Dicas de viagem

Adoro viajar e compartilhar dicas de viagem

El Rosedal: O Paraíso das Rosas em Buenos Aires

El Rosedal: O Paraíso das Rosas em Buenos Aires

Venha passear comigo e conhecer El Rosedal, o Paraíso das Rosas em Buenos Aires, na Argentina, onde passei o carnaval com meu marido!

El Rosedal: O Paraíso das Rosas em Buenos Aires, Argentina

BUENOS AIRES, ARGENTINA

Nesse carnaval, meu marido e eu resolvemos sair da bagunça e fugir para longe do agito. Como a Argentina está aqui pertinho da gente, e o real está valendo mais do que o peso, é um bom momento para visitar esse país tão lindo! Já estive várias vezes na Argentina, mas fazia um tempo que não ia a Buenos Aires.

Nô e Celso Figueiredo em El Rosedal, Buenos Aires

Nô e Celso Figueiredo em El Rosedal, Buenos Aires

 

A PARIS DO SUL

Buenos Aires é a capital Federal da Argentina. É a maior cidade deles. É a São Paulo deles. Mas a cidade é muito mais linda que São Paulo! Dizem que ela é a Paris do Sul. A parte antiga da cidade lembra muito Paris sim!

Achei a cidade mais linda do que da última vez que estive lá. Também me senti muito segura lá. Sensação que nem sempre tenho em São Paulo.

Buenos Aires: a Paris do Sul

Buenos Aires: a Paris do Sul

 

PALERMO

Pegamos um hotelzinho pequeno e charmoso em Palermo, um bairro boêmio e simpático, com vários bares e restaurantes que a gente podia ir andando do hotel.

Pode onde andei vi muito verde, muitas árvores, praças, parques. Tudo muito limpo e bem conservado. Fiquei impressionada!

 

QUERO COMPARTILHAR COM VOCÊ

Passamos quase uma semana lá, então quero compartilhar com você o que mais gostei em Buenos Aires!

 

EL ROSEDAL

Eu amei ir ao El Rosedal. Um parque que tem uma coleção de mais de 18.000 rosas rodeado por um lago e que ocupa 3,4 hectares. Esse parque fica dentro de um parque maior, o Parque 3 de Fevereiro, em Palermo.

El Rosedal

El Rosedal

 

Colírio para os olhos

Para quem gosta de rosas como eu, o jardim é um colírio para os olhos! Roseiras e mais roseiras floridas por todos os lados!!! Flores de todas as cores e muito perfumadas! Uma verdadeira festa dos sentidos! Dá vontade de ficar lá o dia todo!

Roseiras do El Rosedal

Roseiras do El Rosedal

Roseiras do El Rosedal

Roseiras do El Rosedal

Roseiras do El Rosedal

Roseiras do El Rosedal

 

Mais de 100 anos de vida!

O Rosedal foi fundado em 1914 e em 2012 ganhou o prêmio internacional “Garden Excellence Award” (Jardim de Excelência), que é concedido anualmente pela Federação Mundial de Sociedades de Rosa (WFRS, na sigla em inglês).

El Rosedal: placa centenário

El Rosedal: placa centenário

 

Jardim Clássico

O estilo do jardim é bem clássico. Com um canteiro para cada tipo de rosa, com plaquinhas com o nome de cada uma e alamedas entre os canteiros. Tem uma pérgola de um lado, um anfiteatro do outro e para chegar até o jardim, para quem vem da rua, tem uma ponte em estilo grego para atravessar o lago que circula o parque. Para quem gosta de flores, é imperdível!

El Rosedal: Mapa

El Rosedal: Mapa

 

AAC

Vi o carinho com que as roseiras são cuidadas pelos jardineiros, que estão sempre podando as flores secas e velhas para deixar os arbustos bem bonitos.

 

Época da poda

Li que em julho, quando começa a época de poda, vizinhos e turistas se aproximam dos jardineiros para receber flores ou mudas, para plantar nas suas casas.

 

Melhores meses para visitação

As rosas estão no auge da floração nos meses de outubro e novembro, que devem ser os melhores meses para visitar. Mesmo assim, em fevereiro achei que estava bem florido!

 

Só rosas

Notei que nos canteiros de rosas só estão plantadas rosas. Não tem nenhuma outra planta competindo por luminosidade ou nutriente com elas.

 

Saiba mais sobre El Rosedal.

 

Conheça o Paraíso das Rosas de Paris.

 

Veja dicas de Cultivo de Rosas

 

Domingo que vem eu conto mais um pouco da minha viagem a Buenos Aires! Fique de olho!

 

E aí? Gostou de passear comigo e conhecer um pouquinho de Buenos Aires? Conta para mim o que você achou nos comentários abaixo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Petar: O parque das Cavernas!

Petar: O parque das Cavernas!

Venha passear comigo e conhecer o Petar, um parque que tem a maior concentração de cavernas do Brasil e muita mata nativa!

Petar: Parque das Cavernas!

