Aprenda quais os cuidados com as plantas na primavera e também a fazer um super adubo para estimular a floração nessa minha participação na TV Gazeta.

CUIDADOS COM AS PLANTAS NA PRIMAVERA

PREPARAÇÃO PARA A PRIMAVERA

Com a chegada da primavera as plantas se preparam para sair do repouso vegetal e voltam às suas atividades de crescer, frutificar e nos presentear com muitas flores! Então é época de reforçar os nutrientes no solo, para que elas fiquem bem saudáveis.

Eu gosto muito de usar adubos orgânicos ou naturais, que são compostos de matéria de origem vegetal ou animal. Essas substâncias precisam ser decompostas pelas bactérias e microrganismos do solo para poderem ser assimiladas pelas plantas. A atuação desse tipo de adubação é mais lenta, mas duradoura. Além disso, essa adubação ajuda a melhorar a textura da terra deixando-a mais porosa, beneficiando a oxigenação das raízes.

Falando de adubo, os adubos inorgânicos são obtidos a partir da extração mineral ou de derivados do petróleo. Sua atuação é imediata. Assim que são aplicados já podem ser absorvidos pela planta, não precisam ser decompostos pelas bactérias do solo. Mas muitos nutrientes são desperdiçados, pois muitas vezes a planta não consegue absorver todo o nutriente disponível e a sobra é perdida com o tempo e carregada pela a água.

 

PARA QUE SERVE CADA NUTRIENTE?

Costumamos dividir os nutrientes que as plantas precisam em 2 grupos. Os macronutrientes, que são os famosos NPK (nitrogênio, fósforo e potássio) que as plantas precisam em maior quantidade e os micronutrientes, que são também muito importantes, mas em menor quantidade.

NITROGÊNIO, o N da fórmula, é muito importante para o CRESCIMENTO e DESENVOLVIMENTO das RAÍZES, CAULES E FOLHAS. A maior parte do nitrogênio a planta absorve no começo da vida e ele fica armazenado em seus tecidos de crescimento. Quando ele está em maior quantidade na fórmula ele é recomendado para estimular a brotação e o enfolhamento. É ótimos para folhagens em geral e para gramados. Sua falta na fase inicial retarda o crescimento e consequentemente a produção de folhas. Geralmente a sua falta deixa a folha com a cor verde pálida ou verde amarelada e o excesso produz uma folhagem abundante de coloração verde-escura.

O P, o FÓSFORO, é muito importante na FORMAÇÃO da CLOROFILA e ainda AUMENTA o DESENVOLVIMENTO RADICULAR proporcionando à planta maior capacidade de absorver os elementos férteis do solo. O fósforo também age diretamente na QUALIDADE dos FRUTOS e MATURAÇÃO das SEMENTES. Se você quer estimular o surgimento de raízes (após um transplante por exemplo), o AUMENTO das FLORADAS, das frutificação e produção de sementes, você deve reforçar adubos onde o fósforo sobressai. Em regiões onde ocorrem geadas ele é muito importante para aumentar a RESISTÊNCIA das plantas AO FRIO e ajuda a apressar a maturação dos frutos. A deficiência desse elemento pode ser percebida pela coloração arroxeada das folhas.

O K, o POTÁSSIO, contribui na FORMAÇÃO de TUBÉRCULOS, RIZOMAS, FORTALECE os TECIDOS VEGETAIS e ainda AUMENTA a RESISTÊNCIA À SECA. Sem ele a planta não se desenvolve e fica atrofiada e mais sujeita ao ataque de pragas e doenças.

 

E os micronutrientes são: cálcio, magnésio, enxofre, boro, molibdênio, manganês, ferro, cobre e zinco. Servem para complementar a alimentação das plantas, mas em menor quantidade que os macronutrientes.

 

HÚMUS DE MINHOCA que você pode fazer em um minhocário ou então comprar pronto. MELHORA A POROSIDADE DO SOLO, AUMENTA os teores de NITROGÊNIO, FÓSFORO, POTÁSSIO, CÁLCIO E MANGANÊS do solo, MELHORA o pH e AUMENTA o número de MICRORGANISMOS no solo.

FARINHA DE OSSOS é proveniente da moagem de ossos. Contém FÓSFORO e CÁLCIO.

FARINHA DE CASCA DE OVO é feita com casca de ovo batida no liquificador Veja como fazer aqui. Contém FÓSFORO e CÁLCIO.

TORTA DE ALGODÃO ou TORTA DE MAMONA são ricas em NITROGÊNIO e MATÉRIA ORGÂNICA.

ATENÇÃO: a torta de mamona é tóxica para bichos e crianças. Evite misturá-la à farinha de osso, porque os cachorros são atraídos pelo cheiro.

 

Adubação natural para planta que floresce e frutifica:

3 colheres de farinha de osso ou casca de ovos
1 colher de torta de algodão ou mamona
8 colheres de húmus de minhoca

Coloque 1 colher da mistura na superfície do vaso e depois regue. Adube umas 3x por ano: começo primavera, começo do verão e começo do outono. No inverno não é necessário adubar.

Aplique sempre no final do dia.

 

Adubação natural para folhagens em geral ou pós floração:

3 colheres de torta de algodão
1 colher de farinha de osso
8 colheres de humus de minhoca

Coloque 1 colher da mistura na superfície do vaso e depois regue. Adube umas 3x por ano: começo primavera, começo do verão e começo do outono. No inverno não é necessário adubar.

Aplique sempre no final do dia.

 

O QUE ACONTECE SE VOCÊ ADUBAR DEMAIS?

  • As hastes podem crescer exageradamente ficando espichadas demais.
  • Pode aparecer na superfície do vaso um limo esverdeado ou uma cobertura branca, e quando as folhas tocam esse local murcham, apodrecem e caem.
  • As pontas das folhas podem ficar amarronzadas.

Se notar o aparecimento desses sintomas, suspenda a adubação por um tempo, dando um intervalo maior entre uma adubação e outra.

ATENÇÃO: o excesso de adubação inorgânica pode matar a planta.

 

O QUE FAZER SE APARECEREM PRAGAS OU DOENÇAS?

Plantas cultivadas nas condições ideais de iluminação, com rega adequada e bem nutridas geralmente não ficam doentes e nem atraem pragas. Mas se notar alguma coisa, faça um inseticida caseiro. Sempre pulverize o inseticida no fim da tarde. Faça 1 aplicação por semana durante 3 semanas.

 

As plantas foram gentilmente cedidas pela Shop Garden.

 

E ai? Você já adubou as suas plantas? Quais os cuidados que você tem com elas na primavera? Conta para mim nos comentários abaixo.

 

Você encontra FARINHA DE OSSO, TORTA DE ALGODÃO OU MAMONA E HUMUS DE MINHOCA na loja online Toca do Verde!

Clique abaixo para visitar a loja

Beijos floridos com amor, carinho e gratidão da Nô Figueiredo

Guirlanda de flores com %22NÔ%22 escrito no centro