Entenda como funciona um minhocário. Sabia que um minhocário é composto de minhocas?! Principalmente as minhocas californianas.

O que as minhocas fazem?

As minhocas são as “cientistas do solo.” Ela são responsável por um monte de coisas que ajudam a tornar a terra boa o suficiente para crescer plantas saudáveis e nos fornecer alimentos.

As minhocas também ajudam a aumentar a quantidade de ar e água que fica no solo. Elas quebram a matéria orgânica, como folhas, aparas de grama, casca de frutas e verduras em nutrientes que as plantas podem usar. Quando elas comem, eles processam a matéria orgânica num tipo muito valioso de fertilizante. Elas também ajudam a “virar” o solo, trazendo a matéria orgânica de cima e misturando-a com o solo abaixo, ao mesmo tempo que deixam o solo mais aerado.

Minhoca não é cobra, apesar de serem parecidas visualmente. As minhocas certamente tem mais medo de você do que você delas. Elas não avançam, não mordem nem correm atrás de ninguém, portanto se você está com receio, tome coragem e encare. Não se preocupe que elas não fogem do minhocário para passear pela sua casa. Aliás, muitas vezes você mal as vê, porque quando levanta a tampa para abastecer, as minhocas que estão na superfície logo se escondem. Elas são fotofóbicas, ou seja, não gostam de luz, então se escondem rapidinho.

 

O QUE AS MINHOCAS COMEM?

Material úmido: restos de vegetais como talos não utilizados, cascas de frutas e legumes, filtro de café com a borra, saquinhos de chá, sobras de alimentos cozidos ou estragados (arroz, feijão, macarrão…), casca de ovo picada, podas de plantas do jardim, flores estragadas, etc.

Restos de alimentos como cascas e talos de verduras, legumes e frutas, que são uma excelente fonte de nitrogênio.

O pó do café, também conhecido como borra de café, é um excelente complemento nutricional para as minhocas e também inibe o aparecimento de formigas. Basta espalhar a borra por cima dos resíduos antes de colocar o material seco.

Material seco: folhas secas de árvores e plantas, grama cortada seca, guardanapos de papel usados, papel toalha, jornal, serragem, etc.

O que garante uma boa decomposição, sem gerar cheiro ruim nem atrair insetos, é o correto balanceamento entre o úmido (nitrogênio) e o seco (carbono).

O minhocário em equilíbrio (e isso é fácil conseguir seguindo a proporção abaixo) não atrai ratos, baratas, formigas nem moscas. Também não tem cheiro ruim NENHUM!

Importante: manter a proporção de 1 parte de material úmido para 2 de material seco

Todos os resíduos frescos possuem alta concentração de nitrogênio enquanto que os resíduos secos possuem alta concentração de carbono. Por isso, o equilíbrio ideal para a compostagem é usar 70% de resíduos ricos em carbono e apenas 30% de resíduos ricos em nitrogênio. E mexer sempre com o ancinho.

 

O QUE AS MINHOCAS NÃO COMEM?

Frutas cítricas como limão, laranja, tangerina e abacaxi, além de cascas e restos de cebola e alho. Esses resíduos modificam o PH do minhocário e prejudicam tanto as minhocas quanto a qualidade do composto.

  • Dica: deixar cascas de frutas como limão, laranja e abacaxi secarem por alguns dias antes de irem para o minhocário.

Tem gente que coloca alimentos processados (cozidos ou assados) na composteira (em pequenas quantidades até pode) mas eu não gosto de colocar. Esses alimentos foram temperados com sal, condimentos e conservantes químicos, ingredientes que fazem mal às minhocas.

Carnes, gorduras e laticínios também não devem ser colocados para compostagem. Além de apresentarem uma decomposição extremamente lenta, a possibilidade de atrair animais indesejáveis é muito grande.

Lembre-se dos 4 princípios sempre: VIDA – DIVERSIDADE – UMIDADE – AERAÇÃO:

·         VIDA – significa que além de minhocas haverá no minhocário pequenos insetos, bolor, fungo, baratinhas de jardim e microorganismos. Não deve ter formiga, barata de esgoto, rato e mosca.

·         DIVERSIDADE – disponibilize uma dieta variada às minhocas. Mas evite cítricos, gorduras e carnes.

·         UMIDADE – minhocas não gostam de ambientes encharcados nem secos demais.

·         AERAÇÃO – adicione sempre duas partes de lixo orgânico seco (folhas de jardim, papel…) para cada parte de lixo orgânico fresco (restos de cozinha). A camada de resíduo seco garantirá que o ar permaneça no sistema evitando mau cheiro. Outra maneira de aumentar o ar é misturar com o ancinho sempre que possível, quanto mais, melhor.

 

O QUE FAZER SE

Por algum motivo houver muitas larvas de moscas (boró) e outros pequenos bichinhos, provavelmente alguma mosquinha pousou na lixeira da cozinha ou no kit quando foi aberto para colocar o lixo. Ou ainda alguns ovinhos foram junto das folhas secas…

O melhor manejo é salpicar cinzas (peça para alguma pizzaria de dar um pouco de cinzas do forno a lenha, não usar cinzas de churrasqueira por que tem gordura da carne) por 12 dias de 3 em 3 dias para regular o pH do sistema.

Ou ainda aumentar a proporção de seco que vai no sistema misturando bem com o ancinho (garfinho).

Vai viajar?

Não se preocupe! As minhocas podem ficar até três meses sem receber comida. Elas diminuem sua atividade e ficam dentro do minhocário numa boa até você voltar.

As minhocas são inteligentes. Elas se reproduzem quando percebem que há muita oferta de comida. Se você encontrar pequenas bolinhas amareladas misturadas ao composto, são os ovos, as futuras minhoquinhas que irão nascer. E quando percebem que a população está grande demais para pouca comida e espaço, a reprodução é interrompida. Inteligente, não?

 

Tá, mas como é que funciona?

Essa ilustração da revista Mundo Estranho mostra super bem como tudo acontece:

Você só precisa colocar os restos de alimentos e folhas secas e revirar de tempos em tempos. O resto que faz são as minhocas!

As minhocas são as melhores amigas das plantas! Adoro as minhocas!!! 🙂

 

Veja mais sobre MINHOCÁRIOS

Compre um MINHOCÁRIO.

 

Gostou do post? Do site? Conecte-se com a natureza comentando, curtindo e compartilhando meus posts e vídeos nas redes sociais! Eu te agradeço!

 

Beijos floridos de gratidão,

Nô Figueiredo – A Menina do Dedo Verde

Conexão com a natureza