Quero te convidar agora a curtir comigo mais um lugar muito diferente e que pouca gente sabe que existe!

 

PETAR

O Petar, é um parque estadual que fica na região do Vale do Ribeira a 340km da cidade de São Paulo e a 185km de Curitiba. E o que esse parque tem de diferente além de muita natureza? Lá tem a maior concentração de cavernas do Brasil!

 

Nozinha das cavernas!

Você que curte meus vídeos já sabe que eu adoro a natureza, montanha e cachoeira, né? Mas aposto que você não sabia que eu também adoro caverna! Nôzinha, a mulher das cavernas!!! Por essa você não esperava!

 

Caso de amor antigo

Bom, o caso de amor com as cavernas é antigo. Quando eu tinha uns 15 anos fui com um grupo de jovens visitar algumas cavernas desse parque que foi fundado em 1958 e que é conhecido como Petar, Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira. Essa viagem me marcou por dois motivos.

 

Primeiro

O primeiro foi uma forma de encarar a vida. A gente tinha que subir um morrão para chegar até a boca da caverna. Eu olhei aquele morro e falei para o guia que eu não ia conseguir subir. Ele então me falou: Não olha para cima, olhe para a frente. Um passo de cada vez. E foi conversando comigo enquanto a gente ia subindo. Até que eu percebi que a gente já tinha chegado no topo! Então sempre que tenho alguma dificuldade, penso: não vou olhar para o final, que está longe e é difícil, mas vou devagar e sempre. Um passo de cada vez, que uma hora eu chego no final! Esse pensamento virou quase que um mantra na minha vida!

 

Segunda

A segunda situação que me marcou foi quando a gente estava dentro de uma caverna e o guia pediu para a gente desligar as lanternas e ficar em silêncio. Foi mágico! Me senti super bem, feliz e acolhida dentro da caverna. E o silêncio… achei super calmante e profundo! Meditativo… Adorei!

 

40 anos

Quando fiz 40 anos, pedi para o meu marido que queria comemorar meu aniversário nas cavernas então fomos os 4 passar o final de semana no Petar! Pegamos um guia local, o Cidão, um cara nativo, super experiente, que já ficou uma vez morando 1 semana dentro de uma caverna para auxiliar uma pesquisadora, para ser nosso guia. Ele fez uma surpresa maravilhosa e improvisou uma pequena festa de aniversário para mim dentro da caverna! Foi inesquecível aquele aniversário! Veja as fotos aqui.

 

Essas férias!

Esse ano, meu marido ia esquiar com os meninos e eu não queria ir. Não gosto de esquiar. Já machuquei o joelho esquiando… enfim, estava pensando o que ia fazer enquanto eles estivessem viajando quando a Patrícia, uma das minhas melhores amigas, uma amigona de infância, que tinha ido comigo para o Petar quando a gente tinha 15 anos, disse que ia passar uma semana lá com o marido e os filhos!

Nô e Pat

Nô e Pat

 

Acabei me convidando para ir com eles e conseguimos que o Cidão fosse nosso guia novamente!

Olha o Cidão aqui!

Olha o Cidão aqui!

 

 

450 cavernas!

Dizem que naquela região tem mais de 450 cavernas! E por que tem tanta caverna naquela região? Por que lá tem muito calcário no solo e muita mata atlântica ainda preservada. O solo da mata é muito rico e fértil e quando chove, a água da chuva que penetra no solo fica carregada de ácido carbônico e conforme essa água vai penetrando nas fissuras rochosas, ela vai desgastando o calcário que existe no solo e vai abrindo dutos e galerias, dando origem a cavidades naturais, as cavernas de calcário.

placa explicação formação cavernas

placa explicação formação cavernas

 

Caverna Santana

Uma das cavernas mais lindas da região é a Santana, que possui muitas formações rochosas maravilhosas por dentro. Essas formações que saem do teto são chamadas de estalagtites e as que saem do piso, estalagmites. Na verdade, todas saem do teto. Por que a água com ácido carbônico vai penetrando no solo acima da caverna e vai pingando e formando as estalagtites que pingam na ponta e formam as estalagmites até que chega uma hora que elas se encontram e formam uma coluna.

Olha só como é lindo por dentro dessa caverna!

 

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

Caverna Santana

 

MATA PRESERVADA

As cavernas no parque estão rodeadas de mata atlântica preservada! Essa aqui é a caverna Morro Preto. Olha que vista linda da entrada da caverna. De um lado, um monte de vegetação, palmeiras, céu azul. Do outro pedras e mais pedras. E lá dentro tem um salão enorme e um monte de pedras formando degraus em diversos níveis. Olha a vista de dentro da caverna para a boca… primeiro a gente vê a vegetação depois conforme a gente vai mais para dentro da caverna, a gente só vê uma luz filtrada entrando que fica meio fantasmagórica, né? Parece filme…

Caverna do Couto

Caverna do Couto

 

Cachoeira do Couto

Depois fomos para uma cachoeira deliciosa! A cachoeira do Couto! Ah… eu amo tomar banho de cachoeira!!! Aquela água toda caindo com força sobre mim… limpa tudo! Saio renovada! Pena que tinha uma mulher gritando como uma gralha ao lado!

