhei de uma amiga muito querida, a Marina Sawaya, que estudou comigo desde os 10 anos até o final do colegial e agora mora na Holanda… eu a uso todos os dias e lembro sempre dela com carinho!

Para quem não entende inglês, está escrito: nunca se esqueça de como você é especial! Ou então, numa versão mais positiva: lembre-se sempre de que você é muito especial!

Que você também fique aquecido(a) e quentinho(a) como estou agora! E lembre-se de que você é muito especial!

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Como atrair pássaros para o seu jardim

Como atrair pássaros para o seu jardim

Hoje eu acordei com o canto dos pássaros. Olhei para o lado e meu marido estava sorrindo e disse contente que também tinha acordado com o canto dos pássaros! Fiquei imensamente feliz! 🙂

Adoro quando os pássaros vêm nos visitar! Olha que festa que eles fazem:

E como fazer para eles virem cantar na janela? Ainda mais morado numa cidade árida como São Paulo?

Dando comida!

Eles adoram sementes de girassol, alpiste, painço… Eu compro as sementes à granel em petshops grandes. Eles também adoram frutas: mamão, banana, etc…

Os pássaros foram feitos para voar, não para viver em gaiolas! Quer ouvi-los cantar? Atraia-os para sua casa com comida e deixe-os livres para voar pelos céus!

Se você não tem um jardim, nem tem espaço para ter plantas em vasos que atraiam os pássaros, você pode fazer um comedouro de pássaros usando materiais recicláveis como garrafas PET e latinhas de alumínio:

Dicas de como fazer esses comedouros AQUI:

Ou então se inspire nessas idéias do blog da CASA E JARDIM

É bom demais ter a natureza por perto! Faz bem para alma e para o coração!

Tá esperando o que para atrair os pássaros para a sua casa???

 

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Bolo Vovozinha

Bolo Vovozinha

Sabe aquele bolo com cara e gosto de casa de vó? Pois é, toda vez que como esse bolo eu sou automaticamente transportada para a chácara da minha avó no interior onde passava todas as minhas férias e quase todos os finais de semana. Foi o primeiro bolo que aprendi a fazer, com ela, claro!

Ingredientes:

100g de manteiga sem sal

2 xícaras de farinha de trigo

2 xícaras de açucar

3 ovos

1 xícara de leite

1 colher de sopa de fermento

 

Modo de fazer:

Preaqueça o forno e unte uma forma (eu gosto de colocar em forma com furo no meio – acho que combina melhor com esse bolo)

Separe as claras e bata-as em neve

Bata a manteiga até ficar branca, adicione o açúcar, as gemas, a farinha e as claras.

O leite e o fermento devem ser colocados por último.

Coloque na forma e leve ao forno por uns 30/40 minutos.

Para saber se o bolo está bom, insira um palito de dente na massa. Se o palito sair limpo, o bolo está pronto!

 

VERSÃO PARA IMPRESSÃO: BOLO VOVOZINHA

 

 

 

 

 

Essa receita é um clássico na família! Sucesso garantido!

A receita original quem deu foi a querida e saudosa Dindinha, que na verdade era madrinha da Tia Denise, do Rio de Janeiro… Ela assava em forminhas e depois recheava com mingau e rolava no açúcar. Mas eu gosto dele puro, sem recheio nem cobertura. Bolo de quê? De bolo! Com sabor de infância e colo de vó!

Gostou do post? Do site?
Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza.

 

* Vovó querida, receba meu amor e carinho onde você estiver… Te amo muito e sempre! Você mora no meu coração!