Boldos: conheça os benefícios para a saúde e aprenda como cultivá-los com as dicas da querida herborista Sabrina Jeha nessa visita que a Nô Figueiredo fez no Sabor de Fazenda.

Boldos: Benefícios e dicas de cultivo

Sabia que aqui no Brasil existem 3 plantas conhecidas como boldo? Aprenda agora sobre seus benefícios, propriedades e como cultivá-las.

 

Boldo africano

O boldo africano (Plectranthus barbatus) também conhecido por boldo da terra, boldo de jardim, boldo do reino, falso boldo, malva santa, indian coleus (inglês), boldo brasilero (espanhol), boldo de la índia (espanhol), coleus (espanhol) é originário da Índia.

Boldo africano

Boldo africano (Plectranthus barbatus)

 


Características botânicas:

Planta herbácea ou subarbustiva, aromática e perene. Atinge em torno de 1,5 m de altura, sendo pouco ramificada.

 

Cultivo-Solo/Clima: 

Pode ser plantado em todas as regiões do Brasil, sendo somente sensível à geada. É bem resistente a pragas e doenças. Seis meses após o plantio a colheita já pode ser iniciada. Para se ter uma planta volumosa é aconselhável à poda das inflorescências um pouco antes da colheita. A propagação é feita por estaquia.

 

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais: 

A maceração das folhas é um tônico amargo que facilita o trabalho da vesícula biliar estimulando a secreção da bílis, favorecendo a digestão de gorduras, porém se tomado em exagero ou se o uso for prolongado, pode causar irritação gástrica. Se tomado em exagero ou usado prolongadamente, pode ser tóxico e causar irritação no tubo digestivo.

 

Partes usadas: folhas.


Boldo miúdo

O boldo miúdo (Plectranthus neochilus), também conhecido por boldo gambá, spur flower (inglês), boldo paraguayo (espanhol), boldo rastrero (espanhol), el coleus azul (espanhol), espanta mascotas (espanhol) é originário da África.

Boldo miúdo

Boldo miúdo (Plectranthus neochilus)

 

Características botânicas:

Planta herbácea, perene, ramificada, de aroma muito intenso. Folhas inteiras, carnosas e opostas. Folhas verdes-cinza e flores com colorações azuis e roxas. Atinge altura de 30-90 cm.

 

Cultivo-Solo/Clima:

Responde bem às chuvas de inverno e de irrigação ocasional. Podem florescer ao longo de todo ano. Pode ser cultivada em vasos e em canteiros, formando uma bonita forragem. A reprodução pode ser feita por estaquia.

 

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais:

A maceração das folhas é um tônico amargo que facilita o trabalho da vesícula biliar estimulando a secreção da bílis, favorecendo a digestão de gorduras, porém se tomado em exagero ou se o uso for prolongado, pode causar irritação gástrica. Se tomado em exagero ou usado prolongadamente, pode ser tóxico e causar irritação no tubo digestivo.

 

Partes usadas: folhas.

 

Boldo indígena

O boldo indígena (Vernonia condensata), também conhecido por alumã, boldo baiano, boldo chinês, boldo indígena, boldo japonês, figatil (inglês), necroton (inglês) é nativo da África.

Boldo indígena

Boldo indígena (Vernonia condensata)

 

Características botânicas:

Grande arbusto, pouco ramificado e de 2-4 m de altura. Flores pequenas e de coloração branca, quais florescem no verão.

 

Cultivo-Solo/Clima:

Sua propagação é feita por estaca de galhos ou através de sementes em solo fértil, não sendo muito exigente quanto ao clima e solo. Típica de quintais e hortas, podendo ser plantada tanto em vasos quanto em canteiros. É bem resistente às pragas e doenças. Quando plantado em lugares sombreados, sua produção é menor. Seis meses após o plantio a colheita já pode ser iniciada, a colheita pode ser feita em qualquer época do ano, de preferência antes do surgimento da inflorescência. Para se ter uma planta volumosa é aconselhável a poda das inflorescências um pouco antes da colheita.

 

Usos medicinais, culinários e/ou ornamentais:

As folhas são usadas em infusão para o combate de gases intestinais, insuficiências hepáticas, analgésico e protetor estomacal. A maceração das folhas é um tônico amargo que facilita o trabalho da vesícula biliar estimulando a secreção da bílis favorecendo a digestão de gorduras.

 

Partes usadas: folhas.

 

O nome popular “boldo” é utilizado para denominar diversas plantas. O verdadeiro boldo (Peumus boldus) é uma pequena árvore do Chile, qual possui aroma de mastruço (Chenopodium ambrosioides), suas folhas são encontradas no comércio, porém não são cultivadas no Brasil. Existe ainda o falso boldo ou boldo-grande (Plectranthus grandis), muito parecido com o P. barbatus do qual difere por ter os talos e as folhas igualmente amargas e, o boldo-miúdo ou boldo-gambá (Plectranthus neochilus). Outra planta denominada boldo usada é a Vernonia condensata da família Asteraceae, conhecida também por alumã ou macelão (Lorenzi & Matos 2002).

 

 

Veja mais sobre horta e temperos.

 

 

Você encontra mudas desses boldos na Sabor de Fazenda:

http://www.sabordefazenda.com.br/

Loja: Av. Nadir Dias de Figueiredo, 395 – Vila Maria, São Paulo, SP

Tel: +55 (11) 2631-4915

Segunda: das 13h as 17h
Terça a sábado: das 8h as 17h

Instagram: @sabordefazenda

Facebook: SabordeFazendaErvaseTemperos

 

 

E aí? Você conhecia esses boldos? Sabia que existiam tantas plantas com esse nome? Já usou algum deles? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

ENTRE EM CONTATO COMIGO:

Sempre que você quiser entrar em contato comigo, é só escrever para: [email protected] e mandar fotos das plantas ou as suas dúvidas que eu respondo. Não respondo sempre de imediato, tá? Porque nem sempre eu consigo. Mas assim que eu tiver um tempinho eu sempre respondo, com certeza!

E você também pode se inscrever aqui no site e fazer parte da minha lista VIP. Veja no final do post do lado direito da tela. Toda semana você irá receber uma newsletter com as novidades e poderá responder à newsletter com as suas dúvidas e sugestões.

Siga-me no instagram e no facebook. Procure por nofigueiredo1 e veja fotos e vídeos que não posto aqui! 😉

Você encontra tudo para jardinagem na loja online Toca do Verde!

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com "NÔ" escrito no centro