Nô e Fê na Cachoeira do Couto

Nô e Fê na Cachoeira do Couto

 

TRILHA DO BETARI

No dia seguinte fizemos a trilha do rio Betari que vai margeando o rio, subindo e descendo morro, atravessando o rio de um lado para outro… nessa trilha percebi como fazer trilhas é importante para mim. É uma forma de meditação. Você tem que estar totalmente presente. Totalmente focado no que está fazendo, onde está pisando. Não dá para distrair nem perder o foco por que se não você pode se machucar e aí, acabou a viagem!

 

CONEXÃO COM A NATUREZA

Adoro essa sensação de estar no meio da mata, de sentir a umidade, os cheiros, ouvir e ver os animais,  ouvir o rio, o vento… ver aqueles infinitos tons de verde que relaxam os olhos…

 

CACHOEIRAS

Depois de andar uns 3,5km chegamos a duas cachoeiras. A cachoeira da andorinha é linda, mas a queda d’água é muito forte, então é perigoso entrar debaixo dela. Só deu para tirar fotos. Mas na cachoeira do beija-flor, dá para entrar e até sentar numa pedra que foi primorosamente esculpida pelas água para formar um banquinho! Delícia!

 

Cachoeira

Cachoeira do Beija-flor

 

Adoro ver a plantas que nascem nas pedras. A natureza é criativa e persistente! Ela brota onde tem o mínimo de terra!

Natureza brotando nas pedras

Natureza brotando nas pedras, eu a família da Pat

 

E as bromélias??? Vi várias, uma mais linda que a outra! Lá também tinham hotéis de bromélias, árvores que ficam lotadas de bromélias. Elas só se hospedam nos galhos. Elas não prejudicam a árvore. Veja mais sobre bromélias aqui.

 

Olha essa samambaia de metro que linda! É assim que ela vive na natureza!

Samambaia de metro

Samambaia de metro

 

Palmito

Vi também várias palmeiras jussara, de onde se extrai o palmito jussara. Essas palmeiras estão em extinção, tamanha ganância de extração sem replantio dela. Sabia que para pegar o palmito tem que cortar a palmeira inteira? E o palmito é o coração, o miolo do tronco dela, aquela parte que fica lá no topo, perto das folhas… E a jussara demora muito para crescer. Já o pupunha, depois que você corta um tronco, logo brota outro. Por isso que ele agora é muito mais comercializado.

 

Cachoeira do Infinito

E pertinho da pousada tinha um local chamado cachoeira do infinito, com 3 cachoeiras maravilhosas, que fomos visitar no último dia. 2 delas tem que chegar nadando e não dá para ficar muito tempo por que não tem onde apoiar, mas tem uma que tem um bancão de pedra que é divino! Deu até para ficar deitada e receber uma drenagem aquática! Bom demais!!!

Nô e a massagem aquática

 

 

POUSADA DAS CAVERNAS

Ficamos hospedados numa pousada muito boa chamada Pousada das Cavernas, não tem grandes luxos, mas é super limpa e tem o que precisa! A comida é caseira e muito gostosa! Saiba mais aqui.

 

Emoção e aventura!

Os dias foram muito intensos! Cheios de emoção e aventura! Foi muito  bom para a cabeça, para a alma, para o corpo! Estar em conexão com a natureza é tudo de bom! Recomendo esse passeio!

 

Cidão

E se quiser ir com o Cidão, segue o contato dele via whatspp: +55 15 99651-2519‬.

 

E aí? Gostou de passear comigo e conhecer um pouquinho das cavernas do Petar? Conta para mim o que você achou nos comentários abaixo

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

São Francisco Xavier: um passeio de lavar a alma!

São Francisco Xavier: um passeio de lavar a alma!

Venha passear comigo e conhecer essa linda cidade montanhosa e super charmosa, que fica pertinho de São Paulo, e onde passei o final do ano passado.

São Francisco Xavier: um passeio de lavar a alma!

Você que curte meus vídeos já sabe que eu adoro a natureza, montanha e cachoeira, né? E essa cidadezinha tem tudo isso! Meu marido e eu alugamos um sítio e fomos com nossos filhos e namoradas passar o feriado de final de ano lá.

 

O Sítio

Alugamos um sítio pelo Airbnb. O sítio era lindo! A casa era toda envidraçada com terraços quase a volta toda e vista para as montanhas do entorno. A gente acordava e tinha uma bruma cobrindo a vista, que ia sumindo conforme o sol ia esquentando. Teve um dia que presenciei um balé de andorinhas! Foi mágico! A piscina também era linda! Comprida e com uma pedra verde, que combinava com a paisagem. Tinha até um ofurô para relaxar no final da tarde.

