Quando ando na rua, sempre olho para o chão e adoro quando vejo um tapete amarelo dourado como esse:

É sinal de que tem um ipê amarelo logo acima!

Tabebuia chrysotricha (ipê amarelo)

Uma vez estava voltando de uma viagem à Tiradentes quando vi esse ipê…O ipê amarelo é a árvore nacional do Brasil, por que quando ela floresce ela fica desprovida de folhas, uma massa amarela destacando-se do verde das nossas matas… poético, né?

 

Tabebuia chrysotricha (ipê amarelo)

crescendo soberano na beira da estradinha… Fiquei apaixonada por ele! Pedi para meu marido parar o carro porque eu precisava fotografá-lo!

Que presente maravilhoso da natureza!

Flor de Tabebuia chrysotricha (ipê amarelo)
Existem vários tipos de ipês amarelos. Aqui em São Paulo, o mais comum é a Tabebuia chrysotricha, que atinge de 4 a 10m de altura, cujo tronco varia de 30 a 40cm de diâmetro e floresce durante os meses de agosto e setembro. Segundo Lorenzi, é uma árvore extremamente ornamental, principalmente quando em flor; é a espécie de ipê-amarelo mais cultivada em praças e ruas de nossas cidades. É particularmente útil para arborização de ruas estreitas e sobre redes elétricas em virtude de seu pequeno porte.
Há também a Tabebuia ochracea, cuja altura varia de 6 a 14m e apresenta o tronco mais tortuoso de 30 a 50cm de diâmetro. Segundo Lorenzi, seu florescimento exuberante é um belo espetáculo da natureza, que estimula seu emprego no paisagismo em geral; infelizmente seu uso na arborização urbana é bastante escasso até o momento. Como planta adaptada a terrenos secos, é útil para plantios em áreas degradas de preservação permanente.
No norte do nosso país, a Tabebuia serratifolia, que varia de 8 a 20m de altura e tronco de 60 a 80cm de diâmetro, já vem sendo largamente utilizada nas cidades. Segundo Lorenzi, durante sobrevôo da floresta amazônica ela destaca-se por ser extremamente bela quando florida, sobressaindo do resto da vegetação.
Nos terrenos brejosos e reflorestamento de áreas ciliares degradadas, a Tabebuia umbrellata é presença indispensável. Com seus 10 a 15m de altura e tronco que varia de 40 a 50cm de diâmetro, é extremamente ornamental e perfeitamente adaptada tanta na mata primária quanto na formações secundárias.
E o mais alto de todos os ipês amarelos, o Tabebuia vellosoi, com seus 15 a 25m de altura e 40 a 70cm de diâmetro, foi a escolhida por decreto federal como “árvore símbolo do país”, é mais apropriado para arborização de parques e praças.
Referência bibliográfica:
LORENZI, Harri. Árvores Brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas do Brasil. vol. 1. 4a edição. Nova odessa, SP: Instituto Plantarum, 2002.

Gostou do post? Do site?
Conecte-se com a natureza curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde
Conexão com a natureza.