 

Aguapé

Perto da casa também tinha um laguinho com carpas e mureré ou aguapé, também conhecida por jacinto-d’água, rainha-dos-lagos, baroneza, camalote e até pareci (Eichhornia crassipes). Essa planta aquática é linda demais! É flutuante, perene e nativa da América Tropical, inclusive do Brasil. Os peixes adoram usar suas raízes para suporte dos seus ovos, mas que com o tempo ela pode se tornar invasora, então tem que ser controlada. Ela nos presenteia com flores lilás-azuladas, muito ornamentais, formadas no verão!

Aguapé

Aguapé

 

Hortênsia

Lá em São Xico, como a cidade é carinhosamente chamada, tem um local chamado Pouso do Rochedo, que tem uma trilha que passa por várias cachoeiras maravilhosas e começa com um caminho cheio de hortênsias, que estavam super floridas. Hortênsia adora regiões montanhosas, com inverno frio. Aqui tem dicas de cultivo de hortênsias.

Hortênsias

Hortênsias

 

Dessa vez não fizemos a trilha completa, que sobre até o alto da montanha. Fizemos a trilha que vai beirando o rio e passando pelas cachoeiras. O visual é deslumbrante! Adoro esse passeio! É a 3a vez que faço essa trilha!

 

Araucária

Nessa região ainda há muitas araucárias também conhecidas por Pinheiro-do-paraná ou pinheiro-brasileiro (Araucaria angustifólia), que infelizmente está na lista oficial das espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção graças à sua exploração indiscriminada. Sou apaixonada por esse pinheiro brasileiro que pode atingir até 50m de altura! Adoro sua forma de guarda-chuva ao contrário ou aquelas taças de champanhe antigas.

Araucárias

Araucárias

 

Bromélia

E essas bromélias que nascem nas árvores??? Lindas demais, né? Tem umas árvores que ficam lotadas de bromélias. Costumo chamar de hotel de bromélias. Por que elas só se hospedam. Elas não prejudicam a árvore. Veja mais dicas de cultivo de bromélias aqui.

Árvore com bromélias

Árvore com bromélias

 

Cenário de filme!

Como lá é uma região montanhosa e com muitos rios de água gelada, é muito bom para o cultivo de trutas. Fomos um dia almoçar no restaurante e trutário Serra das Águas que tem duas cachoeiras acessíveis por uma trilha que sai por trás do restaurante. A primeira é bonita, mas a segunda é incrível! São 3 quedas d’água num cânion todo cheio de verde! É tanto abundância de água que ela até escorre pela lateral, pelas plantas!

Cachoeira

Cachoeira

 

Parece saído de cenário de filme, de tão lindo que é! A água é claro que é gelada, mas eu não me importo! Amo tomar banho de cachoeira! Sinto que aquela água pura e maravilhosa limpa tudo, até a alma!

 

Esses dias em São Xico foram maravilhosos! Bom demais viajar e estar em contato com a natureza! Voltei renovada e cheia de energia para começar o ano!

 

E aí? Gostou de passear comigo e conhecer um pouquinho de São Francisco Xavier? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Itacaré: um Paraíso no sul da Bahia

Itacaré: um Paraíso no sul da Bahia

Venha passear comigo e conhecer essa linda cidade praiana chamada Itacaré, que fica no sul da Bahia, onde passei uns dias em novembro de 2018.

Itacaré: um Paraíso no sul da Bahia

Praia, cachoeira e natureza!

No último feriado do ano passado, em novembro, fui visitar uma cidade praiana linda, Itacaré. Que fica no sul da Bahia. Eu adoro a Bahia! E adoro praia, cachoeira e natureza. E lá tem tudo isso! Então eu aproveitei para gravar uns videozinhos e tirei muitas fotos enquanto estava lá para poder compartilhar com você.

 

Sítio Refúgio Bungalow

Sítio Refúgio Bungalow

Sítio Refúgio Bungalow

 

Bom, ficamos num misto de hotel e pousada, chamado Sítio Refúgio Bungalow. Um lugar lindo, num vale rodeado de mata atlântica! Um sonho! E os donos, o Artur e a Andrea, são ótimos! Pararicaram super a gente!

Olha a nossa suíte que linda!

Suíte do Sítio Refúgio Bungalow

Suíte do Sítio Refúgio Bungalow

 

E a vista do deck onde a gente tomava café da manhã e jantava era incrível! E tinha um local onde eles colocavam bananas para os passarinhos e virava uma festa! Montes de passarinhos coloridos, um mais lindo que o outro se banqueteando por lá! Um deleite para os olhos!

Tudo com muito capricho e bom gosto!

Gostou? Quer se hospedar lá?

Entre em contato com eles por aqui:

Instagram: https://www.instagram.com/sitiorefugiobungalow/

Facebook: https://www.facebook.com/sitiorefugio.bungalow.bahia

 

Restaurante Itacarezinho

Eles descolaram até para a gente curtir a praia no Restaurante Itacarezinho, que fica na beira da praia! Saca só que lugar descolado e aconchegante!

Restaurante Itacarezinho

Restaurante Itacarezinho

 

Tem uns lounges onde você pode ficar o dia todo, descansando e curtindo a praia.

Meu marido Celso num lounge do Restaurante Itacarezinho

Meu marido Celso num lounge do Restaurante Itacarezinho

 

E a comida então? Divina! Comi um peixe na folhe de bananeira, dos Deuses!

Peixe na folha de bananeira do Restaurante Itacarezinho

Peixe na folha de bananeira do Restaurante Itacarezinho

 

Essa é a praia de Itacarezinho. Show, né?

Praia de Itacarezinho, Bahia

Praia de Itacarezinho, Bahia

 

Cachoeira de Tijuípe

Pertinho da pousada tinha uma cachoeira, a cachoeira de Tijuipe. Sabe aquela cachoeira forte, onde você sente todo o poder e força da água? Que quando você entra sente que até a sua alma está sendo lavada? Pois é, essa cachoeira é desse tipo! Adoro!!!

Nô e Celso Figueiredo na Cachoeira do Tijuípe

Nô e Celso Figueiredo na Cachoeira do Tijuípe

 

Côco

Alugamos uma lancha e fomos passear pela Bahia de Camamu. Muito linda! Nosso guia/marinheiro me mostrou a semente do coco.

Semente de côco brotando

Semente de côco brotando

Sabia que o coco não é nativo do Brasil? A origem do coqueiro é uma incógnita. Uns acham que é nativo da Polinésia, outros da Índia, e até acharam um fóssil de 5 mil na Ilha do Norte da Nova Zelândia. Mas como os cocos flutuam, foram se espalhando pelo mundo a fora pelas correntes marinhas e também com a ajuda do homem. No livro do Lorenzi ele diz que a espécie que tem os 3 furinhos ocorre quase que só no Brasil, então por muitos é considerada nativa no Nordeste. Legal, né? O que sei é que adoro água de coco e não consigo imaginar uma praia sem um coqueiro no fundo!

 

Cachoeira do Tremembé

E no final do passeio nosso marinheiro entrou com a lancha debaixo da cachoeira do Tremembé! Depois subimos pela lateral e tomamos um delicioso e relaxante banho de cachoeira!

Cachoeira do Tremembé

Cachoeira do Tremembé

 

Abacaxi Vermelho

E esse abacaxi vermelho que vi na estrada? Fiquei louca e pedi para meu marido parar o carro para tirar foto!

Abacaxi vermelho

Abacaxi vermelho (Ananas bracteatus) – pode ser consumido! É uma PANC!

Flor de Lótus

Também alucinei quando vi esse laguinho com flores de lótus! Eu nunca tinha visto flores de lótus plantadas!!! Esse laguinho fica numa casa de empadas na beira da estrada, perto do sítio onde estávamos. Paramos lá 2 vezes. Na primeira vez tinha um botão e na segunda, o botão tinha aberto! Meu coração quase explodiu de emoção!!!

Flor de Lótus

Flor de Lótus (Nelumbo nucifera)

Flor de Lótus

Detalhe da flor de Lótus(Nelumbo nucifera) aberta – todas as partes dessa planta são comestíveis! Também é uma PANC!

 

Esses dias em Itacaré foram maravilhosos! Adoro viajar!

 

E aí? Gostou de passear comigo e conhecer um pouquinho do sul da Bahia? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Faça parte da minha Lista VIP e ganhe 2 e-books!

E você pode se inscrever aqui no site, fazer parte da minha lista VIP e ganhar 2 e-books!

Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: falecom@nofigueiredo.com.br e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

 

ESTRÉIA DE VÍDEOS NO YOUTUBE

Agora é possível programar uma estréia no Youtube. Então uns dias antes da 5af e do domingo eu já posto no canal a miniatura do vídeo que será postado. Aquela fotinho da capa do vídeo. E você pode clicar ali para receber um lembrete avisando que o vídeo irá começar. É muito legal saber antes o assunto do vídeo que irá ao ar, né?

 

Instagram

Siga-me no instagram. Procure por @nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Kit joaNinho

Acompanhe o ciclo de vida das joaninhas e depois solte-as na natureza!

Hotel dos insetos

Hospede insetos amigos das plantas no seu jardim. Use cupom NOFIGUEIREDO para ganhar 5% de desconto.

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Plantei.

Use o cupom VIMDANO para ganhar 5% de desconto na sua primeira compra.

Siga a Nô nas redes sociais

Chapada dos Veadeiros

Chapada dos Veadeiros

Nada é melhor do que um belo feriadão para tirar a barriga da miséria e mergulhar na natureza! Adoro! Esse carnaval resolvemos deixar de lado a fantasia da escola de samba e colocar a fantasia de trilha: botinha de caminhada, calça de tactel que seca rápido, camiseta com fator de proteção solar, chapéu e óculos escuros. Ah, e o item mais importante: um bikini por baixo de tudo isso para poder aproveitar as cachoeiras!

Nô Figueiredo chapada de alegria na frente da Cachoeira dos Couros na Chapada dos Veadeiros, GO

Na 6af logo depois do almoço pegamos um voo para Brasília com mais 2 casais amigos com filhos na idade dos nossos. Lá nos esperava um van para nos levar até a cidade de Alto Paraíso de Goiás, onde fica a Chapada dos Veadeiros. Ficamos hospedados numa pousada BBB: boa, bonita e barata chamada Casa Rosa. Gostei muito das camas. Colchões firmes e altos. Super confortáveis. Dormimos os 4 no mesmo quarto. Meu marido e eu numa cama king, e mais 2 camas de solteiro para meus filhos. No final do quarto tinha uma pia no meio, aberta para o quarto e de cada lado uma porta. Uma tinha o vaso sanitário e a outra o chuveiro. Achei super prático. Na entrada do chalé tinha uma varandinha com rede, muito útil para secar a roupa…

Bom, vamos ao que interessa: A Chapada. Fiquei encantada com a vegetação do cerrado. Que plantas lindas! São totalmente diferentes das que temos aqui em SP:

Flor nativa do Cerrado da Chapada dos Veadeiros, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Flor nativa do Cerrado da Chapada dos Veadeiros, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Olha só os líquens, parecem pingos de tinta fluorescente! Os guias falaram que a Nasa esteve por lá estudando esses líquens e que eles disseram que são dessa cor por que o ar lá é puríssimo!

Líquen amarelo fluorescente na Chapada dos Veadeiros, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Líquen amarelo e laranja fluorescente na Chapada dos Veadeiros, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Lá nascem muitos rios. E tem montes de cachoeiras. Uma mais linda que a outra!

Cachoeira das Siriemas no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Vale da Lua – Chapada dos Veadeiros, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Cada uma com um tipo de rocha. A água pode se esbaldar e criar mil formas diferentes!

Cachoeira das Siriemas no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Cachoeira Almécegas I na Fazenda São Bento, GO – foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Sente o clima das cachoeiras, peguei uns vídeozinhos que o Fábio Mazza, nosso amigo companheiro de viagem, fez e fiz uma montagem…

 

Que vontade de voltar para lá e tomar mais um banho gostoso de cachoeira como esse…

Nô Figueiredo nas Cachoeira dos Couros na Chapada dos Veadeiros, GO – Brasil – foto: Fábio Mazza

 

Eu adoro o mar, mas acho banho de cachoeira uma das melhores coisas do mundo! Sinto que energia e a força da água limpam até a alma! Bom demais!

Se quiser ver mais fotos da viagem, acesse o álbum da Chapada dos Veadeiros no facebook.

 

Dicas da viagem:

Onde ficamos: POUSADA CASA ROSA 

Nossos guias foram a Rosa Almeida e o Zé Pereira da ALTERNATIVAS ECOTURISMO 

O que visitamos:

 DIA  01/03 – CATARATAS DO RIO DOS COUROS

–          Após o café da manhã, saimos com direção a serra de São Vicente. Traslado de 53km,  onde estão localizadas as Cataratas dos Couros. Este é um trecho do Riodos Couros em área particular – uma dos mais impressionantes complexos, com várias cachoeiras, quedas, corredeiras e maravilhosos poços para natação. Essa formidável sucessão de quedas com nomes tais como “Muralha, Franja, Bujão e Parafuso”. Cerca de 2km de caminhada, margeando o Rio dos Couros. Grau de dificuldade: médio.   Paradas para banho e lanche de trilha nas cachoeiras, incluído.

Obs: Amei esse passeio! Vale a pena! 

 

 DIA 02/03 – VALE DA LUA 

–          Após o café da manhã, deslocamento de 35km até o Pé da Serra do Segredo, onde está localizado o Vale da Lua. O atrativo mais visitado da Chapada. O Rio São Miguel percorre um trecho de cerca de 1 km entre rochas esculpidas pelas águas durante milhares de anos, formando piscinas, e inúmeras duchas, pausa para banho refrescante em suas águas cristalinas.  Caminhada de 1,2km ida e volta. Grau de dificuldade: leve.

–        Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros – Cachoeira das Siriemas

Obs: O Vale da Lua é lindo, vale muito a visita. A cachoeira das Siriemas também adorei!

 

3° DIA 02/03 – ALMÉCEGAS / CACHOEIRA SÃO BENTO

–          Após o café da manhã, deslocamento de 15km até a Fazenda São Bento, onde fizemos um rapel e depois visitamos as Cachoeiras: Almécegas I, Almécegas II. Duas quedas exuberantes, uma delas de grande porte e beleza, estas dão origem a piscinas excelentes para banho e descanso. Caminhada de 3km – ida e volta. Grau de dificuldade: médio leve. Lanche incluso.

–          No período da tarde, ali próximo, no Portal da Chapada, visitaremos a Cachoeira de São Bento. Um dos pontos mais visitados da Chapada.  Possui um ótimo poço para mergulho e natação, onde se costuma promover campeonatos nacionais de Pólo Aquático em águas correntes, 3,2km de trilha, sendo 2,4km de trilha de madeira suspensa o que é um atrativo a mais. Grau de dificuldade – Levíssimo 

Obs: O rapel foi legal. As crianças gostaram muito. Eu achei que poderia ser mais alto, pois fiquei parada no meio e tiveram que ir me buscar…

Adorei a Cachoeira Almécegas I! Linda demais e a piscina natural que se forma antes da queda é divina!

4° DIA 04/03 –LOQUINHAS / POÇO ENCANTADO

–          Após o café da manhã, deslocamento de 4km até as Cachoeiras das Loquinhas, Um santuário Ecológico, formado por um complexo de beleza única caracterizados por suas águas de tom verde esmeralda em suas sete piscinas e sete pequenas cachoeiras. A trilha suspensa de 1500m, toda em madeira, preservando a mata de galeria e ladeando o Córrego Passatempo, garante fácil visitação. Total de caminhada de 3km ida e volta. Grau de dificuldade: leve.

–          No período da tarde, deslocamento de 55km até a cachoeira do Poço Encantado que possui um poço que forma uma prainha com areia e tudo na sua borda. Bom para banho. Trilha de 1km – ida e volta. Grau de dificuldade: levíssimo (15 minutos de caminhada em média). Lanche incluso. –

Obs: Adorei a Cachoeira do Poço do Sol nas Loquinhas!

Não gostei muito do Poço Encantado, acho que por que estava muito cheio e chovendo…

 

Descobri que por baixo de toda a Chapada tem montes de cristais. A energia lá é incrível! Quero agora explorar o lado esotérico da Chapada. Quem quer ir comigo?

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza

Bonito

Bonito

Imagine um lugar com cachoeiras, matas, pássaros e muitos bichos… Uma espécie de paraíso na Terra… Imaginou? Esse lugar existe e fica no coração do Brasil, no estado de Mato Grosso do Sul, numa cidadezinha chamada Bonito. Que merece o nome e a fama que tem.

Parque das Cachoeiras – Bonito, MS. foto: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Situada na Serra da Bodoquena, Bonito é formada por muitos rios que foram esculpindo a rocha calcária e criando cavernas, grutas, cachoeiras e lagos de águas cristalinas que com uma estrutura muito bem organizada tornaram essa cidade num maravilhoso destino de ecoturismo. Tanto que ano passado ganhou o prêmio de “Melhor Destino Para Turismo Responsável no Mundo graças ao controle rígido que garante um limite de visitantes por vez nas atrações e, por tabela, a preservação do lugar.

Meu marido sabe que adoro natureza e principalmente cachoeiras então ele resolveu nos fazer uma surpresa e comprou um pacote para passarmos o reveillon em Bonito. Eu amei a viagem e gostaria de compartilhar um pouco das belezas locais com vocês.

Começamos com o pé direito visitando o Parque das Cachoeiras, caminhando pela trilha feita de decks de madeira (para não impactar e compactar o solo) através da mata ciliar do Rio Mimoso, , onde pudemos mergulhar nas piscinas naturais e tomar deliciosos banhos nas 7 cachoeiras, além de apreciarmos a beleza da fauna e flora locais. O percurso é sempre feito em companhia de um guia treinado e o local oferece colete salva vidas para quem não sabe nadar. Tudo muito limpo, seguro e organizado! Ao final do passeio, almoçamos por lá mesmo, num restaurante simples que oferece comida típica de fazenda feita no fogão à lenha, com vista para o mata. Depois do almoço, soneca no redário. Uma deliciosa tradição local.

No outro dia fomos conhecer a famosa Gruta do Lago Azul.  O lago é realmente muito bonito, mas acho que não vale muito a pena. Eu adoro cavernas (aqui tem um post sobre as cavernas do Petar em SP) e confesso que fiquei meio decepcionada por ficar tão pouco tempo dentro dessa. A entrada da gruta é feita por degraus de pedra, sem corrimão, por isso não recomendam para crianças pequenas, mas depois há uma escada com corrimão e não dá para chegar perto do lago. Apesar do dia estar nublado, demos sorte e apareceu um solzinho para garantir a água azul para nosso deleite.

Parque das Cachoeiras – Bonito, MS. fotos: Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Fomos também andar de Bote no Rio Formoso. Vários botes de borracha que acomodam umas 12 pessoas usando coletes salva vidas (para garantir a segurança) e um guia, descendo as corredeiras do Rio Formoso. Foi muito divertido. Viramos crianças remando, jogando água nos outros botes e apostando corrida para ver quem chegava em primeiro lugar! Tudo isso ladeado pela mata ciliar preservada. Depois do passeio, tomamos um sorvete e ficamos curtindo a cachoeira do parque.

O ponto alto da viagem foi a Flutuação no Rio da Prata, que fica na cidade vizinha de Jardim, a 51km de Bonito, por uma estrada que tem trechos de asfalto e terra (ou solo como eles falam por lá). No valor da atração está incluso o aluguel de uma roupa de neoprene de mangas compridas e que vai até os joelhos e botinhas também de neoprene, máscara e snorkel. Pequenos grupos são formados e levados de caminhão até o começo da mata ciliar da propriedade. Caminhamos pela mata até chegarmos na nascente do Olho d’Água onde o guia/instrutor ensina como usar o equipamento e a verdadeira aventura começa. A roupa de neoprene faz com que você flutue e a água cristalina oferece um maravilhoso espetáculo. A sensação é de mergulhar num aquário que não acaba! Peixes e mais peixes, pacus, pintados, dourados, trairas e por aí vai… Lindo demais! Esse passeio é IMPERDÍVEL! Ah, se gostar de filmar e fotografar, alugue na cidade uma camera subaquática, que é mais barato que na atração. Vale a pena!

Flutuação no Rio da Prata – Bonito, MS. fotos: Nô Figueiredo

Os guias locais nos haviam indicado a Boca da Onça, mas infelizmente o passeio foi cancelado por que havia chovido muito na véspera e o rio estava muito turvo. Então acabamos indo para a Fazenda Ceita Coré, que oferece uma trilha na mata ciliar passando por várias cachoeiras. Achei as cachoeiras bonitas, mas as do Parque das Cachoeiras eram melhores. Nesse passeio o nosso grupo estava grande demais e não foi tão legal.

A nossa super agente de viagens, a Giselle da Giloschiavo, nos indicou uma pousada fora do centro de Bonito, que era linda, calma e sossegada. A Pousada Olho d’Água, com seus jardins onde passeavam siriemas e cotias. Recanto perfeito para recarregar as energias depois de tantas aventuras!

Pousada Olho d’Água – Bonito, MS. fotos: Nô Figueiredo

Dicas:

Melhor época do ano para visitar: ano todo. Evite os meses de inverno se gostar de banhos de cachoeira pois a temperatura da água pode ficar muito fria. No verão foi delicioso, só que às vezes chove e algumas atrações ficam com rios barrentos e não cristalinos.

O que levar: roupa de banho, chapéu, óculos escuros, tênis e/ou botinha para caminhada, toalha (adoro essa da Decatlon, que é leve e seca super rápido). No passeio das cachoeiras o ideal teria sido uma papete. Na flutuação do Rio da Prata não pode usar protetor solar nem repelente de mosquitos para não poluir a nascente do rio.

Como chegar:  Voamos de SP para Campo Grande pela TAM, mas depois ficamos sabendo que existem vôos da AZUL direto para Bonito. O voo de SP para Campo Grande dura quase 2 horas. Até aí, tudo bem. Duro é encarar mais 4 horas e pouco de ônibus até Bonito…

Meio de transporte para as atrações: ônibus compartilhado é a opção mais econômica. Alguns dias alugamos um FIAT velho para nos deslocarmos.

Onde comer: na maioria das atrações há a opção de incluir o almoço. Na cidade, o melhor peixe comemos no Restaurante Pantanal na rua principal. O único lugar que tinha um peixe delicioso que não era “à milanesa”. O restaurante A Casa do João tem um ambiente muito gostoso, uma lojinha charmosa e o cardápio mais divertido:

Quanto custa: Todas as atrações são pagas. E bem pagas. Não dá para chegar na atração sem ter comprado o voucher anteriormente e o valor de cada atração é tabelado. Um parte do valor vai para a agência de turismo, outra parte para o guia, outra para a prefeitura e restante fica para bancar os custos da atração. As opções em conta são os balneários públicos, mas são as atrações particulares, como as citadas acima, que reservam a grande diversão. Para você ter uma ideia de valores, segue os Preços por pessoa que pagamos na alta temporada:  

Parque das Cachoeiras: R$95,00 adulto/ R$70,00 criança – R$30,00 a refeição

Gruta do Lago Azul: R$60,00 adulto e criança

Bote no Rio Formoso: R$89,00 adulto/ R$80 criança – R$30,00 a refeição

Flutuação no Rio da Prata: R$162,00 adulto e criança

Fazenda Ceita Coré: R$121,00 adulto/ R$86,00 criança – R$30,00 a refeição

A cidade de Bonito não é grande coisa. Uma ruazinha de comércio, com uns restaurantes e lojinhas, sem nenhum charme. E à noite caminhonetes gigantes com caixas enormes de som pilotadas por jovens que ficam disputando quem toca a música mais alta e pior. Por tanto, se puder, fuja das pousadas do centro. Você não vai conseguir dormir à noite e no dia seguinte terá que acordar cedo…

Como já disse no começo do post, amei Bonito e quero um dia voltar. Desejo que essa estrutura premiada se mantenha preservando esse paraíso no coração do nosso querido Brasil. Deu orgulho de ser brasileira e ver que é possível desfrutarmos as belezas da natureza sem precisarmos destruir. Como dizem, da natureza só se leva fotos e boas lembranças!

 

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza